Entrevista

Entrevista Lívia Mendonça

"Meu maior sonho é cantar. Só isso"
"Maria Bethania é minha inspiração"
.
Por Neto Lucon (Mix Brasil/2009)
.
Ela foi a caloura mais comentada do programa "Ídolos", (Rede Record), em 2009. A maquiadora Lívia Mendonça, de 20 anos, cantou uma música da cantora Maria Bethânia e surpreendeu os jurados e o Brasil. Com timbre parecido ao do ícone da MPB, ela passou para a segunda fase da competição e revelou ser transexual.

.
Em entrevista exclusiva, a cantora revela detalhes de sua intimidade, fala sobre Maria Bethânia, fama instantânea e até o sonho da cirurgia de transgenitalização.
.
Lívia, como você se descobriu trans?
Descobri aos 5 anos que não gostava de meninas. Aos 12, me vesti de mulher pela primeira vez. Minha família nunca me apoiou. Já sofri preconceito de familiares e somente a minha mãe me deu forças. A aceitação dela foi muito importante.
.
É verdade que você nunca cantou em público?
É verdade, nunca cantei em público. A primeira vez foi no Ídolos. É porque eu não acreditava que cantava bem e porque sou um pouco tímida. Mas gosto muito de música desde a minha infância, quando minha irmã escutava Maria Bethânia. Passei apreciá-la. Minha música preferida é “Casinha Branca” (clique aqui e escute) e a Bethânia é minha grande inspiração.
.
A produção sabia desde o início que você é uma mulher transexual?
No início não, souberam só a partir do segundo dia. O Rodrigo e os jurados souberam depois que eu já estava classificada. Me trataram muito bem e vou continuar normalmente. Na próxima semana, vou investir na música “As rosas não falam” que, apesar de ser do Cartola, a Maria Bethânia também canta.
.
Esta exposição deve trazer mudanças. O que já mudou?
Muito reconhecimento, carinho e elogios através das pessoas que estão torcendo por mim. Hoje não sou mais maquiadora. 



.
Você disse que seu maior sonho é cantar. Depois dele, qual é?
O meu maior sonho é fazer a cirurgia de troca de sexo.
.
O que está achando de trazer um assunto diferente para a mídia: uma transexual cantora?
É maravilhoso porque pude mostrar que travesti não é só prostituição. Muitas vezes, elas passam por isso pela necessidade, porque não conseguem emprego, por causa do preconceito muito grande. Acho que consegui mostrar que temos outros dons e talentos.
.
Como acha que vai lidar com o sucesso caso realmente vença o reality musical?
Ainda não caiu a ficha, mas serei a mesma pessoa, não vou deixar a fama subir à cabeça.

About Neto Lucon

Jornalista. É formado pela Puc-Campinas e pós-graduado em Jornalismo Literário pela Academia Brasileira de Jornalismo Literário. Escreveu para os sites CARAS Online, Virgula e Estadão (E+), Yahoo!, Mix Brasil, no jornal O Regional e para a revista Junior. É autor do livro-reportagem "Por um lugar ao Sol", sobre pessoas trans no mercado de trabalho. Tem quatro prêmios de jornalismo, sendo dois voltados para as questões trans, Claudia Wonder e Thelma Lipp

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.