LifeStyle

“A cada dia me sinto mais à vontade nas passarelas”, diz modelo trans Carol Marra

"Glória Kalil disse que meu bumbim
era o mais durinho e sem uma celulite. Essa
é uma das vantagem de ter certa
dose de testosterona no corpo"
Por Neto Lucon

Sucesso no 21º Fashion Rio, no Fashion Business e no Rio Moda Hype, que ocorreu durante toda a semana, a modelo trans Carol Marra tornou-se notícia no Brasil. Jornais, revistas e portais queriam saber mais sobre a modelo que roubou a cena ao desfilar só de biquíni.

Em conversa exclusiva com o blog NLucon, Carol afirmou que está feliz com a repercussão, que foi recebida como celebridade em sua cidade e que finalmente está íntima das passarelas. “Cada dia me sinto mais à vontade nas passarelas. Lembro que a minha estreia, há um ano, foi traumática”, diz.

Segundo a top, que até então nunca imaginou ser modelo, a primeira vez que desfilou profissionalmente rendeu muita tensão, afinal todos olhares estavam voltados para ela “A imprensa toda em cima de mim, todo mundo de olho, fiquei tensa com a responsabilidade e, para variar, a passarela era uma escada. Daí você imagina (ri)”.

Sobre o novo desfile de Victor Dzenk, a modelo garante que não sentiu dificuldade em desfilar de biquíni e destaca o elogio que recebeu da consultora de moda Gloria Kalil: “Ela disse que meu bumbum era o mais durinho e sem uma celulite das modelos. Essa é uma vantagem de ter certa dose de testosterona no corpo”, reflete com bom humor.

No backstage, a modelo encontrou as atrizes Carol Castro e Rita Guedes, com quem já trabalhou durante o período de produtora de moda. “Ela vieram me parabenizar pela carreira. Estou feliz com tudo o que tem acontecido e espero trabalhar muito daqui para frente”, declara.

Boa sorte!

VEJA OUTRAS MATÉRIAS COM CAROL MARRA:
"Me confundem com a Lea T", diz Carol Marra
"Quero mostrar que a transexual tem valor", afirma modelo
"Sofro preconceito de stylists gays", lamenta top transexual

VEJA FOTOS DE CAROL MARRA

About Neto Lucon

Jornalista. É formado pela Puc-Campinas e pós-graduado em Jornalismo Literário pela Academia Brasileira de Jornalismo Literário. Escreveu para os sites CARAS Online, Virgula e Estadão (E+), Yahoo!, Mix Brasil, no jornal O Regional e para a revista Junior. É autor do livro-reportagem "Por um lugar ao Sol", sobre pessoas trans no mercado de trabalho. Tem quatro prêmios de jornalismo, sendo dois voltados para as questões trans, Claudia Wonder e Thelma Lipp

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.