Pitacos

Blog NLucon homenageia Claudia Wonder

Foto histórica: Claudia Wonder em
ação. Filme dos anos 70. 
O Blog NLucon mudou de cara. E, agora, entre as mudanças que ainda vão ocorrer, passamos a homenagear lá no topo (dá uma olhada) personalidades, artistas e figuras que julgamos importantes.

Na estreia, não poderia ser diferente: uma homenagem à eterna artista multimídia Claudia Wonder, uma travesti que fez sucesso nos anos 80 com uma banda rock, teve importância ímpar nas causas LGBT e foi uma das primeiras que impulsionou a minha carreira.

Claudia – que até Caio Fernando Abreu a chamou de “Meu Amigo”, em um texto do Estadão (para onde curiosamente eu também escrevo hoje) – deixou uma lacuna em nossas vidas desde o fim de 2010, quando sofreu de criptococose , popularmente conhecida como doença do pombo.

Deixou um legado de muita força, inteligência e incentivo. Sua referência em minha carreira é tão grande que alguns portais, como o site da revista ACAPA, colocam-na como minha madrinha. Adianto a vocês que, assim como Caio disse, Claudia foi mais. Foi a pessoa mais digna que conheci. Hoje, é de fato uma estrela.

Matéria da revista ACapa. Foi ela quem
me apresentou para a equipe da revista, em 2008
    TEXTOS E ENTREVISTAS SOBRE CLAUDIA WONDER
A última entrevista com Claudia Wonder
Um ano sem Claudia Wonder
Luzes, Wonder, Ação (trecho do livro Por um Lugar ao Sol)
Claudia Wonder relembra os primeiros grandes clubes gays de São Paulo
Saiba quais travestis e transexuais fizeram história


About Neto Lucon

Jornalista. É formado pela Puc-Campinas e pós-graduado em Jornalismo Literário pela Academia Brasileira de Jornalismo Literário. Escreveu para os sites CARAS Online, Virgula e Estadão (E+), Yahoo!, Mix Brasil, no jornal O Regional e para a revista Junior. É autor do livro-reportagem "Por um lugar ao Sol", sobre pessoas trans no mercado de trabalho. Tem quatro prêmios de jornalismo, sendo dois voltados para as questões trans, Claudia Wonder e Thelma Lipp

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.