Pop & Art

Rodrigo Xuxa anuncia fim do personagem: "Xuxa ficará para trás neste ano"

Sósia da apresentadora Xuxa Menghel, o catarinense Rodrigo Xuxa participou da noite de terça-feira (26) do concurso Miss Gay São Paulo, na capital, e mais uma vez homenageou a sua rainha.

Com figurino, cabelo, acessos e comportamento idêntico ao da apresentadora da Rede Globo, o “hit da internet” chamou atenção dos convidados famosos e fez a alegria dos curiosos.

Em entrevista ao NLucon, o loirinho declarou que sua vida mudou depois da exposição na mídia e disse que os dias de Xuxa estão contados. Veja entrevista.

Neste ano, sua vida se tornou explorada em diversos veículos por ter o visual idêntico ao da Xuxa. Como avalia esta exposição?
Há mais de dois meses, não sei o que é dormir direito, ter aquela comidinha em casa. É só aeroporto, dormindo em aeroporto, dormindo em alguns hotéis. Estou viajando pelo Brasil todo, fazendo shows, participando de vários programas de televisão. Tem sido muito corrido até porque eu sou de Santa Catarina e ainda não moro em São Paulo.  Mas vou morar a partir do próximo mês.

Você está fazendo shows? Conta direito como é...
Faço de tudo um pouco. Como eu digo: dublo, canto, danço, passo e cozinho (risos). O show é muito legal, muito interativo, eu chamo a galera para viver comigo os anos 80, as melhores músicas da carreira da Xuxa, que todas as pessoas gostam. Podem até não curtirem ela hoje, mas antigamente todo mundo gostava.

Muita gente acha a sua figura humorada, mas também existe quem faz duras críticas sobre a sua vida. Isso te deixa triste? 
Por incrível que pareça, procuro mais ver as críticas que os elogios. Eu aprendo mais, porque vejo que muitas vezes eles estão com a razão. Coisas que eu não deveria ter falado, e falei. Coisas que eu não deveria ter misturado, e misturei. Mas às vezes eu ouço coisas horríveis também. Falaram que minha mãe não me aceitava do jeito que eu sou, sendo que nem conversaram com ela. Isso nunca existiu.

Já pensou em desistir por conta das fofocas?
Não, porque o artista que não é criticado, não é famoso. As pessoas só criticam aquilo que faz sucesso. Além do mais, recebo o carinho de muita gente. Hoje, cheguei mais cedo a São Paulo e muita gente me parou nas ruas para tirar uma foto. Isso é muito gostoso.

Como foi encontrar com Xuxa pessoalmente?
Foi uma coisa muito... Ai, é difícil de explicar. Eu já encontrei todos os artistas que eu gostaria e até aqueles que eu não gostaria, mas quando vi a Xuxa travei, nem respirava direito. Nem montado eu fui, sendo que eu queria ir todo produzido.

O que a Xuxa falou para você?
Ela falou que considera lindo o meu trabalho, que curte, que vê tudo, então fiquei babando: “Como ela vê tudo o que eu faço?”. Foi uma emoção inexplicável.

Pretende continuar sendo sósia dela? 
Pretendo continuar fazendo humor, porque amo fazer as pessoas rirem. Quero trabalhar com stand up, fazer televisão. Adianto que a Xuxa fica para trás esse ano, com um último show. Ele vai levar o título de Final Feliz, depois eu parto para outra jornada.

Como vai ser? Rodrigo vai homenagear outra pessoa? 
Não é assim, vai continuar sendo o Rodrigo Xuxa, mas de outra forma. Eu não posso adiantar muita coisa porque a gente está estudando e inclusive temos algumas propostas. Já tive proposta do Zorra total [da Globo], mas não fui. Estamos aí e, em breve, as pessoas vão ver as novidades.



About Neto Lucon

Jornalista. É formado pela Puc-Campinas e pós-graduado em Jornalismo Literário pela Academia Brasileira de Jornalismo Literário. Escreveu para os sites CARAS Online, Virgula e Estadão (E+), Yahoo!, Mix Brasil, no jornal O Regional e para a revista Junior. É autor do livro-reportagem "Por um lugar ao Sol", sobre pessoas trans no mercado de trabalho. Tem quatro prêmios de jornalismo, sendo dois voltados para as questões trans, Claudia Wonder e Thelma Lipp

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.