Pitacos

TVs até aceitam gays em reality shows, desde que eles não demonstrem que amam

Manoella e Angelis; Aslan e seu namorado

A presença de gays e lésbicas em reality shows já está comum no Brasil. Depois de Jean Wyllys se assumir a homossexualidade no Big Brother Brasil 5, em 2005, o ato de sair do armário não é mais novidade em tais programas. Porém, o amor gay e seus desdobramentos (como um mero beijo) ainda é tabu na TV.

Prova disso é que ao anunciar a vitória da assessora de imprensa Angelis Borges no reality show Fazenda de Verão, na noite de quarta-feira, 30, a Rede Record simplesmente não exibiu a comemoração da vencedora com a sua namorada, a estilista e ex-participante Manoella Stoltz.

No momento em que as duas se encontraram e provavelmente se beijaram, a câmera automaticamente focou em Rodrigo Faro que, sem saber o que fazer, agradeceu a presença do telespectador. Hein?

Durante o confinamento, a protagonista Angelis e sua fiel escudeira Manoella tiveram vários momentos românticos. Porém, a emissora fez de tudo (inclusive, mudando as câmeras para quem acompanhava a versão ao vivo pela internet) para esconder a relação, os flagras, os beijos e até deixar claro que se tratava de duas namoradas.

No alto estilo “o amor que não ousa dizer o nome” (de Oscar Wilde), Faro jamais utilizou a palavra “lésbica”, “amada”, “lésbica” para elas. Ao contrário dos relacionamentos dos demais peões, que foram explorados a exaustão. Se limitou a dizer rapidamente, sem maiores explicações: “temos três casais no programa”.

No BBB, um caso no mínimo curioso marcou a participação do gay Aslan. Embora ele o namorado tenham dado um simpático beijo no vídeo da estreia [quase que apontando, esse é o gay da vez], a Globo tratou de censurar o segundo encontro dele com o namorado, após sua eliminação na última semana. Foi só ele encontrar sua família e (beijar o amado, haja vista a comemoração da plateia), que a câmera simplesmente mudou, reajustou o foco, o fez desaparecer.

Embora muitas evoluções ocorreram desde Jean – na última edição do The Voice, por exemplo, a namorada da vencedora Ellen apareceu devidamente legendada durante a exibição - esses pequenos e atuais recortes dos reality shows retratam a triste aceitação social da comunidade colorida: o público até aceita a presença de gays, desde que eles não demonstrem o seu amor.

About Neto Lucon

Jornalista. É formado pela Puc-Campinas e pós-graduado em Jornalismo Literário pela Academia Brasileira de Jornalismo Literário. Escreveu para os sites CARAS Online, Virgula e Estadão (E+), Yahoo!, Mix Brasil, no jornal O Regional e para a revista Junior. É autor do livro-reportagem "Por um lugar ao Sol", sobre pessoas trans no mercado de trabalho. Tem quatro prêmios de jornalismo, sendo dois voltados para as questões trans, Claudia Wonder e Thelma Lipp

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.