Pop & Art

Maria Clara Spinelli ganha destaque em Salve Jorge; Autora aborda tráfico internacional de travestis


Depois de abordar o tráfico internacional de mulheres, a autora Gloria Perez trouxe durante esta semana a cena em que uma travesti recebeu e aceitou a proposta da articuladora Wanda (Totia Meirelles). A personagem foi interpretada pela brilhante atriz Maria Clara Spinelli, vencedora de vários prêmios internacionais.

Na trama, a personagem diz: “Sabe o que é passar a vida inteira em um corpo errado? Já é um sufoco estar em uma roupa errada, imagina estar presa em um corpo errado”, aceitando a proposta da vigarista. Depois, a delegada Helô aparece em cena e fala sobre um relatório que recebeu: tráfico internacional de travestis na Itália.

O resultado realmente é positivo e a participação especial da artista pode aumentar nos próximos capítulos. Mas, como sempre dá para melhorar e aprender, a autora só pecou por falar sobre “cirurgia de mudança de sexo” para travestis, sendo que na realidade a cirurgia é solicitada por transexuais.

Para quem não sabe, Maria Clara Spinelli atuou no filme Quanto Dura o Amor? (2010), do diretor Roberto Moreira, na pele de uma advogada que se apaixona por um colega de trabalho, mas que teme revelar que é uma mulher transexual. Pela personagem, venceu o prêmio de Melhor Atriz no Festival de Cinema de Paulínia e no Hollywood Brazilian Filme, em Los Angeles.

Ao comentar o convite de Gloria, a atriz diz que a sensação é de comemoração, já que viu o seu trabalho sendo retratado e reconhecido em horário nobre. “Quando recebi a cena, fiquei com um pouco de medo, porque não sabia como a personagem seria retratada, mas depois de ver o resultado final, fiquei feliz”, afirmou Maria ao NLucon.

Assista clicando aqui.

About Neto Lucon

Jornalista. É formado pela Puc-Campinas e pós-graduado em Jornalismo Literário pela Academia Brasileira de Jornalismo Literário. Escreveu para os sites CARAS Online, Virgula e Estadão (E+), Yahoo!, Mix Brasil, no jornal O Regional e para a revista Junior. É autor do livro-reportagem "Por um lugar ao Sol", sobre pessoas trans no mercado de trabalho. Tem quatro prêmios de jornalismo, sendo dois voltados para as questões trans, Claudia Wonder e Thelma Lipp

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.