Header Ads

Chris Flores diz que mães devem dar amor dobrado aos filhos gays; leia discurso

"Ser gay não é um erro, não é uma escolha, as pessoas nascem assim"

Aos 35 anos, a apresentadora Chris Flores é referência quando o assunto é maternidade. Além dos vários quadros voltados à família no Hoje em Dia, da TV Record, a mãe de Gabriel, de 7 anos, é autora do livro Um bebê em Casa, que ajuda mães de primeira viagem. Em declaração exclusiva ao NLucon, Chris afirma que aceitaria tranquilamente um filho gay. 

“Mãe, no sentido exato da palavra, aceita o filho de qualquer maneira. Falo das mães que geraram, daquelas que adotaram ou simplesmente daquelas que o filho escolheu. Esta mãe não faz distinção de absolutamente nada: ela simplesmente ama. E é um amor acima de qualquer preconceito. É como uma leoa, que quer defender o filho”, explica.

Chris afirma que o amor dessas “verdadeiras mães" leva-as a apoiarem as decisões e caminhos dos filhos e aceitá-los do jeito que são. “Você aceita o seu filho com tudo o que veio de presente, não dá para escolher o que você quer que ele seja. Você deve aceitá-lo do jeitinho que ele é e tentar mostrar como é o mundo. A nossa função de mãe é preparar o filho para o mundo”.

A apresentadora diz que, por mais que as mães queiram o contrário, todas as pessoas têm direito de escolher os próprios caminhos e, por ventura, errar. Mas pondera ao explicar que a homossexualidade não é um erro. “Ser gay não é um erro, não é uma escolha, a pessoa nasce assim. E, se a pessoa nasce assim, você tem que abraçá-lo e dar mais amor ainda porque ele vai enfrentar um mundo muito difícil. E a mãe tem que ter amor dobrado”.

OBS: Chris já publicou uma reportagem sobre o que pais gays devem dizer aos filhos a respeito da homossexualidade. Leia aqui


"O amor está acima de qualquer preconceito"

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.