LifeStyle

Top Fabianna Oliveira protagoniza ensaio sobre beleza e diz sofrer preconceito


A top internacional Fabianna Oliveira protagonizou mais um editorial em que alia a sua beleza ao universo lúdico. Linda, magra e loura, a recifense da agência Amazing Model Managent foi clicada pelo fotógrafo Alfred Toscano, e revelou ao NLucon que a mesma beleza que fascina e que a levou para fora do Brasil é aquela que passou a sofrer preconceito no mundo da moda.

“Em pleno século 21, muitas marcas não querem ser veiculadas a alguém que mudou de sexo, a alguém que passou do gênero e sexo masculino ao feminino. E curiosamente este preconceito vem mais dos gays que estão neste universo, não dos héteros ”, reflete a top, que chegou a ser descartada em alguns eventos e editoriais.


Modelo desde 2004, Fabiana diz que anteriormente escondia o passado por medo de sofrer preconceito. “Nos últimos anos, cansei de viver uma vida dupla e senti mais traquila comigo mesma para falar sobre a questão. Porém, agora, sinto as dificuldades que temia”.


Ao exibir o novo trabalho, Fabiana prova talento, entrega, biótipo e fotogenia. “É uma seção de fotos sobre beauty e traz imagens marcantes, carregadas e outras mais limpas, clean. Adorei ter realizado o ensaio, pois mostra as diferentes belezas femininas. O resultado ficou incrível”, comemora Fabi, que contou com make e hair de Bruna Pabst e styling de Arthur King.

Com tantos trabalhos de qualidade, é quase inacreditável que a moda, uma manifestação transgressora e que está à frente dos paradigmas, tenha encaretado. Que as portas se abram cada vez mais para as novas belezas!


About Neto Lucon

Jornalista. É formado pela Puc-Campinas e pós-graduado em Jornalismo Literário pela Academia Brasileira de Jornalismo Literário. Escreveu para os sites CARAS Online, Virgula e Estadão (E+), Yahoo!, Mix Brasil, no jornal O Regional e para a revista Junior. É autor do livro-reportagem "Por um lugar ao Sol", sobre pessoas trans no mercado de trabalho. Tem quatro prêmios de jornalismo, sendo dois voltados para as questões trans, Claudia Wonder e Thelma Lipp

4 comentários:

Halli Miller disse...

Amo demais, linda, uma profissional maravilhosa tive a hora de prestigiá-la em alguns desfiles e é simplesmente uma diva!

Laysa Machado disse...

Poderosa! Maravilhosa! power!

Marina Almeidaa disse...

Muito triste saber que os próprios Gays possuem preconceito com transgêneros nesse ramo,provavelmente é inveja,eles não aceitam que uma pessoa tans cresça profissionalmente,para eles somos pessoas sem talentos,sem capacidade,e que lugar para nós é nos escuros,nas esquinas frias,aff,por favor né. . .Vergonha desse povo infeliz e transfóbico.

cristiany aprendendo a viver disse...

realmente viver como trans e uma luta diaria, nao consigo mais com uma sociedade ainda cheia de hipocrisia. mais deus nunca nos desampara , nos dando uma força interior descomunal que diante das lutas vencidas ou nao sempre estamos de cabeça erguida pra seguir em frente..saiba q deus esta contigo sempre...

Tecnologia do Blogger.