Pride

Muso do protesto, Tiago Berbert protagoniza ensaio de cueca e detona homofobia na Rússia


Desde que manifestou com bom humor e sensualidade contra o presidente da Comissão dos Direitos Humanos, Marco Feliciano, em junho de 2013, Tiago Berbert caiu nas graças do público masculino, que passou a acompanhar tudo aquilo que, até então, “estávamos perdendo”. Com o rosto e o corpo que transpiram beleza, o moreno alto, bonito e sensual acaba de protagonizar um ensaio solo, quente [e de cueca!] para o fotógrafo Ronaldo Donizeti.

As belas imagens foram feitas no estúdio do fotógrafo, em São Paulo, e mostram os detalhes ainda não vistos do manifestante. De acordo com Donizeti, o muso – que não se considera modelo - provou intimidade com as lentes e deve aparecer futuramente em novas fotos. “Conheci o Tiago depois do ‘boom’ do protesto. Esperei um pouco a poeira abaixar e fiz o convite. A ideia foi mostrá-lo diferente daquele menino das manifestações e posso dizer ele manda muito bem, é extrovertido e não tem medo da câmera”.

Tiago também afirmou que adorou a seção e que esteve até um pouco mais másculo por conta do novo visual. "Adorei fotografar com o Ronaldo, ele é um querido, me senti super a vontade e gostei muito do resultado. É bem diferente a visão de cada fotógrafo e eu estava de barba, um pouco mais homem”.

Como não custa nada aliar a beleza a um discurso contra o preconceito, o NLucon perguntou o que o muso das manifestações acha da homofobia na Rússia: “Fazer a homofobia tomar tanta dimensão em um país é uma atitude retrógrada do governo russo. Vivemos em um mundo tão avançado em medicina, tecnologia, informação e com problemas tão graves para serem sanados que não entendo o motivo de se preocuparem com quem as pessoas estão se relacionando. Homofobia tem que ser criminalizada no Brasil, na Rússia e em todo o mundo”.

Abaixo, as lindas fotos do ensaio [com direito a três inéditas!].


About Neto Lucon

Jornalista. É formado pela Puc-Campinas e pós-graduado em Jornalismo Literário pela Academia Brasileira de Jornalismo Literário. Escreveu para os sites CARAS Online, Virgula e Estadão (E+), Yahoo!, Mix Brasil, no jornal O Regional e para a revista Junior. É autor do livro-reportagem "Por um lugar ao Sol", sobre pessoas trans no mercado de trabalho. Tem quatro prêmios de jornalismo, sendo dois voltados para as questões trans, Claudia Wonder e Thelma Lipp

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.