Pop & Art

Artistas e galãs são transformados em drag queens. Veja as hilárias transformações

Mick Jagger, Daniel Craig e Jim Carrey

O fenômeno drag queen explodiu nos anos 90 e trouxe um novo tipo de manifestação artística, expressão de gênero e cultura gay. Coloridas, divertidas, com perucas e maquiagens exageradas, elas fazem uma caricatura e/ou uma homenagem ao feminino e transitam entre os dois mundos com muito talento e glamour. Fazem humor, batem-cabelo, dublam, cantam e até militam...

E foi pensando em transformar alguns atores e personalidades internacionais em drags [ou tranformistas] que os sites Worth 1000.com e Freakingnews.com fizeram uma lista com algumas sugestões de montagens. Tudo é feito no Photoshop, com corpos de estrelas reais e dão uma ideia divertida do que poderia ter acontecido com alguns galãs e icones se tivessem investido na figura feminina. 

Mel Gibson, por exemplo, aparece ajeitando o cabelo, Elton John sorri no corpo da rainha Elizabeth II e até Marilyn Manson faz charme como uma gueixa. Embora alguns estejam longe do que representam a imagem de uma drag, é possível se divertir com as montagens. Confira abaixo as montagens e as maravilhas do Photoshop.
.
Barack Obama e B.B.King

Rod Stewart, Macaulay Culkin e Mel Gibson

Elijad Wood e David Bowie

Charlie Sheen, Arnold Schwarzenegger, Marilyn Manson

Robin Williams e Clint Eastwood

Elton John, Sean Penn, Eddie Murphy e Taylor Lautner

Matt Damon e Steven Tyler

Justin Bieber, Dalai Lama, Macaulay Culkin, Brad Pitt

Hugh Laurie e Sean Connery

Robert Pattinson, Mick Jagger, Barack Obama, Tom Cruise

George Bush, Kiefer Sutherland e Elton John

About Neto Lucon

Jornalista. É formado pela Puc-Campinas e pós-graduado em Jornalismo Literário pela Academia Brasileira de Jornalismo Literário. Escreveu para os sites CARAS Online, Virgula e Estadão (E+), Yahoo!, Mix Brasil, no jornal O Regional e para a revista Junior. É autor do livro-reportagem "Por um lugar ao Sol", sobre pessoas trans no mercado de trabalho. Tem quatro prêmios de jornalismo, sendo dois voltados para as questões trans, Claudia Wonder e Thelma Lipp

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.