Pop & Art

LGBTs em reality shows: os números, os babados, as polêmicas e as vitórias


A promessa é de dinheiro, fama e muuuita exposição. São várias câmeras, milhões de votos e a antipatia ou simpatia dos telespectadores. Há pelo menos 13 anos, os reality shows viraram febre no Brasil e alimentaram a curiosidade de quem sempre quis observar o buraco da fechadura. O primeiro programa do formato ocorreu em 2000, No Limite, [inspirado no Survivor], que trouxe a convivência de desconhecidos, competição física, superação e a degustação de olhos de cabras.

Desde a vitória da gordinha Elaine, uma enxurrada de outros programas caiu na televisão – são mais de 50! - com outros tipos de propostas. Vão de confinamento como o Big Brother Brasil, A Fazenda e Casa dos Artistas, passam pelos de comportamento como o Esquadrão da Moda, Troca de Família e SuperNanny, atravessam os artísticos como Fama, Astros, The Voice Brasil, de competição como O Aprendiz, e chegam até os indefiníveis, como o Mulheres Ricas.

Quando falamos sobre a presença da comunidade LGBT em tais programas, o primeiro membro assumido esteve confinado no No Limite 2, em 2001, com a lésbica Lhitts Maciel. Na atração, ela declarou para os concorrentes: “Quem não aceita as pessoas como são tem espírito fraco. Sou gay”, chocando a própria família. Já o último esteve em A Fazenda 6, da Record: o fofoqueiro Gominho, que foi eliminado na última quarta-feira [25] na reta final do jogo.

Quem venceu? Quanto tempo ficou confinado cada um? Quantos foram ao todo? Qual foi a porcentagem de aprovação? E de rejeição? O Nlucon teve a árdua prova de resistência de reunir todos os participantes LGBTs dos programas mais populares e definir quem conseguiu chegar lá. Confira!

RAPIDINHA
  Bianca Soares [LGBT] - 7 dias confinada em 2004

Idade: 21 anos [12/02/1983]
Profissão: Atriz
Programa: Casa dos Artistas 4 – protagonistas de novela - SBT
Eliminação: 2ª eliminada – Primeira berlinda com o voto do público
Rejeição:  75% dos votos contra Vanessa Pires
Fez história: Primeira travesti de um reality show

Babado1: Bianca não revelou que é travesti durante o seu confinamento, mas a sua história caiu na imprensa antes mesmo da estreia do programa. A revista Veja"a chamou de "estranho no ninho e a TiTiTi escreveu "Bomba! Bianca é travesti"

Babado 2: Durante uma atividade, Bianca beijou o participante Alle Manas, mas a cena não foi exibida pelo SBT. Fora do reality show, Alle declarou que não viu nenhum problema, pois todos são artistas e não devem ter preconceito. 

Babado 3: Brigou com grande parte da casa e disse que muitos estão fazendo teatro para se manter no jogo. Em uma discussão, falou para uma concorrente pintar o c... para aparecer mais.

Babado 4: Depois de ser eliminada e levantar a audiência de programas concorrentes, Silvio Santos chamou Bianca para voltar ao reality e revelar que é travesti. Na volta, muito mais tranquila, ela retomou a amizade com vários ex-colegas.

Frase: “Sou a primeira travesti no mundo a participar de um reality show. Agora, só peço para vocês não ficarem olhando lá para baixo, porque vocês já sabem o que tem”.

Pós: Entrou para a indústria de filmes pornôs, tornou-se figurinha frequente do Superpop, gravou a série Mandraje [HBO], com Marcos Palmeira e atualmente investe na carreira de cantora. Em entrevista ao NLucon, declarou: "Só quero ser uma garota normal [clique]" 

 Analice de Souza [LGBT] – 7 dias de confinamento em 2012 

Idade: 26 [18/06/1985]
Profissão: socióloga, antropóloga e dona de bar
Programa: Big Brother Brasil 12
Eliminação: 1ª eliminada - 1 Paredão
Rejeição:  53% contra Jakeline

Babado 1: Na primeira prova de resistência, Analice não só declarou que é bissexual como também definiu-se como dominatrix, explicando inclusive o que é o grupo BDSM, um acrônimo para Bondage, Disciplina, Sadismo e Masoquismo. “Para mim não está ligada ao sexo. A dominação me dá um prazer mais do que sexual”.

Babado 2: Embora formasse dupla da diversidade sexual com João Carvalho, que é gay, Analice foi indicada para o primeiro paredão por ele. A justificativa? “Somos muito parecidos”. Ela desabafou: “Temos pontos em comum, temos um estilo diferente, temos uma orientação sexual semelhante... Mas ele me indicou dizendo que isso faria a gente ter problemas futuros. E a gente poderia ter como também poderia não ter”.

Babado 3: Analice declarou que acredita que sua eliminação tenha se dado pelo preconceito. “Cheguei com uma carga muito grande de exceções. Assumi ser bissexual, dominatrix, tem a questão estética, sou deficiente e ainda sou ateia. No Brasil é assim, você pode ser tudo, desde que seja cristão”.

Babado 4: Deficiente física? “Sofri um acidente quando era pequena, fiquei em comum um tempo e hoje tenho visão monocular. Meu olho esquerdo não enxerga”.

Frases: “Quem ainda é preconceituoso, é quem tem falta de informação”, “O que se faz, não te define. Suas escolhas pessoas não dependem do seu caráter e nem dos seus valores” e “Eu gosto do chicote, mas só com pessoas que sabem a técnica”. 

Ariadna Arantes [LGBT] – 8 dias confinada em 2011

Idade: 26 anos  [03/06/1984]
Profissão: Cabeleireira
Programa: Big Brother Brasil 11 - Globo
Eliminação: 1ª eliminada – 1º Paredão
Rejeição: 49% dos votos contra Janaina e Lucival
Fez história: Primeira transexual de um reality brasileiro.

Babado 1: Ariadna não quis falar sobre o seu passado durante o confinamento, mas a história já circulava do lado de fora da casa e o fato de não ter se pronunciado acabou a prejudicando.

Babado 2: A sister não conseguia ficar uma conversa sem falar de sexo e chegou a perguntar qual era o tamanho do pênis de todos os homens da casa e se eles fariam sexo com ela [vídeo].

Babado 3: Quando estava fazendo uma performance, Rodrigão disse que ela parecia uma travesti dançando, mas Ariadna não gostou e foi tirar satisfações. “É a segunda vez que você me joga uma piada” [vídeo].

Babado 4: Apesar de ter revelado que já trabalhou como garota de programa, Ariadna fofocou durante a Casa de Vidro que Maria também trabalhava no ramo. Maurícío [que ficava com a sister] passou a rejeitar a participante em sua volta para o BBB.

Frase: “Eu sou uma mulher e, se tem alguém que questiona muito, dou minha identidade: Sou uma mulher e ponto final”.

Plus: A direção tentou incluir Ariadna novamente no BBB, por meio da Casa de Vidro. A mudança de regras fez a sister ficar mais uma semana no programa, mas ela acabou perdendo para Maurício.

Pós: Ariadna posou nua para a Playboy, fez participações no Pânico na Band e hoje em dia é garota propaganda da Brasaimara, uma linha de roupas. No NLucon revelou se todos os seus programas acabaram com a cirurgia de redesignação sexual.

 Lhitts Maciel  [LGBT] - 12 dias na Chapada dos Ventos, MT, em 2001 

Idade: 23
Profissão: programadora
Programa: No Limite 2 – Globo
Eliminação: Expulsa
Histórica: Primeira LGBT a se assumir em um reality show brasileiro. E primeira a ser desclassificada.

Babado 1: Lhitts se revelou lésbica após ser questionada pela concorrente Eliane. Na época, nem mesmo a sua família sabia.

Babado 2: O irmão afirmou à Contigo! que Lhitts não deveria se exposto e argumentou: “Os gays são muito repreendidos. Ela não deveria ter falado isso na tevê”.

Babado 3: Lhitts passou mal em uma prova, foi ao ambulatório da produção e, posteriormente, acabou sendo desclassificada por retornar ao ambulatório. Ela chegou a desmaiar e ter desidratação.

Babado 4: Após ser desclassificada, a produção cogitou não dar o prêmio para Lhitts, mas por considerar que não houve uma desistência, acabou dando um carro e três mil reais.

Frase: “Quem não aceita as pessoas como são tem espírito fraco. Sou gay”.

Pós: O Nlucon tentou conversar com a ex-participante, que atualmente está com os cabelos longos, mas ela desconversou: “Não vejo motivo para outras reflexões. O meu momento já passou. Na época, compartilhei. Não existia um objetivo, muito menos sensacionalismo, mas nossa cultura é discriminatória”. 

João Guilherme [LGBT] – 13 dias no Ceará, em 2009 

Idade: 30
Profissão: produtor
Programa: No Limite 4 – Globo
Eliminação: 3º eliminado
Rejeição: 4 votos – 53% contra Felipe

Babado 1: Após ser eliminado, a mãe do participante alegou que ele havia sofrido homofobia por parte dos competidores. João amenizou e disse que não sentiu preconceito e que estava tudo bem.

Babado 2: Apesar de não esconder a sexualidade, a Globo não mostrou uma cena do participante falando sobre a sua vida, relacionamentos...

Frase: “Muito prazer, meu nome é João”, quando a participante Bia disse que queria um gay na tribo Malibu.

Pós: Depois de ser eliminado, João aproveitou o contrato de seis meses com a Globo para badalar em São Paulo, Brasília e Rio de Janeiro, e ser assediado por garotos de 18 anos. “Depois, voltei para trabalhar com produção em publicidade e voltei a estudar artes dramáticas. Fiz uma peça em 2012, faço um curso profissionalizante de artes dramáticas para TV e cinema e estou ensaiando a peça O Beijo no Asfalto. Em janeiro vamos apresentar”, declara João com exclusividade ao Nlucon. 

 Cristiano Carnevale [LGBT] – 21 dias confinado em 2004 

Idade: 30 [03/05/1974]
Profissão: gerente de loja
Programa: Big Brother Brasil 4, Globo
Eliminação: 3º eliminado – 2 paredões
Rejeição: 59% contra Thiago

Babado 1: Cristiano foi o mentor do grupo intitulado superpobrinhos, promovendo durante todo o programa uma luta de classes contra os riquinhos, que acabou favorecendo a babá Cida.

Babado 2: Cris evitou levantar qualquer bandeira ou falar sobre a sua sexualidade. Anos depois, ele admitiu que não quis se assumir publicamente em respeito à mãe.

Babado 3: Durante a lavagem de roupa suja, a lutadora Tatiana disse que Cristiano se ofereceu para posar pelado para a Gmagazine, mas que a revista rejeitou por ele ser afeminado. O brother declarou que “jamais posaria nu, pois tem caráter”. [vídeo]

Frase: “Superpobrinhos ativar”

Plus: Ele faturou um carro zero quilômetro na Lavagem de Roupa Suja, vencendo Marcela com 70% dos votos. “Dedico o prêmio à minha mãe”.

Pós: Atualmente, Cris está bem diferente do que era em 2004. Malhado e com tatuagens, ele revelou a homossexualidade e faz dublagens. “Era um magrinho freak”

 Aslan Cabral [LGBT] – 22 dias confinado em 2013

Idade: 33 anos [12/01/1980]
Profissão: artista plástico
Programa: Big Brother Brasil 13, Globo
Eliminação: 4º eliminado – 1º paredão
Rejeição: 79% contra Marcello
Fez história: Apareceu beijando o namorado em sua apresentação.

Babado 1: Disse que não estava preocupação com o prêmio, mas pelas relações interpessoais. O discurso gerou polêmica com os participantes.

Babado 2: Durante o reality, fãs de Lady Gaga se manifestaram contra Aslan e alegaram que ele falou mal da artista.

Babado 3: Apesar da exibição do beijo na apresentação, ao ser eliminado a Globo tratou de “censurar” o beijo do participante no namorado. A emissora justificou que apenas “perdeu” o momento.

Babado 4: Em tom de brincadeira, Aslan diz que André é um gato e que, como a vida dá voltas, "no dia em que ele virar gay"...

Frase: “Vim por causa das relações interpessoais”
Plus: A foto em que exibe o belo bumbum no Instagram agradou parte do público.
Pós-BBB: O artista plástico continuou com a carreira em Recife, Pernambuco. 

DERAM O QUE FALAR

Lucival [LGBT] – 34 dias confinado em 2011

Idade: 30 [06/02/1981]
Profissão: jornalista
Programa: Big Brother Brasil 11 – Globo
Eliminação: 7º eliminado, 2 paredões
Rejeição: 48% dos votos contra Diana e Natália

Babado 1: Ele adorava tricotar e fofocar com Daniel e, entre as suas observações, questionou a sexualidade de Rodrigão. “Ele é um gay enrustido”, soltou.

Babado 2: O jornalista admitiu que, se Wesley fosse gay, ele investiria no médico. “Eu pegaria”. Só ele, né? 

Babado 3: Lucival declarou que é gay logo no segundo dia de confinamento e ainda soltou: “Tem tantos! Abre o seu olho, japonês”.

Babado 4: Apesar de se dizer gay, admitiu não querer levantar nenhuma bandeira. “Estou aqui por mim mesmo”.

Frase: “Já pensou se eu tivesse que representar as minorias? Eu teria que levantar bandeira dos negros, dos gays, dos nordestinos e dos intelectuais”. 

 Nany People [LGBT] – 38 dias confinada em 2010 

Idade: 45 [01/06/1965]
Profissão: Atriz, humorista, apresentadora
Programa: A Fazenda 3 – Record
Eliminação: 5ª eliminada – 1ª roça
Rejeição: 63% contra Carlos Carrasco e Sergio Abreu

Babado 1: Depois de ouvir Monique Evans mandando todo mundo tomar naquele lugar, Nany se revoltou e pediu para ela aumentar o nível. O barraco aumentou quando descobriu que Monique havia dito que ela não gostava de Ana Carolina. "Eu nunca disse isso", defendeu Nany.

Babado 2: A atriz também se desentendeu com Dudu Pelizari, que revelou uma combinação de votos e desuniu a equipe. Enquanto Nany o apelidou de Judas, o ator a classificou como “um homem que se veste de mulher”. Fora da atração, Nany o perdoou. 

Babado 3: Ela não escondeu a atração por Daniel Bueno e disse que ficaria com ele até sem banho. “A coisa mais difícil da Fazenda é olhar o Daniel com os olhos e lamber com a testa”, brincou.

Babado 4: Explosiva, mas carinhosa e compreensiva, adotou a postura mãezona de Mulher Melancia, Ana Carolina e Luiza. "Elas me proporcionaram um sonho que eu não sei se vou realizar, que é o de ser mãe". 

Babado 5: Uma brincadeira de Marcos Mion acabou levando Nany aos tribunais. Uma ONG de direito trans se incomodou com o teor da brincadeira, mas a atriz disse não ter ficado ofendida e até foi testemunhar a favor do apresentador.

Frases: “O buraco comigo é mais embaixo” e “Então...!”

Pós: Nany rodou o Brasil com shows de stand-up, foi jurada do programa Cante se Puder, do SBT. E atualmente está no Japão! NLucon: Confira a entrevista que fiz com Nany sobre A Fazenda clicando aqui. 

 Angélica Morango [LGBT] – 43 dias confinada em 2010 

Idade: 24 [01/03/1985]
Profissão: jornalista
Programa: Big Brother Brasil 10 – Globo
Eliminação: 7ª eliminada – 2 paredões
Rejeição: 55% dos votos contra Dourado [38%] e Dicesar [7%]

Babado 1: A amizade colorida entre Angélica e Cacau. Na verdade, um triângulo amoroso, já que Claudia estava ficando com Eliéser. “Ela é linda, me identifiquei, mas não tive atração sexual”, garantiu fora do BBB. Aham, senta lá, Claudia!

Babado 2: Uma das maiores injustiças feita pela edição foi não ter explorado o real motivo que Angélica se desentendeu com Dourado. Primeiro, a mudança de comportamento desde que ele voltou do paredão. Segundo, o discurso contraditório de ele não querer falar sobre sexo, sendo que já participou de inúmeras brincadeiras. Terceiro, o fato de ela ser contra a combinação de fotos. Quarto, as frases com teor preconceituoso do brother. [vídeo]

Babado 3: Após brigar com Morango, Dourado faz uma declaração polêmica. Embora ele dissesse que não bate em mulher, o participante afirmou: “Do jeito que ela apontou o dedo para mim, era para eu ter quebrado o dedo dela, dado um monte de porrada e deixado ela desmaiada no hospital”. Ui!

Frase: “Você [Cacau] é o tipo que eu pego pra namorar, porque se for só para dar uns pegas, fico com a Lia na boate”. [vídeo]

Pós: Lançou um livro ‘Quebrando o Aquário’, posou para um ensaio sensual com a ex-Chiquitita, Renata Del Bianco, lançou um site oficial em que mantém contato com lgbts e outros fãs, apresenta o Transalouca na rádio Transamérica e também ataca de DJ.

Plus: Se casou no dia 21 de setembro com a comissária de bordo Rabyta. Ela escreveu no Twitter: “Sim, eu quero, te amo. É muito raro eu chorar, mas hoje foi inevitável... Um dos momentos mais emocionantes da minha vida”.

 Carlos Carrasco [LGBT] – 59 dias confinado em 2010 

Idade: 44
Profissão: maquiador e cabeleireiro
Programa: A Fazenda 3, Record
Eliminação: 8º eliminado – 3 roças
Rejeição: 50,4% contra Janaina Jacobina

Bafo 1: O maquiador manteve a postura paz e amor e foi o único participante a se aproximar de Janaina Jacobina, que causou alvoroço após pedir, por meio de um papel escondido no banheiro [o que é proibido], para ser votada pelos participantes. “Ela não merece ser ignorada, não é um bicho”.

Bafo 2: Causou momentos divertidos ao esbravejar por ter acordado com o próprio ronco, ao se dizer campeão da cachaça e ao fazer revelações sobre o seu passado. “Fui expulso do primeiro Rock in Rio, em 1985. Causei a maior confusão no meio do show do Queen. Ainda bem que deu para ouvir umas músicas do lado de fora”.

Bafo 3: Chegou a chorar de saudades do marido, de quem nunca fica longe [e quando fica, se comunica pela webcam]. “Estou muito preocupado com ele, que está sozinho. Ele só tem a mim. Gostaria muito que minha família se preocupasse mais com ele”.

Frasez: “O arroto é um peido chique que sobe de elevador”. “Ele [Dudu] é metrossexual e está a um passo da homossexualidade”.

 Marcelo Arantes [LGBT] – 62 dias confinado em 2008 

Idade: 31 anos [22/03/1976]
Profissão: Psiquiatra
Programa: Big Brother Brasil 8
Eliminação: 9º eliminado – 3 paredões
Rejeição: 71% contra Rafinha

Babado 1: Com o objetivo de “tirar as máscaras dos brothers”, o psiquiatra acabou fazendo um jogo psicológico e perigoso com os participantes. Desentendeu-se com Thalita, Fernando, Thati Bione, Marcão, Rafinha e Natália, fazendo revelações e deduções polêmicas. Chegou até a questionar a vida de Gyselle fora do Brasil... 

Babado 2: Revelou ser homossexual para Natália e Thalita logo nos primeiros dias de confinamento, mas disse que não pensava em anunciar aos quatro ventos. “Sou homossexual. Quem vai saber é o Brasil e todas as pessoas que chegarem para mim e perguntarem. Agora, só vai ter uma terceira pessoa que vou contar, que é a Gi [Giselle]”.

Babado 3: Porém, com o confinamento, Marcelo tentou engatar um romance com Giselle, o que motivou Pedro Bial a questionar a tal “paixão platônica”. O discurso foi curioso:  “Sempre falei que tive fases, fui heterossexual, antes de entrar, estava homossexual e, nesse momento, vivo a fase heterossexual”.

Babado 4: Apesar de ser visto como o vilão por muitas pessoas, Marcelo despertou a paixão de muitos telespectadores. Ao lado de Rafinha e Gyselle, era um dos favoritos a faturar a bolada e até se tornou o queridinho número 1 da comunidade ursina.

Pós-BBB: O psiquiatra continuou com o trabalho de psiquiatra, lançou um livro "Antietiqueta dos Novos Famosos", se envolveu em outras polêmicas na mídia [inclusive com o ex-BBB Serginho Orgastic] e revelou neste ano a lista com os ex-BBBs que estavam cotados a retornar ao jogo. 

 Serginho Orgastic [LGBT] – 69 dias confinado em 2010 

Idade: 21 anos [25/02/1989]
Profissão: estudante de moda
Programa: Big Brother Brasil 10 – Globo
Eliminação: 11º eliminado
Rejeição: 53% contra Dicesar.

Babado 1: Considerado desligado do jogo, Serginho aproveitou mesmo as festas e a curtição com os brothers. Desinibido e sempre maquiado, deu um selinho em Dicesar na primeira festa, tirou a sunga em uma tarde na piscina e chegou a ser carregado por Eliéser, Cadu e Michel. “Adoro”, gritou.

Babado 2: Criou um laço forte de amizade com Michel, com quem trocou confidências durante todo o programa. “Eu gosto muito, muito, muito de você e quero ter você em minha vida”, disse Serginho. “Você sabe que é recíproco”, devolveu Michel. Quando o amigo foi eliminado, Serginho chorou.

Babado 3: Durante as festas, Serginho flertou – olhem só – a dentista Fernanda e até deu um beijinho na loira. “Se você namorar comigo, viro hétero”, sentenciou. “Você está me deixando muito constrangida, a gente está indo muito rápido”, disse Fernanda antes de cair na gargalhada.

Babado 4: Muita gente ficou inconformado por Serginho não responder aos discursos com teor de preconceito de Marcelo Dourado – inclusive aquela que dizia respeito a só gays transmitirem aids [que precisou da intervenção da Justiça para desmentir]. Serginho apenas assistiu e não se intrometeu [vídeo].

Frases: “Tive vontade a ainda tenho. Sinto tesão por ela [Fernanda]”. "Bate, rebate, finge que bate e faz carão".

Pós: Teve um quadro no Zorra Total, tentou ser político e continua agitando as festas. 

NA TRAVE!
 João Carvalho [LGBT] – 70 dias confinado em 2012  

Idade: 46 anos [15/04/1965]
Profissão: Representante Comercial
Programa: Big Brother Brasil 12
Eliminação: 11º eliminado – 5 paredões
Rejeição: 86% contra Fael

Babado 1: No início do jogo, João não se posicionou a maior parte do tempo e irritou alguns brothers por ficar sempre em cima do muro. O participante foi acusado ainda de usar a habilidade na cozinha para conquistar a todos – e de quebra não ir para o paredão - pela barriga.

Babado 2: João afirmou que tem vida sexual ativa e que atualmente são os mais jovens que o abordam. “Mas eu não quero menino. São muito crianças”, ressaltou.

Babado 3: Ele ainda contou que o pai ficou abalado quando soube que ele é gay. “Estávamos na praia e ele ficou muito triste. Minha mãe disse que papai demorou semanas para se recuperar. Mas me considerado um bom filho. Não é uma opção sexual [sic] que vai me fazer diferente dos outros”.

Babado 4: Seu maior desafeto durante todo o jogo foi João Maurício – que negou-se a querer dormir na mesma cama com João - mas após ficar acorrentado ao participante [devido a um castigo] o representante comercial garantiu que não votaria mais nele. Promessa feita, promessa desfeita na mesma votação.

Babado 5: Após uma festa, João se levantou e fez xixi na cômoda próximo à cama de Kelly e Fabiana, sem que ninguém percebesse. As sisters estranharam o móvel molhado no dia seguinte, mas não chegaram a nenhuma conclusão. Eca!

Frases: “Acho que posso ser um dos mais velhos e, por isso, ser o alvo”. “Quero fazer sexo”.   

 Dicesar Ferreira [LGBT] – 75 dias confinado em 2010 

Idade: 47 anos [02/01/1966]
Profissão: Maquiador e Drag queen
Programa: Big Brother Brasil 10, Globo
Eliminação: 13º eliminado – 4 paredões
Rejeição: 58% contra Marcelo Dourado

Bafo 1: Pela primeira vez no BBB, uma drag tem a oportunidade de se montar em uma festa. Com vestido, peruca e enchimentos, ele deu vida à Dimmy Kieer, a sua icônica personagem. “Ser drag é arte de divertir, é arte de se maquiar, é um personagem”.

Bafo 2: Introduziu váááárias expressões do universo gay, entre elas: “Não faz a louca”, “bafônico”, “Todo trabalhado no glitter”. E até as curiosíssimas: “Poder da cachorra asteca!” e “Não faz a louca do bosque”.

Bafo 3: Tentou não se envolver em intrigas como o famoso participante sabonete, mas foi alvo preferido de Dourado, após ter votado no lutador para o paredão. Mostrou força na peruca ao trocar farpas, e não pensou duas vezes em chamar o participante de “homofóbico” e “homem das cavernas”. “Ele ia morrer se um gay competisse com ele e ele saísse. Ele ia sair metralhando as bichas no outro dia, na rua”, disse.

Bafo 4: Após um confronto entre Dicesar e Dourado, que ficou visto como o paredão do “Direito Gay” e a “Homofobia”, Pedro Bial pediu para que os participantes se cumprimentassem na eliminação da drag. “Foi bonito da parte do Bial, mas o preconceito e a barreira estão dentro de você mesmo”, defendeu Dicesar, que acreditou que Dourado fosse se tornar uma pessoa melhor após o programa.

Frases: “Adogo” e “Eu não sou gay, uma bichinha. Eu sou um ator transformista especializado em papéis femininos”.

Pós: Anunciou um ensaio de gêmeos na capa da Gmagazine, triplicou a agenda de shows, fez participação no programa da Eliana e recentemente abriu uma loja de maquiagem. 

Diana Balsini [LGBT] – 76 dias confinada em 2011

Idade: 29 anos [20/09/1981]
Profissão: Produtora e modelo
Programa: Big Brother Brasil 11, Globo
Eliminação: 16ª eliminada – 6 paredões
Rejeição: 75% contra Maria Melilo e Wesley

Babado 1: A modelo falou sobre a sua orientação sexual com muita naturalidade e disse qu eé possível se relacionar tanto com homens quanto mulheres. “Quando estou com alguém na noite, os caras vão em cima. Se eu ficar com um cara, tem que ser alguém muito maneiro”, contou.

Babado 2: Mas, mesmo que você seja membro da comunidade LGBT, não tente fazer nenhuma brincadeira em torno da sexualidade de Diana. “Não suporto nenhuma piadinha sobre a minha orientação sexual. Minha família sabe, todo mundo sabe tudo da minha vida. Acho totalmente falta de respeito”. Daniel, que é gay, levou uma boa lição de moral quando a chamou de "sapa".

Babado 3: Devido à amizade com a analista criminal Natália Castro, cogitou-se um possível envolvimento entre as duas. Em brincadeiras, Diana deu corda: “Se eu ficar [na casa depois da eliminação], Natália vai ter que me dar um beijo na boca”. Mas depois desconversou e disse que tudo não passa de amizade.

Babado 4: Livre de amarras ou rótulos, Diana aproveitou ao máximo o confinamento e as festas. Fez brincadeiras com os participantes com leite condensado, distribuiu selinhos e beijinhos e até pulou na piscina sem sutiã – para cumprir a promessa de se livrar de um paredão. “Você quebrou todos os estereótipos que já foram colocados no BBB11, e isso foi muito bom. Obrigado”, disse Pedro Bial.

Frases: “Não existe mais mulher hétero, todas são curiosas”. “Gente, eu tô a cara do Justin Bieber” e "Nunca deixei de ficar com homem, mas prefiro ficar com mulher. Minhas grandes paixões foram mulheres". 

Pós: Posou nua em um ensaio lindíssimo para a “Sexy”, criou o site Ops Didi e continua trabalhando como modelo. Já no NLucon, ela detonou o preconceito.

 Gominho [LGBT] – 95 dias confinado em 2013 

Idade: 24 anos [27/03/89]
Profissão: fofoqueiro de plantão
Programa: A Fazenda 6 – Record
Eliminação: 12º eliminado – 2 roças
Rejeição: 13,8% para salvar contra Denise Rocha e Bárbara Evans.

Bafo 1: Em cima do muro, procurou não entrar em conflitos e até evitou falar de sua vida particular – e gay – para não sofrer rejeição dos participantes e do público. “O povo finge que aceita, mas na verdade engole. Por isso, é muito difícil falar da minha vida pessoal aqui dentro”.

Bafo 2: Na roça de Gominho, Rita Cadillac e Sheila Carvalho, Britto Jr. confundiu e disse que havia três mulheres. Depois, tentou corrigir e “lembrou” que Gominho é na verdade um homem.

Bafo 3: Gominho diz que nunca sofreu por ser gay, apesar de já ter escutado muitas coisas ao seu respeito. “Nunca liguei porque sei que ninguém é obrigado a achar o meu cabelo mara. Eu nasci gordo, com 5kg e sempre fui gay. Nunca me escondi, nunca precisei falar para a minha mãe, pois estava bem óbvio”.

Bafo 4: Chegou a discutir com Marcos Oliver, depois que o ator foi fofocar para Paulo Nunes que Gominho estava falando mal dele – na verdade, Marcos havia deduzido uma conversa. “Escutou o seu nome? Compre a sua briga, mas não fique agora dando piti”, soltou Gominho. “Você pode ser a m... que quiser, só não meta o meu nome no meio”. Ui!

Frase: “A casa está dividida em homens e mulheres, e eu sobrei”. 

NO PÓDIO
 André Gabeh [LGBT] – 64 dias confinado em 2002 - 3º lugar 

Idade: 27 [28/11/1974]
Profissão: cantor
Programa: Big Brother Brasil 1 – Globo
Paredão: Escapou de todos
Pódio: 3º lugar
Popularidade: recebeu 11% dos votos, contra Kleber e Vanessa

Bafo 1: Foi um dos participantes mais divertidos da história do Big Brother Brasil. Além de fazer imitações de cantoras, ele incorporou a apresentadora Creiziane Lúcia e o icônico Marcelo Márcio – um personagem translouco, com peruca e sobrancelha rapada.

Bafo 2: Na estreia do programa,  já cantou a música I Will Always Love You e demonstrou que não seria mais um simples ex-BBB. O talento para a música ficou perceptível durante todo o confinamento e, claro, nos programas que André participou posteriormente.

Bafo 3: Apesar dos comentários acerca de sua sexualidade, André não levantou nenhuma bandeira. O motivo?“Nunca fingi ser nada diferente, pois todo mundo que sabe juntar 1+1 sabe quem é o André”, declarou ele ao NLucon.

Frase: “Eu sou melhor quando sou péssimo”

Pós: Fechou contrato com a Sony, gravou um disco e atualmente, além de fazer vários shows, é professor de canto. 

  Daniel Rolim [LGBT] – 76 dias de confinamento em 2011 – 3º lugar 

Idade: 40 anos [09/09/1970]
Profissão: Administrador
Programa: Big Brother Brasil 11 – Globo
Paredão: 2 paredões
Pódio: 3º lugar
Popularidade: recebeu 26% dos votos, contra Maria e Wesley

Babado 1: Ao lado de Maria, Daniel foi responsável pelas cenas hilárias da edição. Nas festas, o pernambucano roubava a com as danças e brincadeiras – principalmente quando corria para dançar com um coqueiro. Após dançar muito, ele se atirava no chão e filosofava sozinho.

Babado 2: Foi um dos poucos homens a dizer para Maria deixar de correr atrás de Maumau e finalmente se entregar nos braços de Wesley. O apelido deixava claro a sua opinião: Filé.

Babado 3: Daniel revelou a Lucival que, devido a problemas financeiros, chegou a morar dentro do abrigo que mantém para idosos carentes. “Foi uma época difícil, porque eu tinha um quartinho ali e não tinha privacidade. As velhinhas já chegavam e iam entrando. Não dava nem pra levar alguém”.

Babado 4: O administrador mentiu a idade para os brothers e afirmou que tinha 29 anos. Ao ser “desmascarado” por Pedro Bial e ser incentivado pelos participantes a falar a real idade, Daniel desconversou: “O Bial só falou isso para causar intriga. E papai também tinha pouco cabelo quando tinha 29. Eu faço 30 em setembro”.

Frases: “É uma atração [pelo coqueiro], não é carnal, é uma vontade da dançar junto, pertinho”. “Eu pensava que pança era bunda”. “Eu sou safado, mas não pego qualquer um. Tem que ter pelo menos cinco minutos de conversa”. “Hoje estou meio assim, não sei. Meio menstruado”.

Pós: Foi capa da G Magazine em junho de 2011, apresentando um modelo. 

  Léo Áquilla [LGBT] – 93 dias de confinamento – 3º lugar 

Idade:  41 [06/09/1970]
Profissão: performer, jornalista e cantora
Programa: A Fazenda 5 – Record
Paredão: Nunca foi
Pódio: 3º lugar
Popularidade: não revelada – Viviane Araújo venceu com 84%

Babado 1: A primeira polêmica da edição surgiu logo depois da apresentação de Léo, que ficou no time masculino, mesmo ostentando prótese de silicone e ter dito anteriormente que é uma trans. Embora o respeito à identidade de gênero seja uma das principais lutas do grupo, a decisão de ficar no time dos homem partiu da própria Léo. “Podem me chamar como quiserem”.

Babado 2: Coloridíssima, cheia de plumas e perucas, a artista levou toda a pomba de sua carreira e da cultura gay para A Fazenda. Mesmo durante o dia, não deixou de vestir a alegria de seus exagerados e incríveis figurinos para os telespectadores. Foi um show à parte.

Babado 3: Revelações, choros  e borrões na maquiagem também perpetuaram as conversas. “Quando voltava do colégio, os meninos me agrediam moralmente. Até que um dia em fui literalmente apedrejado na rua”.

Babado 4: Enquanto estava confinada, Léo foi alvo de várias declarações da apresentadora Monique Evans, com quem trabalhou no início da carreira televisiva. Segundo Monique, Léo começou a fazer plásticas baseada em sua beleza e passou a querer ser tudo o que a apresentadora é. Já Léo justificou a briga pelo fato de ter ido trabalhar em outro programa depois que a atração de Monique chegou ao fim.

Babado 5: A terceira colocado disse que só chegou à final porque se dedicou nas provas e procurou conviver em harmonia com os participantes. “Se não tivesse arrebentado nas provas, seria eliminada logo de cara, assim como as outras trans dos reality shows. Mexe com a magrinha aqui. Nunca fui frágil”.

Frases: “O importante é brilhar, nem que seja de gliter”, “Estar na final é a minha vitória”, “Meu cabelo é tão seco que me dá até sede”.  "Sou mulher do ano 2000. Peito, bumbum e piu-piu". 

 Jean Wyllys [LGBT] - 79 dias confinado em 2005 – 1º lugar 

Idade: 39 anos [10/03/1974]
Profissão: professor 
Programa: Big Brother Brasil 5 - Globo
Paredão: 5
Pódio: primeiro lugar
Popularidade: 55% contra Grazi Massafera

Babado 1: Indicado com seis votos logo na primeira semana, Jean assumiu que era gay e que foi vítima de preconceito dos outros brothers. A revelação causou uma virada espetacular, uma vez que a sua oponente Juliana vencia o paredão. Jean derrotou a estudante e dividiu a casa em dois grupos: Os inacreditáveis e Os Defensores, com Pink, Grazi e Alan.

Babado 2: Mais que ser o protagonista do enredo da edição, Jean mostrou que é possível levar cultura para um reality show. Intelectual, ele recitou poemas, cantou e respondeu a perguntas dificílimas nas provas de conhecimento da atração. Representou! 

Babado 3: Assim como o público fica dividido e revoltado em separar casais, o paredão que separou Jean e a cabeleireira Pink chocou os telespectadores. Jean eliminou Pink com 64%, mas fez história como a afetividade mais apaixonada. “Vocês não imaginam quanta gente ficou encantada com a amizade de vocês. Com todo respeito a Sammy, Grazi e Alan, o grande casal, o mais apaixonado do BBB5 foi Jean e Pink”.

Babado 4: De acordo com Bial, a vitória de Jean e o segundo lugar de Grazi serviu de termômetro para a sociedade brasileira e de como ela lida com os preconceitos. “Deram chance ao Brasil de manifestar seu desejo ético. Vocês dois vivem sob a pecha do preconceito, que existe contra os homossexuais e contra a mulher”.

Pós: Lançou livros, teve um quadro no programa de Ana Maria Braga, tornou-se colunista da G Magazine e do Correio Braziliene e... é atualmente deputado federal pelo PSOL, do Rio de Janeiro. Portanto, nada de rotulá-lo como ex-BBB: “Tenho orgulho de ter feito o BBB e de ser o marco na história do programa. Faria tudo de novo. Mas nem por isso sou obrigado a passar o resto da minha vida falando sobre essa participação e, ainda por cima, respondendo às mesmas perguntas”.

Plus: Jean Wyllys é, hoje, um dos – senão o próprio - gays mais influentes do Brasil. 

 Angelis Borges [LGBT] – 93 de confinamento em 2012 – 1º lugar 

Idade: 27 [01/05/1985]
Profissão: assessora de imprensa
Programa: A Fazenda de Verão – Record
Pódio: Primeiro lugar
Roças: 7
Popularidade: 69% contra Thyago Gesta e Ísis Gomes
Histórica: Formou o primeiro casal LGBT de um reality brasileiro

Babado 1: Angelis causou polêmica durante toda a sua trajetória e comprou brigas com praticamente todos os participantes. Chegou a levar bebida no rosto de Hayssam e nem mesmo Manoella, seu affair, escapou de seu jeito explosivo.

Babado 2: Embora Angelis estivesse se relacionando com Manoella no reality, a Record fez de tudo para sublimar o romance. Aliás, eles exploravam muito mais a amizade colorida entre Ísis e Thiago que o relacionamento "sério" e dramático das duas. Ao vencer o programa, por exemplo, a câmera simplesmente não focou a comemoração.

Babado 3:
Angelis causou polêmica ao chamar Hayssam de “o gay da casa” em uma justificativa de voto. “Nossa, como você é mal educada”, disse ele, dizendo-se vítima de bullying. Angelis se defendeu: “Esse é o nome que se dá para uma pessoa como ele, não é?”. Em outro momento, Hayssan disse que sofre por ser gay e que não queria ser gay [vídeo].

Frases: “Foi pra ter pegação que a Manoella entrou”, “Olha que gostoso, todo trabalhado na delícia” [para Victor] e “Preciso de uma psicóloga, não estou normal”.

Pós: Ela terminou o romance com Manoella, foi vista aos beijos com o ator Caio Castro e posou para o Paparazzo. 

OUTROS FEITOS

Lembrou de mais algum participante? Mande um e-mail para holtneto@gmail.com

About Neto Lucon

Jornalista. É formado pela Puc-Campinas e pós-graduado em Jornalismo Literário pela Academia Brasileira de Jornalismo Literário. Escreveu para os sites CARAS Online, Virgula e Estadão (E+), Yahoo!, Mix Brasil, no jornal O Regional e para a revista Junior. É autor do livro-reportagem "Por um lugar ao Sol", sobre pessoas trans no mercado de trabalho. Tem quatro prêmios de jornalismo, sendo dois voltados para as questões trans, Claudia Wonder e Thelma Lipp

1 comentários:

Tecnologia do Blogger.