Pride

Mister Brasil Diversidade 2013: o vencedor, os bastidores, os gostosos e os babados


Com a finalidade de eleger o homem gay mais bonito do Brasil, o concurso Mister Brasil Diversidade 2013 deixou a casa noturna Blue Space, em São Paulo, mais bonita e colorida na última sexta-feira, 11. Isso porque 15 representantes, dos mais variados tipos de beleza, idade e perfil, concorreram ao título, exibiram o corpão e mexeram com o coração do júri e da plateia. O vencedor foi o mister Mato Grosso do Sul, Carlos Gabriel, de 21 anos, que faturou o título, o cheque de R$ 5 mil e a vontade de fazer algo pela comunidade LGBT.

“Quando escutei meu nome, não senti mais as minhas pernas, não vi nada na minha frente [risos]. A ficha ainda está caindo, mas posso dizer que a minha alegria é imensa. Meu objetivo é continuar lutando pelas causas e ideais que acredito, pois sei que tenho potencial para ser um porta-voz da comunidade LGBT”, declarou.

A segunda colocação ficou para o mister Paraná, Thiago Shinayder, de 26 anos, que ganhou uma viagem para Buenos Aires com acompanhante, seguido do mister Ceará, Jailton Assunção, de 35 anos, que levou um buquê [???] para casa. Houve ainda a eleição virtual do Mister Popularidade, que deu direito a Rafael Navarro, do Distrito Federal, a ir para a finalíssima. Nilton Júnior, Pitter Krueger e Bruno Rocha completaram o time dos finalistas.

Quem teve a difícil missão de julgar foi o maquiador e ex-BBB Dicesar Ferreira, o ativista Julian Rodrigues e os empresários Hélio Barbosa e Douglas Drumond, dono da saúna Chilli Pepper. Já a apresentação da noite foi de Silvetty Monilla , com performance das drags Alexia Twister, Stefany Di Bourbon, Raphaella e da cantora Natalia Damini. Mas tem muito mais! Confira as curiosidades, os babados e os bastidores do concurso abaixo!
Thiago Shinayder, Jailton Assunção e Rafael Navarro
Tudo o que você [ainda] não ficou sabendo do Mister Brasil Diversidade 2013.

CONTRA A HOMOFOBIA

Quem pensa que para ser mister basta ficar desfilando o corpinho, engana-se. Pela manhã, os gatos receberam uma palestra sobre direitos LGBT, definições e a importância da criminalização da homofobia. "Quando um negro recebe algum tipo de ofensa falada, o agressor moral é enquadrado na lei contra o racismo, mas se um gay é ofendido ainda não temos uma lei que puna ou iniba o agressor", declarou Julian Rodrigues, que também discursou sobre homofobia internalizada. "Também temos que fazer uma auto-crítica, porque, se não queremos ser discriminados, por qual motivo discriminamos?”. Anotaram misters e leitores?


ENSAIO E GRAVAÇÃO

Por volta das 2h, os belos ensaiaram as três entradas – sunga, gala e com a camiseta da campanha que pede a criminalização da homofobia. O responsável foi o coreógrafo Romeo Rodrigues, que disse: “Independente do nome do título, um mister deve ter beleza, charme, elegância e ter a consciência de que está carregando a faixa de um Estado”. Alguns erros aconteceram, naturalmente, mas o grande pedido do organizador Augusto Rossi era de que todos fossem autênticos - o que foi seguido à risca pelos candidatos.



EMOÇÃO E CHORORÔ

Depois de vencer a disputa e levar o título de Mister Diversidade, o lindo Carlos Gabriel se emocionou e caiu no choro ao encontrar os seus apoiadores. Ele já havia chorado ao receber uma mensagem de apoio da irmã e também quando foi informado que a plateia mandava um beijo. “Sou muito emotivo, choro muito fácil, tanto que meus aniversários parecem velórios”, contou, desta vez sorrindo. Carlos disse que os pais não apoiaram a decisão de ir ao concurso e que sua sexualidade ainda é tabu dentro de casa. “Eles não proibiram, mas não deram aquela força que eu precisava. Espero que eles recebam bem o título”, declarou ele com os olhos marejados. Fofo!


MISTER BUMBUM

Desculpe-me a indelicadeza, mas foi somente alguns misters chegarem que todos os olhares acompanharam os corpinhos definidos, focando nos grandes e empinados bumbuns. Nos desfiles de sunga,  Thassio Silva, o mister Santa Catarina,  Rafael e Andrey Lopes, do Maranhão, receberam elogios pelo derrière inspirador. “Ai, o povo fica falando da minha bunda, mas não sei... [risos]. Eu trabalho bastante ela, assim como trabalho outras partes. Mas gosto de cada cantinho do meu corpo”, declarou Thassio. Para o câmera do TV Fama, Rafael venceu a eleição de Mister Bumbum. Se cuida Andressa Urach!

MISTER PIROCA

É óbvio que eu não faria uma pergunta tãooo indiscreta como esta, mas o empresário  Douglas Drumond fez, pediu pra ver [!!!] e garante que o Jailton Assunção, do Ceará, é o candidato com o maior documento dos misters – se é que você me entende. O candidato de Manaus, Carlos Giovanni, e o do Paraná, Thiago Schnayder foram o segundo e terceiro colocado. Se Carlos disse que tem 23 centímetros, não quero nem imaginar... Bom, deixa pra lá!
MISTER CASADO, PODE!

Ao contrário dos concursos de beleza tradicionais, o Mister Diversidade pode ser casado e até ter filhos. Tanto que Sidnei Costa, de Minas Gerais, contou logo nos primeiros minutos de conversa que sempre esteve em relacionamentos longos e que é casado há sete anos no papel. “Vim de outro casamento de cinco anos... Costumo dizer que não gay, mas meus parceiros, sim”, brincou ele, que divide o lar com o marido e uma cachorrinha. Anderson Amancio, do Espírito Santo, também revelou que é pai de um garotinho de cinco anos e que  atualmente está casado. “Mas é bem menos tempo, faz sete meses”.


NAMORO OU AMIZADE?

Como em todo concurso, a troca de olhares, os toques e a admiração não faltaram. Discretos, os meninos não deixaram escapar nada aos olhos dos organizadores, mas deu para perceber no fim do concurso um carinho especial – e fofo – de um candidato por um finalista. Na festa que rolou depois do concurso, outros participantes finalmente ficaram.


300 ADD NO FACEBOOK

Rafael Navarro conquistou 21,3% dos votos dos internautas e foi direto à finalíssima, mas o título de Mister Popularidade não veio por acaso. O analista de sistemas suou a camisa e contou com uma torcida de peso. “Muita gente votou e está torcendo por mim. Para você ter uma ideia, mais de 300 pessoas me adicionaram no Facebook e eu dei atenção para quase todas”, afirma ele, que recebeu durante os ensaios as mensagens com as parciais. Vale lembrar que Sidnei Costa, de Minas Gerais, quase virou nos últimos dias de votação. E que Nilton conquistou 15% dos votos.


TATUAGENS

Quem é fã de tatuagens, vai gostar das várias que estão espalhadas pelos corpos dos gatos. Há tribais, flores, carpas e frases. “O essencial é invisível aos olhos”, diz a tatuagem de Pitter Krueger, de São Paulo.

MISTER SORRISO

Um belo sorriso afasta qualquer mau olhado e realmente abre as janelas da alma. É claro que tooodos foram extremamente simpáticos, mas inegavelmente a pessoa que mais sorriu durante o concurso – e que absolutamente foi muito fácil fotografar - foi André Fernandes, de Pernambuco. Com lindas covinhas, ele abriu o sorrisão até nas fotos de sunga, deixando para trás o temível carão. Como diz a página Nada Errado, Menos Carão e Mais Carinho, arrasou!


FOFO

Por trás dos músculos, do ar sexy e do corpão desenhado, Andrey Lopes mostrou ser um homem que dá vontade de colocar no colo pela... Fo-fu-ra! Foi exatamente isso que escutei da plateia quando ele desfilou com a camiseta da campanha no concurso. Com olhos de garoto e extremamente educado, ele fugiu estereótipo do corpo, disse que escolheu ser enfermeiro por gostar de cuidar das pessoas e que, sim, é sexy, mas com outros atributos. Ao descobrir a vitória de Carlos Gabriel, ele correu para abraçar e disse que o concorrente merecia ter vencido. Ounnn!


ZERO PELOS

Diferente dos concursos de mister anteriores, desta vez nenhum candidato arriscou aparecer e exibir os seus pelos. Máquina total, cera e zero pelo. Tem quem sentisse falta dos antigos misters Luiz Queiroz, Arnaldo Mori, Welligton Nascimento...

SE INSPIROU NO EX!

Carlos Geovanni, do Amazonas, declarou que o ex-namorado foi a inspiração para querer participar do concurso. Tudo porque o ex também foi mister em 2012 e viveu momentos muito felizes na competição. “Ele me motivou, mas infelizmente não estamos juntos. Hoje, a alegria é de estar participando [se emociona]. Estou aqui, com a cara e a coragem, para falar para as pessoas que o armário não está com nada e que o jeito é ser feliz”.


NO ESPORTE

Pitter Kruger, o mister São Paulo, é professor de karatê e Danilo Pereira, do Tocantins, é educador físico. Enquanto um diz que jamais sofreu preconceito no esporte – pois “o karatê respeita principalmente o ser humano” – outro afirma que os “amigos” tiraram sarro e o discriminaram pelo concurso. “Disseram: ‘Agora é viado mesmo’ E eu resolvi insistir para quebrar com o preconceito”.

APOSTA DA ETERNA MISS TRANS

Dona de mais de 30 títulos de miss, a artista trans Marcinha do Corinto declarou que desde o primeiro momento em que Carlos pisou no palco sabia que ele seria o vencedor. Depois de acompanhar o concurso e dar o seu veredito, ela foi até o palco para parabenizar o Mister Diversidade 2013. Que olho clínico!


MODELANDO

Com 1.81m e tudo na medida, o mister Bruno Rocha, do Rio de Janeiro, mostrou intimidade com a passarela e certamente tem tudo para ter uma carreira promissora como modelo. Durante o desfile, o jornalista Thiago Marques disse que ele fotografa bem e que fica lindo no vídeo. Eu concordo!


PASTOR BRAVINHO

Durante a primeira dinâmica no hotel, os misters se dividiram em grupo e montaram uma apresentação para falar sobre homofobia e direitos LGBT. E na apresentação de Thassio, Bruno, Rafael, Jailton e Felipe Vieira, Mister Bahia, eles fizeram uma esquete de teatro sobre o caso verídico. Um dos misters foi pedir apoio à igreja para o concurso e o pastor, que até então se alegrou com a lembrança, esbravejou quando soube que se tratava de um concurso gay. Nem mesmo o apoio de outros fieis ao rapaz fez ele reaver a decisão.


AUTÊNTICOS

Se nos concursos de beleza os candidatos tem uma postura quase intocável, o mesmo não acontece no concurso gay. Cheios de personalidade, eles não abrem mão do jeitinho de ser para desfilar no palco e mostram o que têm de melhor. Thassio fez caras e bocas no palco e mostrou se divertir com a competição. O professor de dança Jailton não deixou o ritmo de lado no momento de desfilar. Sem contar os cortes de cabelo, de modernos como o de Anderson, ao raspadinho de Felipe Vieira, o Mister Bahia. Todos gatos!


REZA

Uma das cenas mais inusitadas e que mostra o real espírito da competição é de os misters se reúnem - todos de sunga! - para fazer uma oração. De mãos dadas, eles rezaram um Pai Nosso e pediram proteção e que o evento fosse um sucesso. Deu certo!


O PREFERIDO

Dos 15 candidatos, qualquer um poderia ser tranquilamente o vencedor da noite - depende do critério e do gosto pessoal do juri. Na opinião dos leitores NLucon, o mais belo representante é Nilton Júnior, candidato de Goiás. Com pele morena, corpo em forma e um belo rosto, ele chama atenção pela beleza e também pela postura. Mostra segurança no palco, tem disciplina é fotogênico e apresenta um discurso firme. “Depois do término de uma relação, quis dar um up no meu corpo e mudar. Por meio das minhas fotos do Instagram e Facebook, um olheiro me ofereceu a vaga de Mister Goiás. Agora, quero abraçar a causa LGBT e lutar contra a homofobia. Cada um usa as armas que tem e, se posso lutar por meio da beleza, vou lutar”. Que venham os convites para campanhas, ensaios e afins.



PARABÉNS A TODOS!

Para finalizar, deixamos o nosso parabéns a todos os garotos do concurso, que se dedicaram, foram simpáticos e souberam levar de maneira positiva a comunidade LGBT para a mídia. Para Carlos Gabriel, o desejo é de que consiga aproveitar todas as oportunidades e que continue abraçando a causa gay. Para os demais concorrentes, a certeza de que o resultado de um concurso não interfere na vida e na trajetória vitoriosa de cada um. Vale lembrar que Grazi Massafera, Natália Guimarães, Lucas Gil, Rodrigão [ex-BBB] e até a atriz estadunidense Halle Berry já passaram por concursos de beleza sem terem levado o título, mas que muitas portas se abriram por meio dele. No mais, foi um prazer estar com vocês e fazer parte dessa história!

About Neto Lucon

Jornalista. É formado pela Puc-Campinas e pós-graduado em Jornalismo Literário pela Academia Brasileira de Jornalismo Literário. Escreveu para os sites CARAS Online, Virgula e Estadão (E+), Yahoo!, Mix Brasil, no jornal O Regional e para a revista Junior. É autor do livro-reportagem "Por um lugar ao Sol", sobre pessoas trans no mercado de trabalho. Tem quatro prêmios de jornalismo, sendo dois voltados para as questões trans, Claudia Wonder e Thelma Lipp

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.