Pride

As melhores, mais populares e mais lidas matérias do NLucon em 2013

.

Em 2013, chegamos a marca de  400 textos exclusivos  do Nlucon – quase dois textos por dia durante o ano todo. Entrevistas, reportagens, perfis, notas e artigos de opinião sobre o mundo LGBT, mais precisamente sobre a categoria trans – que engloba as travestis, as mulheres transexuais e os transhomens. Um desafio difícil, um trabalho que custa alto, com um único apoio [o hotel Chilli Pepper], mas cujo objetivo de dar visibilidade positiva para o grupo, promover e conquistar respeito foram felizmente alcançados.

No total foram  1.806.844 acessos  do Brasil [88%], Estados Unidos, Itália, Portugal, França, Alemanha e Rússia. Tivemos uma indicação para participar de um prêmio em combate ao racismo, fomos banca de um TCC sobre travestis e transexuais no mercado de trabalho da Cásper Líbero e até fizemos uma participação no programa de Danilo Gentilli, Agora é Tarde, onde ele entrevistou a atriz e diretora Laysa Carolina Machado, cuja história foi “descoberta” pelo NLucon. Além de termos o apoio de seis inteligentes trans que participam do Trans em Debate.

Aliás, neste ano pautamos diversos veículos de imprensa. Além de Laysa, que foi destaque em mídias como o jornal O Globo, Folha de São Paulo, as revistas Contigo! e Sou + Eu, também entrevistamos em primeira mão o transhomem polonês Oliwer, desmistificamos a falácia de que a cantora de barba Conchita é travesti, anunciamos com exclusividade o despreparo de funcionários do ENEM para os alunos trans [a Ana Luiza Cunha dá entrevistas até hoje], pautamos diversos veículos sobre o TransEmpregos e divulgamos histórias que foram copiadas e colocadas a reveria na internet.

Abaixo, as 50 matérias mais acessadas neste ano. 

1º [191.821 acessos] - julho de 2013 - artigo de opinião
 Sexualidade do filho de Ronaldo faz gays vomitarem homofobia internalizada 

Foi só descer a timeline do Facebook, que me deparei com comentários de conhecidos gays acerca da sexualidade de Ronald, o filho mais velho do ex-jogador Ronaldo Fenômeno. Tudo porque o garoto, que está com 13 anos, atualmente ostenta cabelos alisados, mechas loiras e foi visto ao lado de um amigo no aeroporto. Porém, mais que especular a vida sexual de Ronald me surpreendi com tal discurso tortuoso de LGBTs. Afinal, será que dá para... [continue lendo aqui]

.
.
.
2º [129.226 acessos] dezembro de 2013 - entrevista
 “Tenho orgulho de ser homem transexual”, diz o polonês Oliwer 

Homem transexual de 20 anos, o polonês e universitário de designer de produto Oliwer despertou a paixão de muitos brasileiros e brasileiras nos últimos meses. No o tumblr Loading Oliver, ele revela fotos e as experiências de sua transição e surpreende os internautas pela beleza e discurso que dá visibilidade aos transhomens. Em entrevista exclusiva ao NLucon, Oliwer diz que fica com pessoas de ambos os gêneros e mostra porque é tão apaixonante.  [leia clicando aqui]

.
.
3º [91.284 acessos] junho de 2013 - perfil
 “Nunca imaginei amar uma transexual’, diz noivo da top Felipa Tavares 

Este poderia ser um apaixonante conto de fadas pós-moderno. Sem príncipes, abóboras, fadas ou princesas. Mas com as linhas coloridas do acaso, que trazem o encanto da transformação, dos incríveis encontros e da paixão livre de preconceitos. Afinal, quantas pessoas passam por nós todos os dias? Com quantas delas trocamos um cumprimento, um sorriso, um abraço? Dentro do metrô do Rio de Janeiro, o fiscal Rafael Bittencourt (28) estava saindo do trabalho e... [continue lendo]
.
.
.
4º - outubro de 2013 - entrevista
 ‘Quero mais é que meu neto me chame de vovô’, diz psicanalista transgênero Letícia Lanz 

“Rejeito qualquer tipo de rótulo”, declarou a psicanalista Letícia Lanz durante a participação no programa Na Moral, da TV Globo. Na atração, Letícia revelou as pelejas de se assumir trans depois de 50 anos, um enfarto, um casamento hétero de 27 e três filhos. Ao NLucon, ela fala com muita sinceridade sobre os males dos rótulos e os problemas que reproduzimos sem questionamentos. Uma entrevista transformadora. Eu, pelo menos, saí totalmente modificado após o bate-papo. [leia a entrevista clicando aqui].
.
.
.
5º abril de 2013 - entrevista
 “Tive que superar o estado de miséria antes de me assumir transmulher”, diz a atriz e diretora Laysa Machado  

A história da paranaense Laysa Machado daria um lindo filme de Almodóvar, Duncan Tucker, Lee Daniels, John Lee Hancock ou até mesmo de Breno Silveira. Atriz, historiadora e professora, Laysa  é uma transmulher que percorre por caminhos profundos, ornamentados por espinhos, pontes e flores de essências raras. Não somente pela trajetória trans, que intrinsecamente faz parte da sua vida. Mas pela vivência familiar, da extrema miséria, da superação através da arte e de uma difícil promessa que fez para a mãe antes de ela morrer: a de que jamais vestiria roupas femininas. [confira a entrevista]

.
.
6º março de 2013 - entrevista
 Diva trans, Natasha Dumont fala sobre amores, velhice, Silvio Santos e 15 títulos de miss 

Dona de cabelos negros, olhar marcante e corpo escultural, Natasha Dumont é um ícone de beleza trans desde os anos 90. Vencedora de merecidos 15 concursos de miss – nacionais e internacionais – a bela marcou a televisão brasileira e foi inspiração para uma geração de travestis e transexuais. Com talento para a arte e merengue latino, Natasha esteve no elenco dos mais importantes shows da noite LGBT e tomou conta do quadro de transformismo do Programa Silvio Santos, do SBT. Chegou a entrar como Cleópatra (com os seios de fora) e como palhaço, dublando Vanusa. [Leia a entrevista com uma verdadeira diva clicando aqui]

.
.
7º junho de 2013 - entrevista
 Travesti da Casa dos Artistas, Bianca Soares deixa filmes pornôs e revela novos projetos

Antes de Ariadna, Morango, Dicésar, Serginho e até mesmo Jean Wyllys entrarem em um reality show, uma travesti curitibana marcou a televisão brasileira. Em 2004, Bianca Soares foi escalada para a Casa dos Artistas 4 – Protagonistas de novela, no SBT, tornando-se a primeira travesti no mundo a participar de um programa do formato – e, até hoje, continua sendo a única no Brasil. O pioneirismo trouxe reações inesperadas e, enquanto uma cena de beijo da artista em outro participante era censurada, havia rumores de que os patrocinadores exigiam a sua saída. [continue lendo clicando aqui]. 

.
.
8º [23.932 acessos] setembro de 2013 - artigo de opinião
 Aos 21 anos, trans Gabriela Monelli comete suicídio e reacende debate da transfobia no Brasil 

Gabriela Monelli é o reflexo de um grito abafado, de uma conversa interrompida, de uma ferida de preconceito aberta. Aos 21 anos, a jovem trans – que era atuante nas redes sociais - cometeu suicídio por enforcamento no dia 9 de setembro de 2013, em Porto Ferreira, interior de São Paulo. Disse adeus à vida, aos sonhos, mas também às latentes dores que sentia diariamente pela transfobia no mercado de trabalho, nos olhares e apontamentos da sociedade transfóbica e na vida de prostituição. Poucos dias e algumas horas antes, Gabriela desabafou via Facebook com o namorado Lê Silva e com as amigas Thais Ribeiro e Aline Freitas, e alegou não suportar as pressões. “Eu estava bem... [continue lendo].

.
.
9º [17.544 acessos] julho de 2013 - perfil
 “Eu amo a minha vagina”, diz ator pornô e ativista Buck Angel 

Buck Angel (41) é exemplo máximo de transgressão. O transhomem, que ficou conhecido mundialmente como o ator pornô com vagina – haja vista a produção V de Vagina [2006] – surpreende ao dizer que, apesar da luta pelo gênero masculino, não se submeteria a cirurgia de redesignação sexual [conhecida como mudança de sexo]. No documentário Mr. Angel [2013], ele afirma que ama tanto o seu órgão sexual feminino que, se tivesse o dinheiro da cirurgia, preferiria comprar uma caminhonete. “Não faria a cirurgia caso tivesse o dinheiro, pois este pênis não... [continue lendo clicando aqui].

.
.
10º outubro de 2013 - entrevista
 'Prefiro uma boa foto que uma boa foda', revela o fotógrafo Ronaldo Gutierrez

Imagens que provocam, iludem, emocionam e convidam para um mergulho numa atmosfera que verbaliza o mais puro exemplo de alma - termo que deriva do hebraico nephesh [vida, criatura] e do latim animu [aquilo que anima]. Nada surge como mera fotografia de um mundo já saturado de imagens. São verdadeiras obras de arte, pinceladas com o olhar de uma criança que queria desenhar, sensíveis como os passos de um jovem bailarino e confiáveis como o clique de um coreógrafo que se tornou fotógrafo. Ronaldo Gutierrez é o refinamento da fotografia brasileira, da transformação das imagens teatrais e da valorização... [continue lendo].

.
.
11º outubro de 2013 - entrevista

 "Ser transexual é apenas outra maneira de ser mulher”, diz atriz e diretora teatral Leonarda Glück

Leonarda Glück é a personificação da arte. Obra prima dodecafônica. Ecos de cores quentes e frias – nunca mornas. Uma mulher transgressora, apaixonante e apaixonada da pela vida e pela morte, em seus ruídos, gozos e mistérios. Sobretudo uma atriz, dramaturga e diretora “xereca para toda obra”, cuja latente inquietude a faz explorar os mais submersos sentimentos e se jogar nas possibilidades mais inesperadas – inclusive no amor, na arte e na batalha com o próprio corpo. Nasceu em Curitiba, Paraná, e desde que colocou os pés no palco pela primeira vez, aos 14 anos, não conseguiu mais separar a arte da vida pessoal. Explora várias linguagens, como teatro, dança, literatura, música, artes visuais e cibernéticas, e já foi premiada diversas vezes... [leia a entrevista]


..
12º setembro de 2013 - perfil

 Trans revive ‘Uma linda Mulher’ e abre mão da vaidade para levar vida simples no campo 

Foi seguindo a clássica história do filme “Uma Linda Mulher” [1990] que a vida de Maria Eduarda mudou completamente nos últimos três anos. Morando na Espanha, a brasileira era [até então] uma das transexuais mais admiradas e requisitadas para trabalhar como acompanhante – com direito a filmes adultos e ensaios sensuais – até o dia em que conheceu um cliente que se tornaria meses depois o seu marido e o grande amor de sua vida. Para viver o romance, ela teve que enfrentar o primeiro casamento do amado, dois filhos pequenos e abrir mão de tudo, inclusive dos luxos e da vaidade, para viver uma vida simples no campo, nas Astúrias – conhecida também como o paraíso natural. Hoje, a ex-loira de corpo escultural é... [continue lendo].


13º julho de 2013 - Trans em Debate

 Trans debatem sobre o uso de silicone industrial: bombar ou não? 

Na terça-feira [10], uma travesti de 15 anos morreu em Ribeirão Preto, em São Paulo, após sofrer complicações causadas pela aplicação de silicone industrial nas nádegas. Após vir para São Paulo para a aplicação, a trans estava com amigos em Ribeirão e começou a passar mal. Ela sofreu uma parada cardíaca e chegou sem vida ao hospital, informou a Secretaria de Saúde. Notícias assim são comuns e pipocam diariamente na internet. Porém, apesar de saberem que o silicone industrial contém muitas impurezas, que é utilizado para a lubrificação de peças automotivas e que sua aplicação pode causar infecção e danos ao corpo [inclusive deformando partes], muitas trans ainda utilizam desta técnica. Qual é o motivo? [confira as respostas]. 



14º outubro de 2013 - entrevista
 “Admitir os próprios preconceitos é admitir que somos humanos”, diz a feminista transmulher Daniela Andrade 

Militante atuante das redes sociais [e também fora delas!], a analista de sistemas e professora de literatura Daniela Andrade, de 30 anos, esconde por trás da aparência frágil e do olhar quase inocente a força, a coragem e a sabedoria de uma feminista transmulher heterossexual. Por meio de suas denúncias e observações, bate, apanha, rebate, polemiza e traz luz ao já percorrido “Labirinto de Creta”– local onde ficou enclausurada por anos luz, sem internet, referências na mídia ou apoio familiar. Percorreu caminhos intrincados e por vezes unidirecionais. Não tinha amigos, não conhecia a palavra “transexual” e, a cada porta, o discurso dos Minotauros a faziam entender-se como falha: “Não é mulher! Não é homem! Não é gay”. Seria o que, então? Debruçou-se... [continue lendo].


15º outubro de 2013 - entrevista
 Maite Schneider diz que olhar da sociedade não muda após cirurgias: 'Se te viam como traveco, continuam'

A atriz, depiladora, webdesign e ativista Maite Schneider sabe as dores, as pelejas e as delícias de ser desbravadora, pioneira e mulher transexual há 41 anos. Nascida em Curitiba, capital do Paraná, soube desde cedo que se identificava com o universo feminino - embora não houvesse referências de outras mulheres transexuais [além de Roberta Close] e tampouco informações sobre o assunto. Percorreu um caminho solitário, iluminou por si só a existência, fez loucuras com o corpo que vestia [experiências traumáticas num período em que sequer era possível esperar a criticada fila do SUS] e sofreu violências [morais e físicas] de quem a observava. Por fim, com muita coragem e sensibilidade, conseguiu transformar as dores e cicatrizes em arte, em informação e em gritos de militância: um deles, na charmosa Casa da Maite, um site com clipping de notícias, colunistas, ajuda psicológica e jurídica... [leia entrevista].


16º dezembro de 2013 - entrevista
 Transexual mais bonita do Mundo, Marcela Ohio diz: 'Apoio familiar é determinante na vida de uma trans' 

Dona de um rosto angelical, traços extremamente femininos e de um corpo de parar qualquer trânsito, a modelo Marcela Ohio, 18 anos, é a mulher transexual mais linda do mundo. O cobiçado [e árduo] título foi conquistado durante a nona edição do Miss International Queen, em Pattaya, na Tailândia, que concedeu pela primeira vez na história a faixa e a coroa ao Brasil. Foram 24 candidatas de 16 países, prêmio 10 mil dólares [que será usado para as próprias despesas do concurso], a futura redesignação sexual e uma exposição na imprensa asiática digna de uma verdadeira estrela. De volta ao país, a miss recebeu o carinho do público – em sua maioria formado por LGBTT – e a repercussão do título na mídia virtual. Houve notas e fotos em vários portais, mas deu... [confira entrevista]


17º outubro de 2013 - entrevista
 Após lei 'antipropaganda gay', russo revela ao NLucon como está a vida de LGBTs no país 

A sexualidade e a situação de gays na Rússia nunca esteve tão presente nos noticiários mundiais - e inclusive no Brasil - como nos últimos meses, desde que o presidente russo Vladimir Putin sancionou em junho a lei que proíbe qualquer divulgação de "propaganda gay" para não "influenciar" crianças. Na prática, a lei proíbe com altas multas qualquer menção ao direito civil LGBT, incluindo manifestações de carinho e as paradas de orgulho à diversidade. Juntamente com o retrocesso nos direitos civis da população LGBT, uma série de atentados homo-trans-fóbicos foram impulsionados ao grupo. Em alguns deles, neonazistas [leia entrevista]. 



18º  - janeiro de 2013 - entrevista

 'Discurso da Lea T pode prejudicar cirurgia para transexuais', diz produtora trans Bárbara Aires 

Medo. É este o sentimento da produtora Bárbara Aires, transexual que ganhou visibilidade na mídia por trabalhar no programa Amor & Sexo, da TV Globo, após traçar um ano de sucesso e prêmios. Considerando o momento de sua vida uma “virada positiva e inesperada”, ela sente receio dos próximos passos, mas garante que está muito mais amadurecida para aproveitar as oportunidades – até mesmo como atriz. “Quando era mais nova, me iludi com o mundo da prostituição e dos filmes. Achava que ia ganhar sempre bem e que poderia gastar tudo no mesmo dia. Mas a realidade não... [continue lendo].




19º outubro de 2013 - entrevista
 Travesti de barba? Cantora Conchita Wurst diz: “Sou lady no trabalho, mas amo ser homem” 

Desde que foi anunciada como a representante da Áustria no concurso Eurovision Song Contest 2014, na Dinamarca, a cantora Conchita Wurst, de 25 anos, se tornou conhecida no todo o mundo e causou polêmica pelo visual andrógino, barba grossa e vestidos à lá Kim Kardashian. No Brasil, as manchetes a definiam como uma “travesti de barba”, o que fez surpreender membros da comunidade LGBT, sobre tudo das travestis e transexuais, e provocar a ira de muitos conservadores. Porém, em entrevista exclusiva ao NLucon, Conchita nega que seja membro da comunidade trans, apesar de ter afinidade com o grupo. Para ela – que na verdade é uma personagem do cantor e performer gay Tom Neuwirth - a produção é... [continue lendo]



20º agosto de 2013 - entrevista

 'Preconceituosos deveriam praticar suas perversões entre quatro paredes', diz 'ditador gay' Rafucko 

Todo cidadão deverá fazer “vogue” na foto do RG! Hétero bonito pagará multa! Aniversário da Cher será feriado nacional! Antes de toda missa deve ser cantado Like a Prayer! E jogador que fizer gol deverá dar beijo em toda a equipe sob a pena de ter o gol anulado. Essas são algumas das leis [mais gays] que o chefe de Estado e ditador Rafucko proclamou no Brasil, de acordo com o vídeo “Ditadura Gay – o Golpe”. A obra humorística do videomaker, radialista, escritor, diretor, ator e ativista Rafael Puetter, 27,é uma... [continue lendo].



 + 30 matérias lidas 































OBRIGADO A TODOS E TODAS PELA COMPANHIA E LEITURA DURANTE O ANO!

About Neto Lucon

Jornalista. É formado pela Puc-Campinas e pós-graduado em Jornalismo Literário pela Academia Brasileira de Jornalismo Literário. Escreveu para os sites CARAS Online, Virgula e Estadão (E+), Yahoo!, Mix Brasil, no jornal O Regional e para a revista Junior. É autor do livro-reportagem "Por um lugar ao Sol", sobre pessoas trans no mercado de trabalho. Tem quatro prêmios de jornalismo, sendo dois voltados para as questões trans, Claudia Wonder e Thelma Lipp

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.