Select Menu

ads2

Slider

Tecnologia do Blogger.

Performance

Travel

Cute

» » No caso de Romário e modelo transexual Thalita Zampirolli, a transfobia ultrapassa o affair

"Ela é sangue bom, mas eu gosto de mulher", disse Romário

"Transexual sai com Romário e diz: ‘Somos amigos bem íntimos’”, diz a chamada do jornal O Dia desta terça-feira, 17, mostrando uma foto da modelo Thalita Zampirolli de mãos dadas com o ex-jogador. Num primeiro momento, pensei: E daí? Não é de hoje que sabemos que belas travestis e mulheres transexuais se envolvem com jogadores. Depois, pensei que o romance assumido de uma trans com um ídolo do futebol poderia contribuir com a causa trans e para a naturalização do relacionamento - que geralmente cai no amor clandestino ou "na pegadinha do Mallandro". Até que lamentavelmente vi a enxurrada de transfobia [ou despreparo] sendo derramada pela publicação, pela própria trans, por Romário e pelos leitores – muita gente na minha própria timeline compartilhando com deboche.

Primeiro, o jornalista tratou do affair como se fosse o acasalamento da mulher macaca. Perguntas óbvias como ‘Rola beijo na boca?’ ou agressivas e insistentes como ‘Qual é o seu nome de batismo?’, ‘Mas você tinha um primeiro nome, não é?’, ‘Ninguém diz que você é transexual... Ou diz?’ foram despejadas em cima da modelo. Questões que certamente não teriam o menor cabimento se o jornalista não estivesse munido da ideia de que o relacionamento com uma trans fosse digno de piada. Ou de que uma mulher transexual nada mais é que uma mulher e que tais perguntas destinadas a uma pessoa que lutou pela identidade feminina são no mínimo desrespeitosas.

Depois, senti meus ouvidos doerem com as respostas despolitizadas e munidas apenas de vaidade de Thalita – algo comum em algumas mulheres transexuais, que após passarem pela cirurgia de redesignação e mudança de documentos decidem viver apenas da passabilidade cisgênera, renegando a condição trans. Tanto que, ao receber o elogio de que tem a voz feminina, ela diz que por causa de sua aparência prefere viver de forma diferenciada, longe das lutas LGBTs e da prostituição. ‘Sou criticada por não apoiar manifestações LGBT. Eu vivo em outro mundo. Não apoio. Muitas manifestações pedem respeito, mas você vê hoje em dia nas paradas gays muita falta de respeito. Eles se beijam [???], transam na areia... Não apoio isso. Trabalho com vários gays, eles têm um padrão de vida diferente da maioria e poderiam pedir respeito de forma diferenciada”.

O que Thalita não poderia imaginar – talvez por ser "diferenciada" e não estar informada sobre o cenário T no Brasil [e este é um direito dela, mas infelizmente o mundo é um só] – é que Romário, seu amigo íntimo, fosse manifestar contra o romance público e negar tudo, dizendo que ‘ela não é mulher’ e que, por esse motivo, não teria rolado nada entre eles. Em seu Facebook, o ex-atleta alegou que Thalita é gente boa, sangue bom, é sua camarada, mas garantiu que certamente ‘casamento não iria rolar’, soltando uma gargalhada logo em seguida. ‘Disse que respeito o gosto pessoal de qualquer pessoa, mas volto a afirmar: eu gosto de mulher!’, escreveu.

Surgiram ainda a onda de comentários espinhosos abaixo da entrevista. ‘Quem diria o Romário pegando traveco...kkkk’, ‘Doutor Romário dando o ré no quibe’, ‘Quem diria... Romário que sempre foi um cara ‘machão’... Nada contra a opção homossexual, mas a gente se surpreende quando descobre que uma pessoa do perfil do Romário faz essa opção’. Um feedback claro de como a transfobia está presente no discurso, de como uma mulher transexual não tem a sua identidade feminina legitimada, de como o órgão genital ainda é visto como o destino, e de como uma transexual é percebida como um homem querendo se passar por quem não é. Ou seja, "uma farsa que deve ficar somente entre quatro paredes – jamais em público".

Porém, esqueceram de dizer para Romário [e para muita gente] que ninguém nasce mulher, torna-se mulher [como bem disse Simone de Beauvoir] por uma construção social e física. Esqueceram de dizer que a transexualidade não é o mesmo que homossexualidade e que o genital não define o gênero. Esqueceram de dizer ainda que a atração sexual não se explica, não é digna de questionamento e muito menos de deboche. Por fim, esqueceram de avisar a todos que [um pouco] de informação, respeito e consciência política faz bem para a sociedade em geral. Inclusive para nós mesmos e para a quebra dos nossos preconceitos internalizados, que nos fazem reproduzir muitas vezes o discurso do opressor.


Afinal, enquanto ficamos presos a esse tipo de desserviço na mídia, Thalita continua considerando o beijo LGBT em público um desrespeito, Romário continua querendo abafar o relacionamento com uma transexual e deslegitimá-la como mulher, o leitor continua propagando as suas fobias na rede. E o que poderia ser uma linda história de amor, se transformou em mais uma triste manifestação de transfobia e outros preconceitos. E o pior: de todos os lados. 

Preconceito gera preconceito: Thalita que acha ofensivo um beijo LGBT em público e
Romário que não considera mulher uma mulher transexual

17 comentários

Anônimo disse...

Mas oque vcs esperavam do grosseirão do Romário?óbvio que ele não ia admitir nada.Ele precia afirmar por "parças" dele que ele não eh mulher.Lógico!Só que ela não teria pq inventar neh......

Filipe Brandão disse...

Não sei porque tanta polêmica com um assunto tão batido. Muitas pessoas têm preconceitos de várias naturezas. O que fazem, é nortear suas ações ponderadas por esses preconceitos. Sendo mais permissivos com um tipo, menos permissivos com outros e de vez enquando, polemizando o preconceito da onda, ou da moda. Vamos em frente, pessoal. A lista é grande. Raça, religião, defeito fisico, opção política, nacionaturalidade... escolha o seu, joga na rede social, uma pitada de hipocrisia e ... voalá!

Paulo Richard disse...

Depois de meia noite guardanapo vira bolo!

Anônimo disse...

Ele não deve considerar mulher pelo simples fato de NÃO ser mulher! Simples!

Anônimo disse...

Logico que é mulher...ooo santa ignorancia,senao tem a genital masculina é o q??? Ela escolheu ser assim...porque o organismo dela pro porcionou o desenvolvimento feminino maior

mentesdementes disse...

Depois de uma reportagem bes escrita, totalmente esclarecedora e mostrando o quanto existe ainda na sociedade atual todos esses tipos de preconceitos, os leitores teimam em não querer ver os seua erros, a ignorância que por eles são praticadas!
...fazer o q, né minha gente?!
Parabéns ao reporter, materia muito bem escrita!

Anônimo disse...

Ele é o cara. Pegou a tromba de ganesha dura kkkkkkkkk

Jones Mota disse...

Parabéns pelo texto. Muito bom.

Dica: não se importe com os comentários dos ignorantes e preconceituosos. Tais comentários só confirmam o contexto em que estamos inseridos, legitimando ainda mais a importância de lutar e refletir sobre.

Fabiana Gomes disse...

Texto excelente! Dos raros. Concordo Jones Mota e Mentesdementes. E dificil ler certos comentarios mas eh o retrato da sociedade preconceituosa na qual vivemos.

Arc Sux disse...

Eh muito preconceito contra os preconceituosos,.. hahaha... zuera. Mas na real... tem q aceitar os defeitos do proximo. Romario nao tem culpa de ser assim... nao eh tudo uma construçao social?

Arc Sux disse...

Seu comentario foi o melhor. Preconceito eh q nem cu... cada um tem os seus...

Anônimo disse...

Cara, acho q cada um tem direito de pensar como quiser. Hoje temos um grave problema, temos que aceitar tudo e que qualquer coisa é um ato de preconceito. Não! "O seu limite termina onde o do outro começa" se isso é verdade não deveria ser unilateral? Pq os heterossexuais devem respeitar se não são respeitados? Conheço muitos que ultrapassam limites e outros tantos que respeitam. Trato-os da mesma forma.
Acredito q ela esteja certa em não se envolver com movimentos se não concorda com a força motriz. Estão errados aqueles que a julgam, pois não vivem sua vida assim como errados estão ao julgar o Romário pelo que disse. É fácil tirar conclusões, especular, falar um monte de coisas quando não estão a viver o momento. Hoje está cada vez mais difícil, qualquer palavra é bullying, preconceito, as pessoas estão cada vez mais sensíveis e menos preparadas para a vida que não é fácil. Reclamar é fácil e parece q todo mundo gosta e precisa disso para se sentir dentro de algo, aceito por algo e tendo uma relativa importância aumentando uma multidão de reclamadores.

Anônimo disse...

a sociedade é hipócrita!os próprios que criticam essa trans são os que se sentem atraídos por elas!gosto de mulher e de travestis pra mim é mesma coisa,travesti é muito,como eu gosto delas e mulher também!viva a vida!!

Anônimo disse...

Essa moça vai pensar muito nessa rejeição que fez a LGBT, pois Romário não apoiará e duvido que ele continue ao menos tendo um contato ''amigável'' com ela. Muito pelo contrário, ele vai se distanciar e deixar a corda arrebentar para o lado mais fraco( no sentido que a sociedade estigmatiza transexuais e as travestis . Infelizmente, ela será oprimida, rejeitada, excluída, alguns homens a tratarão como objeto de desejo apenas, outros a tratarão como um detrito, muitas mulheres que não possuem um terço de sua feminilidade e beleza, vão inferiorizá-la, às lúcidas e sábias vão tratá-la como uma outra mulher e as mulheres bonitas não vão se incomodar, por que não tem por que se sentirem ameaçadas. Essa moça foi exposta, eu sei muito bem como é, sou Transexual e sempre vivi de maneira cisgênera, porém depois de um escândalo em família, tudo sobre mim veio a tona na rua que moro e em poucos dias todos do barro sabiam de mim. Passei por diversas humilhações, xingamentos, zombarias, só não fui agredida, por que não sou do tipo de debater com pessoas ignorantes, contudo, entrei num processo degradante de mim mesma, cheguei numa depressão profunda, onde passei a sentir medo das pessoas me maltratarem novamente,tentei me reerguer de novo, mas todas minhas tentativas falharam, minha visa se tornava um inferno se eu ia comprar pão, se eu ia na academia, perdi namorado, minha liberdade e emprego. Hoje estou mais forte, dependo de meus pais e nem por isso vou me entregar à prostituição,pois é isso que a maior parte de nossa sociedade quer. Ver-nos humilhadas, em esquinas a mercê de homens que nos desprezam, mas que nos procuram à noite, fora os policias mal preparados e maldosos que fazem o que querem e como acham que deve, os perigos noturnos e etc..

Bem não vim falar de mim, isso daria um livro rs. Mas essa moça vai se arrepender do que fez com a LGBT, pois toda transexual exposta, passa por tudo que eu passo, observem a vida de Ariadna, Bianca Soares, Roberta Close e outras, vcs verão que minha história, se encaixa muito bem com a delas.

Ela vai se arrepender amargamente um dia.

Anônimo disse...

Depôs da meia noite, todo gato é pardo kkkkk

Beto Arouca disse...

Cara de pau dela em falar de prostituição! Ela anuncia com o nome de Barbara Rodrigues!fazia pista na Augusto Severo!

CIDA disse...

GENTE,NO FUNDO SOMOS TODOS PRECONCEITUOSOS E NAO VENHA ME DIZER:NAO, EU NAO TENHO PRECONCEITO,PAREM DE SER HIPOCRITAS.IMAGINEM SE FOSSE SEU FILHO,ESTARIA AI POSTANDO ESTAS SMS,TOOODOS SAO PRECONCEITUOSOS,TEM PRECONCEITO DE QUEM E PORTADOR DO VIRUS HIV,TEM PRECONCEITO DE QUEM E PORTADOR DE HANSENIASE E POR AI VAI...NINGUEM PROCURA SE INFORMAR DE ACOMPANHAR A EVOLUÇAO DO MUNDO,ENTRAM NA INTERNET,LEEM E PRONTO,E NAO ME VENHAM COM POLEMICAS.SE PREOCUPAM MAIS COM A VIDA DOS OUTROS DO QUE COM SUAS PROPRIAS VIDAS,FALEM SERIO;;;