Pride

Ellen DeGeneres é a LGBT mais poderosa da América, segundo revista Out; Confira a lista

Marc Jacobs, Ellen Page, Ellen DeGeneres, RuPaul e Anderson Cooper

Nem sempre pode-se levar tão a sério o resultado de uma lista ou a ordem de um ranking - afinal, há erros graves e esquecimentos imperdoáveis. Porém eles são uma ótima oportunidade para conhecer pessoas, valorizar alguns trabalhos, aumentar a autoestima e, por que não, movimentar o cenário. A revista gay Out elegeu nesta semana os 50 LGBT mais poderosos da cultura americana. E quem levou o power título foi a apresentadora Ellen DeGeneres, de 56 anos, considerada a pessoa mais influente entre os coloridos norte-americanos.

+ Saiba quem são as e os trans se destacaram em 2013
+ Os famosos e personalidades mais sexy do ano

A escolha foi justificada tanto pelo carisma de Ellen com o público, que a acompanha no próprio e badalado talk show The Ellen DeGeneres Show - em que ela chegou a dançar com Michelle Obama e a conversar com a vagina da cantora Rihanna - quanto pelo trabalho cada vez mais visível, rentável e requisitado, como a apresentação do Oscar [ela é a única a também ter apresentado o Emmy e o Grammy] e o selfie mais compartilhado do ano [estima-se que ele rendeu 2,5 bilhões de reais para a Samsung].

Sem contar que a inteligente e espontânea loira de olhos azuis conquistou todo o sucesso sendo uma mulher lésbica assumidíssima e respeitada desde 1997, quando namorou a atriz Anne Heche.
.

Ellen DeGeneres entrevista Michelle Obama

O segundo lugar ficou com Tim Cook, 53 anos, o atual CEO da Apple, cargo antes ocupado por Steve Jobs e que conduz com o mesmo profissionalismo e afinco neste concorrido mercado empresarial. Ele foi seguido pela comentarista política e apresentadora Rachel Maddow, de 41, com credibilidade conquistada no rádio e tevê. E pela primeira senadora assumidamente lésbica dos EUA, Tammy Baldwin, 52, que lançou um projeto de lei que busca acabar com a discriminação de gênero e orientação sexual no mercado de trabalho.


Na quinta colocação, está o advogado e jornalista Glenn Greenwald, que atualmente mora com o marido no Brasil e que fez uma importante reportagem: revelando o sistema global de vigilância Cinco Olhos, criado pela NSA e seus aliados. O escritor e diretor Ryan Murphy, 48, dos sucessos Glee e American Horror Story, da Fox, esteve na sexta posição. A obra de terror lançada por ele aborda inúmeros temas ligados ao preconceito e ainda deu a Jessica Lange a oportunidade de mostrar novamente a atriz maravilhosa que é.

A atriz Ellen Page [29º], que recentemente falou sobre a sexualidade na conferência Human Rights Campaign, o roteirista Dustin Lance Black [39º], que participa de vários projetos sociais e ainda namora o mergulhador olímpico Tom Daley, o músico Frank Ocean [42º] e a drag queen RuPaul [49º] também estiveram na lista.“Seria de se esperar que Ru teria passado o manto de Rainha Superstar da América para uma de suas rainhas coroadas no reality Drag Race, mas ela não tem planos para desacelerar”. 

Tim Cook, Rachel Maddow, Tammy Baldwin, Glenn Greenwald e Ryan Murphy
Discurso de Ellen Page

E AS TRANS?

A única trans a figurar no ranking é empresária Jennifer Pritzker, 63, pioneira também a entrar na lista de bilionários da Forbes. Ela é neta do fundador da rede de hotéis Hyatt e assumiu-se transgênero em agosto de 2013, pouco tempo depois de ajudar o instituto de pesquisa Palm Center para estudar o serviço de trans nas forças armadas. Sua estreia [e presença] na lista da Out começou em grande colocação: 23º.

A publicação ainda fez um texto falando sobre a visibilidade positiva conquistada por trans nos últimos anos, com a presença de Janet Mock, da atriz Laverne Cox e da modelo Carmen Carrera. “É através das mídias sociais, blogs, tevês, cinema e música, que muitas pessoas trans estão contando as suas histórias. Com Laverne Cox e  Janet Mock, a comunidade transgênero é mais visível agora do que em qualquer outro momento da história do nosso país”.


O texto comenta que a transfobia ainda é forte em todo o mundo e que "a maneira mais eficaz para combater a violência e a fobia irracional é por meio de representações positivas e contínuas de pessoas trans na mídia"..

Laverne Cox, Carmen Carrera e Janet Mock
Confira outros nomes:

7º Neil Patrick Harris, 40, ator

8º Andy Cohen, 45,  executivo de tevê

9º Sam Michael, 24, jogador de futebol

10º Robin Roberts, 53, apresentadora

14º Anderson Cooper, 46, jornalista e apresentador

20º Jane Lynch, 53, atriz

28º Bryan Singer, 48, diretor

29º Ellen Page, 27, atriz

31º Brittney Griner, 23, jogador de basquete

37º Tom Ford, 52, empresário

38º Dustin Lance Black, 39, roteirista

39º Marc Jacobs, 51, empresário

42º Frank Oceano, 25, músico

49º RuPaul, 53, ator, drag queen

About Neto Lucon

Jornalista. É formado pela Puc-Campinas e pós-graduado em Jornalismo Literário pela Academia Brasileira de Jornalismo Literário. Escreveu para os sites CARAS Online, Virgula e Estadão (E+), Yahoo!, Mix Brasil, no jornal O Regional e para a revista Junior. É autor do livro-reportagem "Por um lugar ao Sol", sobre pessoas trans no mercado de trabalho. Tem quatro prêmios de jornalismo, sendo dois voltados para as questões trans, Claudia Wonder e Thelma Lipp

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.