Eventos

Em novo show ‘Copy Paste’, Laura Finocchiaro não explica, convence

Letras do novo CD faz crítica à indústria musical e revive canções de raiz

Com sua inseparável guitarra cor-de-rosa, a cantora Laura Finocchiaro é pura vibração, espírito e alegria no mais novo show Copy Paste – Música Orgânica. Na apresentação que aconteceu no Sesc Pompeia, em São Paulo, no último mês, a artista revisitou o melhor dos ritmos nordestinos, que compõem o novo trabalho, fez uma majestosa parceira com o maestro Spok e mostrou o extremo respeito pelo público e pela profissão de músico.

Tanto que Renato Bandeira [diretor musical do disco], Augusto Bravo, Julinho e Azula, todos da Spok Frevo Banda, de Recife, abrem o show e revivem a música instrumental brasileira. Spok também faz uma participação especial e exibe o louvável e reconhecido talento como saxofonista e compositor de frevo. Já no palco, Laura aparece com sobretudo vermelho, cabelos platinados e, como faz há 30 anos, canta com largo sorriso.

+ Laura Finocchiaro lança primeiro CD de música orgânica
+ Confira entrevista exclusiva com Laura Finocchiaro
+ Elza Soares se entrega à emoção em show sobre Lupicínio Rodrigues

O set list marca [e agita] com passagens pelo forró, frevo, ciranda, baião e embolada. Inicia com o já conhecido Copy Paste, música que dá título ao novo disco e que faz uma crítica ao cenário musical do copia e cola. E segue com as oito faixas do CD: Cirandar, Quatro por Quatro, O Mundo Gira Sem Parar, Conexão, Pandeiro de Prata... Como não poderia ser diferente, Laura propõe uma mistura e canta Link, sucesso do disco Oi [2003], e a música “Taí - Pra você Gostar de Mim”, de Joubert de Carvalho. Nelas, as mensagens: "O amor é tudo, tudo é amor", e "Brasil não faz assim comigo, não". 

Entre as pausas, a transgressora artista diz que desta vez não quer explicar, referindo-se às músicas e possíveis polêmicas. Mas para quem se propõe a viajar no colo de suas canções, a mensagem é dada. Seja pelas entrelinhas de letras autorais e de assuntos tão brasileiros – a maioria composta pela cantora em parceria com o jornalista João Luiz Vieira, Leca Machado e Renato – seja pelo som de raiz ou até mesmo pela voz cristalina, ela atende perfeitamente às expectativas. Por meio da alegre música orgânica, Laura de fato não explica. Ela convence.  

O show – que passa tão rápido para a engrenagem do público paulistano, diga-se - finaliza com um jovem amigo e fã distribuindo CDs para o público por meio de uma brincadeira, e com a artista reverenciando cada músico de sua banda. Ainda com fôlego de garota, curva-se com elasticidade e atende aos pedidos de bis dos presentes – dentre eles, Rodrigo Carelli, diretor do reality show A Fazenda - e repete a importante mensagem da música “Todo Mundo Pro Mundo”, cuja mensagem é: “Esse Mundo Está Perdido, Isso Ninguém Pode Negar, Então Junta todo Mundo que é pro Mundo Melhorar”. 

Que seja assim: Laura Finocchiaro e o show Copy Paste para o mundo melhorar. Confira algumas imagens do show:










About Neto Lucon

Jornalista. É formado pela Puc-Campinas e pós-graduado em Jornalismo Literário pela Academia Brasileira de Jornalismo Literário. Escreveu para os sites CARAS Online, Virgula e Estadão (E+), Yahoo!, Mix Brasil, no jornal O Regional e para a revista Junior. É autor do livro-reportagem "Por um lugar ao Sol", sobre pessoas trans no mercado de trabalho. Tem quatro prêmios de jornalismo, sendo dois voltados para as questões trans, Claudia Wonder e Thelma Lipp

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.