Pride

Bomba! Cauã Reymond e Reynaldo Gianecchini são homens cisgêneros



Por Neto Lucon (site ACAPA)

Embora muita gente tenha sentido algum tipo de estranheza, o título sensacionalista acima envolvendo a desconhecida palavra "cisgênero" é real e verdadeiro. Sim, Cauã Reymond, Reynaldo Gianecchini, Alexandre Nero e vários homens que circulam pela sociedade são cisgêneros.

Mas o que significa ser cis?

Uma pessoa cisgênero é aquela que nasceu com determinado genital e que está em concordância com o gênero que lhe foi atribuído. Ou seja, é um individuo que nasceu com um pênis e que se reconhece como um homem. Ou um indivíduo que nasceu com uma vagina e que se reconhece sendo mulher.

Ah, só isso? Mas qual o sentido de criar uma palavra para definir a maioria?

A palavra serve para diferenciar (apenas num campo de discurso) pessoas cisgêneros das pessoas trans - aquelas que não se reconhecem com o gênero que lhes designaram. E, de certa forma, evitar palavras politicamente incorretas e ofensivas como "mulher normal", "homem normal", "mulher biológica" quando fizermos tal definição. Ou seja, quando nos referimos a alguém como "homem normal" podemos dizer, por sua vez, que homens trans são "anormais".

Cisgênero é derivado do latim (cis= do mesmo lado) e utilizado na internet desde 1994 por meio de Dana Leland Defosse, que creditou ao holandês Carl Buijs. E está sendo utilizado à revelia em várias páginas das redes sociais e discursos envolvendo tais identidades - por isso, fique ciente!

Mas precisa de um título sensacionalista desses para falar de algo tão "normal"?

É apenas para retratar como as pessoas transgêneros são noticiadas na mídia. E fazer uma crítica e despertar uma vontade de que tais definições devam ser compostas e retratadas naturalmente na sociedade.

Existem homens cisgêneros - bem como Cauã, Reynaldo... E existem homens trans, como Chaz Bono, o escritor João Nery e o ator Buck Angel. E todos são homens, merecem os mesmos direitos e o mesmo reconhecimento por tal identidade. Afinal, não é o genital que define o gênero.

O mesmo vale para as travestis, mulheres transexuais e mulheres cis, ok?

É importante lembrar que ser cis ou trans (uma categoria de identidade de gênero) não tem relação nenhuma com ser homossexual, bissexual, pansexual ou assexuado (categoria de orientação sexual). Pessoas trans ou cis podem ter sexualidades diversas.

Ou seja, homens trans podem ser gays (caso se relacionam com outros homens cis ou trans). Homens trans podem ser héteros (caso se relacionam com mulheres cis ou trans ou travestis). Ou serem bissexuais, pansexuais, assexuais, entre outras. 








(Artigo publicado originalmente pelo NLUCON no site A CAPA em 26/01/2015)

About Neto Lucon

Jornalista. É formado pela Puc-Campinas e pós-graduado em Jornalismo Literário pela Academia Brasileira de Jornalismo Literário. Escreveu para os sites CARAS Online, Virgula e Estadão (E+), Yahoo!, Mix Brasil, no jornal O Regional e para a revista Junior. É autor do livro-reportagem "Por um lugar ao Sol", sobre pessoas trans no mercado de trabalho. Tem quatro prêmios de jornalismo, sendo dois voltados para as questões trans, Claudia Wonder e Thelma Lipp

6 comentários:

Drielly Lorrans disse...

Adorei. .Parabéns neto

Joao Paulo Oliveira disse...

Desnecessario mais um termo pra definir heterosexualidade

Anônimo disse...

Cala boca, seu burro!

Anônimo disse...

Gianechini não é isso daí não...

Anônimo disse...

Uma travesti que só fica com mulher é o que?

Anônimo disse...

Uma pessoa pode ser trans e ser homossexual
Assim como um cis pode ser gay.

Cis hetero, trans hetero não são a mesma coisa

Tecnologia do Blogger.