Pop e Art

MC Transnitta lança novo clipe dançante, Cover Oficial: “É para as recalcadas”

Pronta para enfrentar as recalcadas de plantão, MC Transnitta – nome artístico de Camilla Monforte - lançou nesta semana seu mais novo clipe, Cover Oficial. E a produção, cercada de muita ostentação, também mostrou amadurecimento artístico.

+ Escute o primeiro sucesso de MC Transnitta 


Dirigido por Demétrio Barreto, o clipe não fica devendo nada para outras funkeiras famosas, bem como MC Ludmilla, Anitta. E contou até com iate, figurino de Guerreiros e Cavaleiros, balé especialíssimo e um recadinho especial para os leitores do NLUCON (assista ao fim da reportagem).

“ Os bailarinos do clipe já estiveram no ballet da Anitta e da Valesca. E eu fui vestida por Guerreiros e Cavaleiros, que já foi responsável por roupas da Xuxa, Wanessa, Marina Elali e Ludmilla”, afirma Transnitta.

Segundo a artista, a música é uma mensagem para as recalcadas que tentam copiar outra. “Tem muito close de beleza, recado para a mulher invejosa... Resumindo, é só prestar atenção no refrão: ‘Brilho não é pra todas, sucesso não é pra todas. Aprende: beleza é fundamental, e isso é para poucas”.

Mas não foi Transnitta quem começou a carreira como cover oficial de outra artista? Camilla explica a diferença: “Eu era cover oficial de uma cantora que me apoiava, que eu admirava e que eu respeito. Já a recalcada da música sente admiração por mim, me imita, mas vive me criticando, falando mal de mim e não assume”.

A música conta com duas surpresas, a da modelo Ana Beatriz Macedo, de nove anos, e o próprio maridão de Transnitta, Stenio Monforte. “Vários maridos de trans adicionam ele, dizendo que são fãs dele por ele ter me assumido no programa A Liga (da Band). Achei que daria mais uma força para que os homens continuem assumindo suas namoradas trans sem tabus”.

Arrasou!

Assista ao clipe abaixo:




Bastidores:





 


Recado aos leitores do NLUCON:


About Neto Lucon

Jornalista. É formado pela Puc-Campinas e pós-graduado em Jornalismo Literário pela Academia Brasileira de Jornalismo Literário. Escreveu para os sites CARAS Online, Virgula e Estadão (E+), Yahoo!, Mix Brasil, no jornal O Regional e para a revista Junior. É autor do livro-reportagem "Por um lugar ao Sol", sobre pessoas trans no mercado de trabalho. Tem quatro prêmios de jornalismo, sendo dois voltados para as questões trans, Claudia Wonder e Thelma Lipp

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.