Pop e Art

Thammy não se refere como homem e nem quer ser chamado de Thommy; diz assessoria

Uma notícia do site Extra desta quarta-feira (22) dizia que Thammy Miranda passou a ser referido como "tio Thommy" em uma festa infantil e que é assim que é chamado por pessoas próximas. O NLUCON entrou em contato com a assessoria do artista, que informou que a notícia “não procede”.

+ Modelos trans podem emplacar capa da Men's Health

“A Thammy não está se referindo como homem e nem sendo chamada de Thommy. Essas informações não procedem”, declarou a assessoria via telefone e também por e-mail.

Ao perguntar como Thammy gostaria de ser tratado, a assessoria alegou que pode ser tanto no gênero feminino quanto no masculino. Quando insisti de qual maneira ele preferiria, foi dito que “tanto faz”.

A resposta (ou a falta dela) legitima o tratamento que a mídia tem dado ao artista – chamando-o de “atriz”, “filha” e “mulher”, o que é criticado por inúmeros ativistas – e que vai contra à luta do movimento de travestis, mulheres transexuais e homens trans, que pede respeito à identidade de gênero.

+ "Tenho orgulho de ser homem trans", diz polonês Oliwer em entrevista 

Por outro lado, Thammy já declarou nas redes sociais que "sempre costumam julgar os transexuais". E, durante a gravação do Hora do Faro, recebeu a declaração de Gretchen: "Ele é o homem da minha vida".  Sabe-se também que Thammy conversa com homens trans em um grupo fechado do whatzap e que é referido apenas como Miranda por lá.

Em outros momentos, o NLUCON tentou contato com Thammy para falar sobre o assunto e dialogar diretamente com pessoas que querem saber sobre "questões de gênero", mas não houve retorno - o que foi respeitado.

Vale lembrar que o artista passou pela mastectomia masculinizadora no fim de 2014 e declarou que resolveu “ser feliz”. Ele participa do quadro “Elas Querem Saber”, do Raul Gil, e tem aparecido constantemente em matérias sobre fotos que mostram parte do resultado da mastectomia. Ele também escreve um livro autobiográfico para ajudar pais a entenderem seus filhos. 

About Neto Lucon

Jornalista. É formado pela Puc-Campinas e pós-graduado em Jornalismo Literário pela Academia Brasileira de Jornalismo Literário. Escreveu para os sites CARAS Online, Virgula e Estadão (E+), Yahoo!, Mix Brasil, no jornal O Regional e para a revista Junior. É autor do livro-reportagem "Por um lugar ao Sol", sobre pessoas trans no mercado de trabalho. Tem quatro prêmios de jornalismo, sendo dois voltados para as questões trans, Claudia Wonder e Thelma Lipp

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.