Pop e Art

Paródia da música “Comida” ganha clipe e fala sobre cidadania TT; dá o play!



Por Neto Lucon

A música “Ferida”, uma paródia do clássico brasileiro “Comida” (de Arnaldo Antunes, Marcelo Fromer e Sérgio Britto), ganhou um clipe na voz da cantora Renata Peron, que canta a própria vivência transexual – e também a de travestis e homens trans - e lembra aos políticos conservadores de que o estado é laico.


“A gente não quer só esquina, a gente quer escola e dignidade”,  “A gente não quer só escola, a gente quer emprego e cidadania”, “A gente não quer só prazer, a gente quer prazer e quer fazer amor”, são alguns dos trechos da música.

Realizada pela Shade Produções, a obra foi escrita por Symmy Larrat – a primeira travesti a ocupar o cargo de coordenadora-geral de Promoção dos Direitos LGBT, da SDH. E o clipe mostra Renata Peron atuando em diversos momentos da vida de uma pessoa trans no Brasil: como secretária, como garota de programa, na militância e nos palcos.

A direção do clipe é de Taine Araújo, a produção é de Guilherme Cortez, a fotografia foi feita por Guilherme Sanos e Lindsey Fernanda (edição) e a arte é de Maria Luiza Rubbi. O clipe foi lançado originalmente durante o 1º Seminário, Educação e Expressão de Gênero: Desafios Contemporâneos, que ocorreu no dia 26 de agosto, na SP Escola de Teatro, em São Paulo. 

Assista: 


About Neto Lucon

Jornalista. É formado pela Puc-Campinas e pós-graduado em Jornalismo Literário pela Academia Brasileira de Jornalismo Literário. Escreveu para os sites CARAS Online, Virgula e Estadão (E+), Yahoo!, Mix Brasil, no jornal O Regional e para a revista Junior. É autor do livro-reportagem "Por um lugar ao Sol", sobre pessoas trans no mercado de trabalho. Tem quatro prêmios de jornalismo, sendo dois voltados para as questões trans, Claudia Wonder e Thelma Lipp

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.