Pride

Procurador-geral da República defende uso de banheiro feminino por transexuais



Por Neto Lucon (Foto manifestação: Pamella Paine)
Assunto que já deveria ser superado há bastante tempo – mas que volta justamente por conta da transfobia – o direito ao uso de banheiros de acordo com o gênero de travestis, mulheres transexuais e homens trans ganhou na quarta-feira (21) um parecer favorável do procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

+ Homem trans relata agressão após ir a banheiro masculino

+ Travestis e transexuais fazem manifestação sobre uso ao banheiro
+ "A vida piora para depois melhorar", diz Theo Barreto

No documento encaminhado ao Supremo Tribunal Federal (STF), ele afirma que “impedir que alguém que se sente mulher e que se identifica como tal de usar o banheiro feminino é, sem dúvida, uma violência”. Afinal, nega o reconhecimento da identidade da pessoa trans. 

O parecer foi motivado após uma mulher transexual pedir indenização a um shopping de Florianópolis. Ela foi impedida por uma funcionária de usar o banheiro feminino – chegou a ser forçada a sair com a justificativa de que constrangia outras mulheres - e o caso ganhou repercussão nacional. A decisão do STF, que tem como relator o ministro Luís Roberto Barroso, deve ser aplicada em situações similares.

Janot declarou que, ao impedir que a mulher transexual use o banheiro feminino, nega-se a ela o direito de sua identidade feminina e também o direito à sua dignidade. “Para o trans, ter uma vida digna implica necessariamente ter reconhecida a sua identidade de gênero, sob a ótica psicossocial, a refletir a verdade real por ele vivenciada e que se reflete na sociedade. Destarte, impedir o uso do banheiro feminino é o mesmo que negar, individual e socialmente, a identidade feminina da recorrente, violando-se, assim, o seu direito a uma vida digna”.

Leia o parecer na íntegra clicando aqui.



About Neto Lucon

Jornalista. É formado pela Puc-Campinas e pós-graduado em Jornalismo Literário pela Academia Brasileira de Jornalismo Literário. Escreveu para os sites CARAS Online, Virgula e Estadão (E+), Yahoo!, Mix Brasil, no jornal O Regional e para a revista Junior. É autor do livro-reportagem "Por um lugar ao Sol", sobre pessoas trans no mercado de trabalho. Tem quatro prêmios de jornalismo, sendo dois voltados para as questões trans, Claudia Wonder e Thelma Lipp

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.