Pride

“Travestis não são armadilhas para pegar machinhos”, diz youtuber Mandy Candy



Está rolando o maior bafafá no mundo dos youtubers e o tema tranfobia está em debate. Tanto que Mandy Candy – a famosa youtuber que no último ano revelou ser uma mulher transexual - divulgou em seu perfil o vídeo “Não tenho preconceito, só não gosto de travesti”, em repúdio ao vídeo “As 5 Maiores Burrices da Minha Vida”, do também famoso youtuber Felipe Neto.

+ Clipe fala sobre a cidadania de travestis e transexuais; dá o play!

+ "Não serei mais vista como uma mentira", diz universitária trans sobre nome social

Na ocasião, Felipe disse que “graças a Deus” nunca "cometeu a burrice" de ficar com uma travesti. Ele conta que um amigo “se fodeu” ao beijar uma trans e só perceber quando passou a mão em seu “peruzinho”. “Não interpretem como preconceito, mas ele não curte, logo ele se fodeu, porque ele beijou uma mulher que tinha pau”, tentou se justificar.

Em seu vídeo-resposta, Mandy diz que travestis e mulheres transexuais NÃO são “armadilhas para pegar machinho” na balada. Ou seja, não existem para “enganar”, “se passar por mulher” ou ser uma “farsa “na balada. Afinal, a identidade delas é legítima e o respeito deve ser dado como qualquer mulher cis. E não encará-las como motivo de piada. “Eu mudei o meu corpo para me sentir bem, para deixar a minha cabeça em harmonia com o meu corpo. Não foi para ir na baladinha e ‘enganar’ o homem que está ali dançando. Eu não quero ser cilada para ninguém”, disse.

Para quem tentou minimizar a polêmica, Mandy diz que não se trata de mera piada, uma vez que as agressões com este mesmo teor ocorrem sempre em comentários na rede. “Eles me chamam de cilada, dizem que não sou mulher e que nunca vou ser mulher e começam uma discussão, sendo que muitas vezes eu só falei que o vídeo estava muito legal, que ri...”

Além de Felipe, ela responsabiliza todos youtubers pelas agressões e diz que “a partir do momento que você produz conteúdos e faz piadas transfóbicas você os seus seguidores a fazer o mesmo. E diz que eles podem produzir conteúdos que tragam mais humanidade às travestis, mulheres transexuais e homens trans. 


FELIPE PERGUNTA/ A GENTE RESPONDE

Após o comentário de Mandy, Felipe respondeu que não fez piada sobre travesti, mas que apenas contou a história de um amigo. “Se te ofendeu de alguma maneira, eu peço desculpas, mas preciso entender o que foi a ofensa (...) Você disse que não é certo tratar a travesti como armadilha, mas é certo a travesti não informar ao homem o que é? Eu acharia muito estranho passar pelo que ele passou”.

A pedido do NLUCON, Mandy respondeu: “Se o amigo do Felipe Neto se atraiu e ficou com a gata a noite toda, a mulher era incrível LINDA maravilhosa, como o mesmo falou no vídeo, qual foi o problema ao descobrir que ela era travesti? Os momentos que curtiram juntos não valem de nada? Ela deixou de ser linda por causa disso? Não, ela continua sendo a mesma mulher que despertou a atenção dos homens na balada. Se o fato dela ainda ter pênis te incomoda, é só falar abertamente que não vai rolar nada além de beijos. Não é motivo de piada, ela não quis enganar ninguém ali na festa.

Os homens têm a masculinidade muito frágil, na verdade eles não ligam se é trans ou não, o que importa é as aparências e o que os outros vão dizer. Já passei MUITO por isso, teve um garoto que chorou na minha frente pois tinha se apaixonado, mas não podia ficar comigo por medo do que os outros iam dizer. No outro dia ele estava fazendo piadas sobre mim enquanto eu passava na rua”.


Respondido, Felipe?

Assista aos dois vídeos: 






About Neto Lucon

Jornalista. É formado pela Puc-Campinas e pós-graduado em Jornalismo Literário pela Academia Brasileira de Jornalismo Literário. Escreveu para os sites CARAS Online, Virgula e Estadão (E+), Yahoo!, Mix Brasil, no jornal O Regional e para a revista Junior. É autor do livro-reportagem "Por um lugar ao Sol", sobre pessoas trans no mercado de trabalho. Tem quatro prêmios de jornalismo, sendo dois voltados para as questões trans, Claudia Wonder e Thelma Lipp

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.