Pop e Art

Visibilidade trans: Avon traz Candy Mel em campanha do “Outubro Rosa”




.
A Avon resolveu inovar (e promover a visibilidade trans e negra) na mais nova campanha do Outubro Rosa, conhecida pela prevenção ao câncer de mama. Ela chamou para estrelar ninguém menos que Candy Mel, a vocalista da Banda Uó, uma mulher transexual.

+ Agência aposta em casting apenas com modelos transexuais

+ Paródia ganha clipe e fala sobre cidadania de travestis e mulheres transexuais

No comercial, Candy aparece toda bela e comunicativa, apoiando a campanha e dando dicas de maquiagem. Ela diz: “Em outubro, toda mulher tem um motivo especial para se sentir ainda mais linda. E para apoiar esta causa eu aposto em um look poderoso”.

Apesar de a questão trans não se mencionada (não tinha relação direta com o assunto, né?), trata-se de uma iniciativa importante. Afinal, naõ é todo dia que vemos uma mulher transexual como referência em uma campanha para todas as mulheres (sejam elas cis ou trans).

No Youtube, quase 5 mil pessoas visualizaram a campanha e dezenas elogiaram a atitude: “Avon seguindo os passos da O Boticário e do Sonho de Valsa a favor da inclusão contra o preconceito. Arrasaram”, escreveu um. “Agradecemos a Avon pela inclusão. Vocês são lindos. Candy então nem se fala”, reforçou outro. Mas teve gente que se atentou às dicas: “Amei o look e o trio de sombras. Vou já pedir o meu”.


Vale lembrar que Candy não é a primeira trans a estrelar uma campanha de cosméticos. As brasileiras Marcela Ohio, Maria Clara Araújo e a sérvia Andreja Pejic também já foram garotas propaganda de marcas em outros momentos.

Assista:

About Neto Lucon

Jornalista. É formado pela Puc-Campinas e pós-graduado em Jornalismo Literário pela Academia Brasileira de Jornalismo Literário. Escreveu para os sites CARAS Online, Virgula e Estadão (E+), Yahoo!, Mix Brasil, no jornal O Regional e para a revista Junior. É autor do livro-reportagem "Por um lugar ao Sol", sobre pessoas trans no mercado de trabalho. Tem quatro prêmios de jornalismo, sendo dois voltados para as questões trans, Claudia Wonder e Thelma Lipp

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.