Pop e Art

Candidatas ao Miss T Brasil 2015 posam de biquíni em cartão postal do Rio de Janeiro



.
As 13 candidatas ao Miss T Brasil 2015 mostraram a beleza das travestis e mulheres transexuais brasileiras ao posarem só de biquíni em frente de um dos maiores cartões postais do Rio de Janeiro, o Pão de Açúcar.

+ Saiba quem são as candidatas ao Miss T Brasil 2015

Os cliques são da fotógrafa Roberta Brandão – também uma mulher transexual – e foram divulgadas nesta segunda-feira (14). Trata-se do dia da finalíssima do concurso, que ocorre às 21h na Casa das Beiras, Rio.

Travestis e mulheres transexuais morenas, negras, ruivas e loiras mostram o talento para as fotos e os predicados que vão ajuda-las a conquistar o título. E também sentem a popularidade frente aos internautas, que não poupam elogios e críticas à desenvoltura.

De acordo com a organizadora Majorie Marchi, neste ano o concurso terá menos candidatas, menor tempo de show e mais tempo para entrevistas ao vivo. “Este é o Miss T Brasil, um projeto para a visibilidade positiva, elevação da autoestima coletiva, reflexão e empoderamento das travestis e mulheres transexuais”, declara.

Quem vencer vai concorrer ao Miss International Queen 2016 na Tailândia e seguir os passos das antecessoras: Marcela Ohio – Miss T 2012 que venceu o MIQ 2013 – Raika Ferraz – que esteve no top 10 em 2014 - e Valesca Dominik – Miss T 2014 que conquistou o 2º lugar no MIQ.

Confira as fotos:


Raphaella di Castro

Maria Fernanda Izidoro 

Jessika Villalon


Náthalie de Oliveira

Rebecka Ferraz


Raphaella Freitas

Nicolly Paiva


Juliana Ganzarolli


Heloisa Lima


Isabella Princy


Patricia Alvino


Brina Victor

About Neto Lucon

Jornalista. É formado pela Puc-Campinas e pós-graduado em Jornalismo Literário pela Academia Brasileira de Jornalismo Literário. Escreveu para os sites CARAS Online, Virgula e Estadão (E+), Yahoo!, Mix Brasil, no jornal O Regional e para a revista Junior. É autor do livro-reportagem "Por um lugar ao Sol", sobre pessoas trans no mercado de trabalho. Tem quatro prêmios de jornalismo, sendo dois voltados para as questões trans, Claudia Wonder e Thelma Lipp

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.