Eventos

1ª Caminhada pela Paz pede neste sábado “dignidade e respeito” para população trans

Foto da Parada de Instambull na Turquia

.
A 1ª Caminhada pela Paz – Sou Trans e Quero Dignidade e Respeito – vai ocorrer neste sábado (30), a partir das 13h, em São Paulo. Ela visa, além de ressaltar o Dia da Visibilidade Trans, comemorado um dia antes, repudiar todos os crimes motivados por transfobia.

+ Caminhada em SP repudia assassinato da travesti Laura Vermont

Realizada pela CAIS (Associação Centro de Apoio e Inclusão Social de Travestis e Transexuais) em parceria com vários militantes e ativistas, ação terá a concentração não Vão do Masp (próximo do metrô Trianon-Masp) e segue até a Câmara Municipal de São Paulo.

Vários militantes estarão presentes fazendo discursos de empoderamento ao grupo T e de repúdio à transfobia que assola o país. De acordo com a organização Transgender Europe, 51% (689) dos assassinatos de pessoas trans na América Central e do Sul, entre 2008 a 2014) aconteceram no Brasil. E a maior parte é de jovens.

Artistas do cenário T se apresentarão, fazendo performances e levando a arte e o talento da comunidade T para a Avenida Paulista.

“Também iremos recolher assinaturas em abaixo assinado, exigindo uma audiência pública na Câmara Municipal para discutir e debater a realidade social de travestis, mulheres transexuais e homens trans do município de Sâo Paulo”, declara a presidente Renata Peron.

NA INTERNET

Como maneira de divulgar a manifestação, vários militantes e artista gravaram vídeos e publicaram na internet. Dentre elas, está a atriz Vera Holtz – que manifestou o seu apoio por meio de um vídeo em que aparece segurando uma lousa com o nome do evento e a data.

"Pedimos, portanto, a participação de todos e todas. Vistam-se de branco e participem da caminhada pela paz, sou trans e quero dignidade e respeito", convida Renata. 

About Neto Lucon

Jornalista. É formado pela Puc-Campinas e pós-graduado em Jornalismo Literário pela Academia Brasileira de Jornalismo Literário. Escreveu para os sites CARAS Online, Virgula e Estadão (E+), Yahoo!, Mix Brasil, no jornal O Regional e para a revista Junior. É autor do livro-reportagem "Por um lugar ao Sol", sobre pessoas trans no mercado de trabalho. Tem quatro prêmios de jornalismo, sendo dois voltados para as questões trans, Claudia Wonder e Thelma Lipp

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.