Pride

Morre Márcia Giovanetti, apoiadora da comunidade LGBT na luta contra DST/aids




.
A comunidade LGBT perdeu na manhã de domingo (21) uma de suas maiores apoiadoras: Márcia Regina Giovanetti, da área de prevenção do Centro de Referência e Treinamento em DST/Aids de São Paulo. Ela estava internada no hospital Icesp tratando de um melanoma e não resistiu.

Márcia tem importante atuação na formulação de políticas para o acesso de LGBT aos serviços de saúde e também de limar o preconceito e a discriminação. No dia 29 de janeiro deste ano, foi homenageada com o prêmio Claudia Wonder, no Dia Nacional da Visibilidade Trans, pelo SPTRansvisão.

De acordo com o site AgenciaAids, Márcia era formada em Serviço Social com especialização em Gestão Pública de Saúde. Ela participou do Plano Estadual de Enfrentamento da epidemia de aids e controle das DST entre gays, hsh, travestis e mulheres transexuais. E presidia o Comitê Técnico de Saúde Integral da População LGBT do estado de São Paulo.

Dentre as funções do comitê, havia a de apontar as especificidades da população, propor ações que ampliassem o acesso aos serviços, qualificar a atenção a saúde, identificar a necessidade de pesquisa e enfrentar as práticas discriminatórias em função da orientação sexual e identidade de gênero.

Durante a homenagem neste ano, Márcia não esteve presente por já estar em tratamento. Mas deixou uma emocionante mensagem: "Desejo que nossos sonhos mais íntimos, aqueles coletivos por um mundo mais amoroso, justo e sustentável, como aqueles individuais que almejamos para cada um de nós, onde colocamos a busca pela felicidade, possam ser conquistados e transformados em realidade. Desejo que nosso trabalho cotidiano e de perseverança possa apontar caminhos, contribuir para um mundo melhor com mais harmonia e cooperação. Desejo que nossas diferenças não possam nos separar e impedir que a luta por ideais comuns permaneça.Por último, retomo a homenagem recebida para humildemente novamente agradecer e me colocar à disposição para o que ainda está por vir”, escreveu.

O sepultamento ocorre nesta segunda-feira às 9h no Cemitério de Congonhas.

TRAVESTIS E TRANSEXUAIS AGRADECEM

O Fórum Paulista de Travestis e Transexuais emitiu uma nota, por meio da coordenadora geral Fernanda de Moraes, e dos coordenadores adjuntos Alexandre Peixe dos Santos e Taiane Miyake, lamentando a morte de Márcia e reconhecendo todo o trabalho em dedicação à saúde de LGBT e a luta contra a transfobia sobretudo nos espaços de atendimento.

"Queremos reconhecer o quanto ela tinha uma vida de empenho para a conquista dos plenos direitos igualitários da população LGBT, fosse a frente do Comitê Técnico de Saúde Integral da População LGBT do Estado de São Paulo, onde esteve como coordenadora nesses dois últimos anos, fosse também, e mais especificamente, junto à população de Travestis, Mulheres Transexuais e Homens Trans onde de forma incansável buscava a efetivação na obrigatoriedade da utilização nas unidades de saúde, área que brilhantemente atuou, do Estado de São Paulo, do decreto estadual 55.588/2010, decreto que prevê a utilização do Nome Social desta população", diz o texto.

A presidente da CAIS - Associação Centro de Apoio e Inclusão Social de Travestis e Transexuais - Renata Peron também lamentou a perda: "Perdemos uma grande pessoa ,uma grande profissional e uma grande mulher, que não media esforços para garantir os direitos na área saúde, da população LGBT, era uma mulher dedicada à família e a toda a sociedade. Nos da CAIS temos maior admiração por Márcia Regina Giovanetti, dona de um diálogo aberto, fraterno e franco".

Obrigado, Márcia! 


About Neto Lucon

Jornalista. É formado pela Puc-Campinas e pós-graduado em Jornalismo Literário pela Academia Brasileira de Jornalismo Literário. Escreveu para os sites CARAS Online, Virgula e Estadão (E+), Yahoo!, Mix Brasil, no jornal O Regional e para a revista Junior. É autor do livro-reportagem "Por um lugar ao Sol", sobre pessoas trans no mercado de trabalho. Tem quatro prêmios de jornalismo, sendo dois voltados para as questões trans, Claudia Wonder e Thelma Lipp

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.