Pop e Art

Will Smith fala sobre filho Jaden, que investe no gênero fluído




.
O ator Will Smith comentou sobre o fato de o filho Jaden, de 17 anos, ganhar a mídia internacional por usar roupas dentro do guarda-roupa considerado feminino e masculino. Em entrevista ao programa da BBC Rádio, ele afirma que encoraja o filho a desenvolver as próprias decisões.

+ Meninas Superpoderosas voltam à TV e combatem machismo


Neste ano, Jaden foi escolhido como garoto-propaganda da grife feminina Louis Vuitton e faz diversas declarações questionando as atribuições de gênero nas roupas. Ele também posou para a Vogue com o visual gender-fluid (gênero fluído). 

Na entrevista, o apresentador pergunta: “Seus filhos parecem ter bastante liberdade de expressão. Isso é algo que você os incentiva conscientemente a ter?”. Antes de responder seriamente, Will brinca: “Sim, e acho que pode ter sido um erro. Talvez eu tenha ido longe demais”.

Depois, o ator diz: “Você sabe, existe uma qualidade interior realmente forte num ator que encorajamos enquanto pais. Você tem que sair da risca, tem que tentar coisas, tem que estar confortável fazendo coisas que as pessoas não concordam e você tem que estar confortável enquanto faz coisas em que pode falhar."

E faz elogios à atitude do filho, salientado que Jaden “não tem medo de nada” e que “é capaz de fazer qualquer coisa”. “Então ver isso como pai é assustador, aterrorizante mesmo, mas ele está completamente disposto a viver e morrer por suas próprias decisões artísticas, sem se preocupar com o que as pessoas pensam”. 




Em um dos seus posts, Jaden escreveu: "Fui ao TopShop comprar umas roupas de menina. Quer dizer, umas roupas".

Vale lembrar que a filha Willow, de 15 anos, também vem arrasando no mundo da moda, com direito a uma linha exclusiva desenhada por ela. Assista ao vídeo clicando aqui


Um brinde.

About Neto Lucon

Jornalista. É formado pela Puc-Campinas e pós-graduado em Jornalismo Literário pela Academia Brasileira de Jornalismo Literário. Escreveu para os sites CARAS Online, Virgula e Estadão (E+), Yahoo!, Mix Brasil, no jornal O Regional e para a revista Junior. É autor do livro-reportagem "Por um lugar ao Sol", sobre pessoas trans no mercado de trabalho. Tem quatro prêmios de jornalismo, sendo dois voltados para as questões trans, Claudia Wonder e Thelma Lipp

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.