Pride

Comissão em Defesa dos Direitos da Mulher da ALERJ homenageia 1ª mulher transexual



.
A militante transexual Bruna Gurgel Benevides, de 36 anos, será a primeira mulher transexual a ser homenageada pelo Prêmio Leolinda Daltro, dado pela Comissão de Defesa da Mulher da ALERJ (Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro), nas comemorações do Dia Internacional da Mulher.

+ Presidente de grupo LGBT nas favelas recebe honraria na Alerj


O prêmio, que existe desde 2004 e que é destinado àquelas que contribuem na defesa dos Direitos da Mulher e nas questões de gênero, ocorre na próxima terça-feira (8), às 18h30, no Plenário Barbosa Lima Sobrinho, Palácio Tiradentes. Ela está aberta a todos. 

Bruna é militante, militar (sim, militar!), vice-presidenta da ONG Grupo Transdiversidade de Niterói e integra o conselho municipal LGBT de Niterói. Ela contribuiu, por exemplo, na elaboração do Plano Municipal de Promoção à Cidadania LGBT de Niterói e na capacitação dos agentes de saúde para garantir o respeito ao uso do nome social para pessoas trans.

Em conversa com o NLUCON, Bruna afirma que ser homenageada
pela Comissão em uma data tão simbólica marca um momento histórico para a militância, apesar do retrocesso que abarca a política. 

“É uma vitória para o movimento organizado, uma vitória para todas as pessoas trans que abriram as portas para que hoje eu estivesse representando a luta que foi construída as duras penas ao longo do tempo, para todas as pessoas trans que padecem diariamente pela transfobia, que foram mortas pela intolerância e aquelas que seguem silenciadas e aprisionadas”.

Ela afirma que é uma honra ter a sua identidade de gênero reconhecida pelo estado e ter a oportunidade de “ser portadora dessas vozes, das mulheres e das mulheridades. “Percebo que foram as coisas ruins pelas quais eu passei que me fizeram lutar por dias melhores. Isso realmente me enche de orgulho, porque quando me disseram que eu nunca seria ninguém, sei que hoje estou sendo reconhecida exatamente por ser quem sou. Alguém que se fez mulher e que tem muito orgulho disso”. Arrasou!

About Neto Lucon

Jornalista. É formado pela Puc-Campinas e pós-graduado em Jornalismo Literário pela Academia Brasileira de Jornalismo Literário. Escreveu para os sites CARAS Online, Virgula e Estadão (E+), Yahoo!, Mix Brasil, no jornal O Regional e para a revista Junior. É autor do livro-reportagem "Por um lugar ao Sol", sobre pessoas trans no mercado de trabalho. Tem quatro prêmios de jornalismo, sendo dois voltados para as questões trans, Claudia Wonder e Thelma Lipp

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.