Pop e Art

MC Toka viraliza com música: "Que trans é essa que você pega e não confessa?"

O jovem MC Toka publicou na quinta-feira (3) um vídeo em que canta música sobre a vida amorosa de mulheres transexuais e travestis - e do preconceito que existe em torno dela.

+ MC Xuxú, de Um Beijo pras travesti, lança site e novo teaser

O vídeo, cujo conteúdo bem diferente do machismo propagado em outras iniciativas no funk, ainda assim passível de problematização, vem sendo elogiado e soma mais de 37 mil visualizações.

Na refrão, Toka canta: “Mas que trans é essa, que você pega e não confessa?”. E tira o véu da transfobia que existem em muitas relações e nos parceiros de trans: “é melhor que sua namorada, deve ter o que você não tem em casa, é aquela que faz amor gostoso, é aquela que você enche o bolso”.
Ao fim, ele engata: “Tratar ela como mulher, cada um sabe o peso de ser o que é. Mano, eu não vou repetir, respeita, peita, peita, peita, as travesti”. Mas essa parte tem um som tão bom que ele acaba repetindo, sim. 

MC Toka declarou que fez a música em homenagem a MC Trans – do clipe “Não sou Obrigada a Nada”– e Victoria Guerrero. “São minhas musas inspiradoras. Sou homem e luto contra a transfobia. Que essa música chegue a todas as trans que saibam que são lindas e inspiradoras”.

Essa não é a primeira vez que artistas homenageiam trans. Vale lembrar que nos anos 80 Erasmo Carlos fez uma música para Roberta Close, trazendo-a para o videoclipe “Close”. E em 2009 o MC Thiago Figueira fez uma música para a travesti Patricia Araújo, que havia desfilado para o Fashion Rio.


Assista ao vídeo:



Mc Trans e Victoria Guerrero (@transublime) minhas musas inspiradoras. Sou homem e mesmo assim vou lutar contra a #transfobia.Que essa musica chegue a Todas as trans e que saibam que são lindas e inspiradoras !Marque aqui sua trans Favorita !
Publicado por Mc Toka em Quinta, 3 de março de 2016

About Neto Lucon

Jornalista. É formado pela Puc-Campinas e pós-graduado em Jornalismo Literário pela Academia Brasileira de Jornalismo Literário. Escreveu para os sites CARAS Online, Virgula e Estadão (E+), Yahoo!, Mix Brasil, no jornal O Regional e para a revista Junior. É autor do livro-reportagem "Por um lugar ao Sol", sobre pessoas trans no mercado de trabalho. Tem quatro prêmios de jornalismo, sendo dois voltados para as questões trans, Claudia Wonder e Thelma Lipp
Tecnologia do Blogger.