Pop e Art

Curta brasileiro com heroínas trans será exibido no RJ, SP, DF e MG





.
O premiado curta “Quatro e Fintchy”, do cineasta Eduardo Colgan, chamou atenção por trazer personagens e atrizes trans em 2013. Agora, ele estreia a partir do dia 17 com cheiro de novidade em quatro estados: Rio de Janeiro, São Paulo, Distrito Federal e Minas Gerais.

+ Após críticas e boicotes, Oscar começa a se atentar para racismo e diversidade


A obra de três minutos – e que foi gravada em tomada única em super 8 e com posterior sobreposição de voz – aborda a vingança de quatro mulheres transexuais contra um namorado traficante e agressor. E que montam uma gangue coloridíssima.

No elenco estão as atrizes Laysa Machado, Leonarda Glück, Maitê Schneider e Bruna Imai. Cada uma interpretando uma personagem trans com facetas, personalidades e vivências diferentes. Todas mostrando que ser trans, tanto na ficção quanto na vida real, não é bagunça.

“Enxergo o curta com a linguagem de uma ideologia transfeminista, transferindo o suposto poder fálico do vilão, representado pelo traficante, ao poder fêmea das heroínas: homem que espanca a personagem da Leo e as amigas tramam uma ideia de vingaça e executam”, diz Laysa.

Leonarda afirma que o plano é bem humorado e que faz menção ao horário 4h20. "Ele se tornou sinônimo de uso de substâncias ilícitas, como a maconha, que é justamente a droga pela qual lutamos". Gostou?





.

O curta foi premiado no 9º Festival Internacional de Cinema Super 8 de Curitiba. 

Confira a programação:

Dia 17-03-2016 (Quinta-feira)
18:30 - Pílulas (CCBB - Cinema /SP)

Dia 19-03-2016 (Sábado)
17:00 - Pílulas (CCBB - Cinema I /RJ)

Dia 20-03-2016 (Domingo)
16:20 - Cultura Canábica no Brasil (no RJ, seguida de debate) (CCBB - Cinema I /RJ)

Dia 31-03-2016 (Quinta-feira)
17:00 - Pílulas (CCBB - Cinema I /RJ)

Dia 15-04-2016 (Sexta-feira)
19:00 - Pílulas (CCBB - Cinema /DF)

Dia 27-05-2016 (Sexta-feira)
18:30 - Pílulas (CCBB - Teatro II /MG)
Veja tudinho em http://mostradofilmelivre.com/16/info.php?c=10222

About Neto Lucon

Jornalista. É formado pela Puc-Campinas e pós-graduado em Jornalismo Literário pela Academia Brasileira de Jornalismo Literário. Escreveu para os sites CARAS Online, Virgula e Estadão (E+), Yahoo!, Mix Brasil, no jornal O Regional e para a revista Junior. É autor do livro-reportagem "Por um lugar ao Sol", sobre pessoas trans no mercado de trabalho. Tem quatro prêmios de jornalismo, sendo dois voltados para as questões trans, Claudia Wonder e Thelma Lipp

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.