Pride

Escola inglesa fala sobre “trans” com alunos para promover respeito às diferenças



Neto Lucon
A escola inglesa St Mary the Virgin Primary School de Hartfield resolveu levar o tema “gênero e identidade de gênero” para os alunos do ensino fundamental. Mais do que isso: debater, sensibilizar e explicar transgeneridade aos estudantes.

+ Petição internacional pede: "Salvem as trans do Brasil"


O programa foi implementado por Emma Maltby, que declarou ser importante para as crianças debater os valores de tolerância, o respeito e de celebrar as diferenças. Segundo ela, a ação foi bastante produtiva e visou incentivar as crianças a serem elas mesmas.

Emma afirma que a maioria dos pais aprovou a conversa franca com as crianças. Mas admitiu que três famílias preferiram retirar os seus filhos da escola. “Enquanto alguns pais podem ter se sentido pouco à vontade discutindo um tópico como identidade de gênero, a nossa prioridade é dar aos alunos uma educação completa e ajuda-los a se tornar responsáveis, independentes e capazes de respeitar os outros”.

O diálogo está sendo acompanhado pelo Brighton based Allsorts Youth Project, conhecido por capacitar LGBT a assumir a liderança, desafiar o preconceito e a discriminação. A intenção, ao contrário de depoimento de conservadores, não é incentivar crianças a serem LGBT, mas dizer a elas que estas pessoas existem e que merecem respeito. E que, caso elas também sejam, não há nenhum problema nisso.

About Neto Lucon

Jornalista. É formado pela Puc-Campinas e pós-graduado em Jornalismo Literário pela Academia Brasileira de Jornalismo Literário. Escreveu para os sites CARAS Online, Virgula e Estadão (E+), Yahoo!, Mix Brasil, no jornal O Regional e para a revista Junior. É autor do livro-reportagem "Por um lugar ao Sol", sobre pessoas trans no mercado de trabalho. Tem quatro prêmios de jornalismo, sendo dois voltados para as questões trans, Claudia Wonder e Thelma Lipp

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.