Pride

Keila Simpson é eleita presidenta da ANTRA, Assoc. Nacional de Travestis e Transexuais

.
A militante Keila Simpson foi eleita nesta sexta-feira (11) a presidenta da Associação Nacional de Travestis e Transexuais (ANTRA), durante o 21º Encontro Nacional de Travestis e Transexuais na luta contra a Aids (ENTLAIDS), em Campo Grande, Mato Grosso do Sul.

+ O que é transfobia? Travestis e transexuais explicam em campanha


Com vasta experiência na militância, Keila assume o cargo de 2016 até 2020 e é apoiada por outras militantes. “Obrigada às companheiras e companheiros pela unidade dessa eleição. Estaremos juntas e juntos nessa empreitada, e rumaremos até a vitória”, escreveu ela nas redes sociais.

O objetivo, segundo Keila, condiz com o tema do ENTLAIDS neste ano: “Pelo fim da transfobia”, que faz do Brasil o país que contabiliza mais crimes transfóbicos em todo o mundo e também dificulta a vida com dignidade e respeito da população de travestis, mulheres transexuais e homens trans.




.

Anteriormente, a Antra era presidida por Cris Stefany, militante de Campo Grande, que durante o encontro apresentou a prestação de contas da Associação. A eleição foi acompanhada por membros da OAB.

Vale lembrar que Keila tem história na militância, tendo ocupado diversos cargos importantes e contribuído para reflexões sobre identidade de gênero, na luta contra a transfobia e na promoção dos direitos humanos para a população T. Foi, por exemplo, a primeira travesti a assumir a presidência do Conselho Nacional de Combate à Discriminação e Promoção dos Direitos Humanos LGBT e também membro da Associação Brasileira de LGBT.

Saiba um pouco quem é Keila: 






Assim com o NLUCON noticiou, também foi realizado um show em homenagem à Marina Garlen, que teve grande importância na luta contra a transfobia e nas artes, e que morreu neste ano. Os números foram intitulados "Cabaré Garlen". 

Agatha Lima (de Ribeirão Preto) e Alana Vargas (Sergipe) dublaram a música “When You Believe”, na voz de Mariah Carey e Whitney Houston, em frente a um banner com a foto de Marina. Lágrimas rolaram...

Outras performances artísticas - que fazem parte da cultura trans - também marcaram o início do Encontro. Bem como a da Rachel Schineyder, que fez uma performance destacando Yemanjá, e Taís Sousa, que ao lado das demais artistas e militantes fez um número inspirado no Moulin Rouge. 


Saiba a programação do ENTLAIDS clicando aqui.

Assista a apresentação: 




About Neto Lucon

Jornalista. É formado pela Puc-Campinas e pós-graduado em Jornalismo Literário pela Academia Brasileira de Jornalismo Literário. Escreveu para os sites CARAS Online, Virgula e Estadão (E+), Yahoo!, Mix Brasil, no jornal O Regional e para a revista Junior. É autor do livro-reportagem "Por um lugar ao Sol", sobre pessoas trans no mercado de trabalho. Tem quatro prêmios de jornalismo, sendo dois voltados para as questões trans, Claudia Wonder e Thelma Lipp

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.