Pride

Thammy rebate crítica de deputado que comparou sua cirurgia à de câncer

Thammy Miranda resolveu rebater as críticas do deputado federal Marco Feliciano, que num programa de TV comparou a sua mamoplastia redutora – que faz parte do seu processo transexualizador - com a cirurgia feita em mulheres com câncer. Para o deputado, Thammy era desiquilibrado e ostentava a sua cirurgia num país onde mulheres sofriam por se verem mutiladas por uma doença.

Num vídeo caseiro, Thammy desabafou e explicou que a motivação pelas duas cirurgias são distintas. Uma fala sobre uma doença, cujo tratamento precisa remover os seios. E a outra sobre o processo transexualizador, em que um homem trans retira as mamas para se sentir mais confortável com o próprio corpo e viver uma saúde física e psicológica plena. Uma não altera, não substitui e nem é passível de comparação com a outra.

“Você tem noção de quantas vezes eu já chorei no colo dela (mostrando a namorada), dizendo que eu não aguentava mais aquele corpo, que eu não conseguia conviver com aquele corpo e com várias coisas que me faziam muito mal? (...) Em vez de eu ter que tirar os meus seios porque eu tive um câncer, porque eu guardei essa angústia dentro de mim de não ser quem realmente eu era, eu preferi tirar essa dor de mim, antes que ela virasse uma doença”, declarou.

Ao comentar a frase de que "ostenta a sua cirurgia" ao aparecer descamisado e chamar atenção da mídia, Thammy afirma que apenas ostenta a sua felicidade. “Eu ostento a minha felicidade, ter atingido a minha plenitude de paz. Eu ostento acordar todos os dias e me reconhecer no espelho, quando eu vou ter a minha intimidade. Eu sou feliz, tenho vontade de viver”.

Além disso, em recente entrevista ao NLUCON, Thammy declarou que após iniciar o tratamento hormonal a sua saúde melhorou. E que até deixou de tomar remédios antidepressivos. “A questão psicológica muda tudo. Eu tomei antidepressivo a vida inteira, e hoje não tomo mais. Dentro de mim era um turbilhão e agora consegui regular tudo. Não preciso mais, pois me sinto bem, me sinto completo. Eu comigo mesmo”.

SERÁ QUE É HOMEM DE DEUS?

Ainda no vídeo, Thammy criticou a postura de Feliciano, que é conhecido como um dos políticos que mais tentam barrar os avanços dos direitos igualitários. “Você, como um homem que representa a nossa política e uma religião, deveria ter mais cuidado com as coisas que fala. Eu não sou uma pessoa ruim, não faço mal, não destrato nem desrespeito ninguém. Só quero o bem das pessoas e o meu. (...) Você diz que é um homem de Deus, será que é mesmo? Julgar o prejulgar uma pessoa, sem ao menos saber o que ele vive no dia a dia, não faz parte de um homem de Deus”.

Ele ainda diz que tem mais “hombridade e que é muito mais homem” que Feliciano. “Eu quero conversar com você qualquer dia desses de homem para homem, olho no olho, independente do órgão genital que eu e você tenhamos. Não podemos colocar na mesma linha de homem de verdade o genital de alguém”.

Assista ao vídeo:






Marcos felíciano vai falar sobre mim segunda no Super Pop.... Eu mandei um recado pra ele... Quem achar q deve pode compartilhar! Bjos e Deus abençoe a gente sempre! 󾍛🏼❤️
Publicado por Thammy Miranda em Terça, 8 de março de 2016

About Neto Lucon

Jornalista. É formado pela Puc-Campinas e pós-graduado em Jornalismo Literário pela Academia Brasileira de Jornalismo Literário. Escreveu para os sites CARAS Online, Virgula e Estadão (E+), Yahoo!, Mix Brasil, no jornal O Regional e para a revista Junior. É autor do livro-reportagem "Por um lugar ao Sol", sobre pessoas trans no mercado de trabalho. Tem quatro prêmios de jornalismo, sendo dois voltados para as questões trans, Claudia Wonder e Thelma Lipp

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.