Pop e Art

Bruno Gagliasso desiste de interpretar mulher transexual na série SuperMax



.
Depois de tanta polêmica, Bruno Gagliasso não vai mais interpretar uma mulher transexual na versão internacional da série SuperMax, da TV Globo. E o motivo não se trata de uma renúncia à lá Adam Lambert: é apenas a agenda lotada do artista.

+ Adam Lambert recusa papel para dar espaço a atrizes trans


As gravações, cuja preparação foi adiada de abril para maio, devem começar justamente durante a próxima novela das seis, Sol Nascente, em que Bruno será protagonista. Fora isso, ele já está escalado para outra novela e um filme.

A história de SuperMax em espanhol é a mesma que passará no Brasil: 12 participantes estarão confinados em uma misteriosa prisão de segurança na Amazônia e enfrentarão muitos mistérios, monstros e medos. Bruno interpretaria uma trans que almeja os 2 milhões para a redesignação de sexo. 


Criticado por parte das travestis e mulheres transexuais por ter aceitado o convite – uma vez que atualmente uma das bandeiras é de que atrizes trans tenham representatividade e emprego em novelas e séries – Bruno não se pronunciou. Nos últimos meses, chegou até a se encontrar com mulheres transexuais para a preparação.

Depois que o ator desistiu da personagem, não foi anunciado quem deve ocupar o seu lugar. A comunidade trans, todavia, espera que os produtores se atentem para alguma atriz que seja travesti ou mulher transexual. 



.
+ Maria Clara Spinelli comenta série de terror da Globo

No Brasil, quem ficou com a personagem trans de SuperMax foi a talentosa atriz Maria Clara Spinelli – sim, uma atriz que assim como a sua personagem é uma mulher transexual. Maria Clara já esteve no elenco de Salve Jorge, da TV Globo, e foi uma das protagonistas do premiado filme Quanto Dura o Amor.

A série estreia ainda neste ano. 

About Neto Lucon

Jornalista. É formado pela Puc-Campinas e pós-graduado em Jornalismo Literário pela Academia Brasileira de Jornalismo Literário. Escreveu para os sites CARAS Online, Virgula e Estadão (E+), Yahoo!, Mix Brasil, no jornal O Regional e para a revista Junior. É autor do livro-reportagem "Por um lugar ao Sol", sobre pessoas trans no mercado de trabalho. Tem quatro prêmios de jornalismo, sendo dois voltados para as questões trans, Claudia Wonder e Thelma Lipp

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.