Pride

Se fosse sua filha, você sentiria confortável de mandar essa garota trans ao banheiro masculino?



.
Uma foto de Corey, uma garotinha transexual de 14 anos, publicada no Facebook tem ajudado a mostrar o absurdo que a lei anti-trans vai promover na Carolina do Norte, nos Estados Unidos. Ela proíbe que pessoas trans utilizem os banheiros de acordo com a sua identidade de gênero.

Ou seja, por meio da lei 
HB2, ela teria que ir ao banheiro masculino. 

“Se a menina na foto acima fosse sua filha, você se sentiria confortável em mandá-la ao banheiro masculino?”, questionou a fotógrafa Meg Bitton em seu perfil. Ela recebeu autorização dos pais de Corey para publicar a foto e contribuir com o debate.

Justamente com a foto, a artista explicou que Corey foi designada homem ao nascer, mas que se identifica com o gênero feminino e é uma mulher. “Sob as novas leis, ela seria forçada a usar o banheiro dos homens. Portanto, eu não estaria confortável mandando ela para o banheiro dos homens se ela fosse minha filha”.

A fotógrafa pede ainda que as pessoas sejam justas, amáveis e empáticas. “Trate os outros como você gostaria de ser tratado”, finalizou ela, recebendo mais de 35 mil compartilhamentos e mais de 60 mil likes em apoio.

A lei HB2 foi aprovada pelo legislativo e promulgada pelo governador Pat McCrory no dia 23 de março, proibindo as localidades de terem leis contra discriminação e obrigando o uso dos banheiros públicos de acordo com o gênero atribuído ao nascimento.

About Neto Lucon

Jornalista. É formado pela Puc-Campinas e pós-graduado em Jornalismo Literário pela Academia Brasileira de Jornalismo Literário. Escreveu para os sites CARAS Online, Virgula e Estadão (E+), Yahoo!, Mix Brasil, no jornal O Regional e para a revista Junior. É autor do livro-reportagem "Por um lugar ao Sol", sobre pessoas trans no mercado de trabalho. Tem quatro prêmios de jornalismo, sendo dois voltados para as questões trans, Claudia Wonder e Thelma Lipp

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.