Pop e Art

Além da beleza, Miss Trans Universo Aleika Barros dá exemplo ao se aliar a projetos sociais




Por Neto Lucon

É comum observarmos concursos de miss apenas como um celeiro para descobrir beldades, revelar figurinos caríssimos, jóias e a desenvoltura no palco. Mas o que era apenas uma busca pela coroa e faixa, acabou sendo uma boa oportunidade para que Aleikasandria S. Barros se engajasse em projetos sociais. E que enchesse a comunidade trans de orgulho.


+ Veja fotos da campanha "Sou Trans e tenho Direito à Vida"


A pernambucana, que carrega em seu currículo diversos títulos de miss desde 1998, é a atual Miss Trans Universo, em concurso realizado na Itália. E desenvolve, apoia e participa de várias ações sociais em prol de comunidades vítimas de preconceito, abandono e em prol dos direitos humanos.
Ação de Aleika saiu em nota do jornal "Segre"

No trailer de um vídeo exclusivo que a miss está preparando para os fãs e futuras misses – e que o NLUCON divulga com exclusividade - Aleika mostra as diversas ações que desenvolve como Miss. E a visibilidade que promove às causas utilizando da sua imagem e visibilidade. 

Dentre elas, está o apoio ao Centro de Combate ao HIV da Associação Lleida Anti-SIDA, a Amics Dels Animals del Segrià", ong de proteção aos animais abandonados (que cuida voluntariamente de 130 animais, disponíveis para a adoção), ambas na Espanha, e na campanha “Sou Trans e Tenho Direito à Vida”. Ela afirma que também se prepara para ir a abrigos, lar de idosos e que foi convidada para contribuir em um projeto que ajuda na alimentação de pessoas em situação de rua em Barcelona.

Na campanha fotográfica contra a transfobia, Aleika se juntou a outras misses que fizeram uma manifestação contra a triste realidade transfóbica do Brasil, o país que mais mata travestis e mulheres transexuais no Mundo, de acordo com a ong internacional Transgender Europe. “Diante de tantos assassinatos, o projeto foi realizado bravamente pelas meninas, que buscam chamar atenção para a transfobia. Não é justo que sejamos assassinadas. Temos, sim, direito à vida”, declarou na época.
"Entreguei a homenagem e apoio ao trabalho que fazem no controle permanente ao vírus"





Aleika em foto para a campanha "Sou Trans e Tenho Direito à Vida"
.
Sobre o mais novo vídeo, que foi gravado pela Tejera Studios e que será divulgado no fim deste mês, ela afirma ter o objetivo de mostrar o seu reinado. E salientar que misses trans podem ir muito além da beleza física. “O vídeo vai falar sobre a preparação até chegar ao Miss, falando sobre beleza, transfobia, discriminação. E vai focar diretamente em projetos sociais que contribuem de forma positiva para toda a sociedade", diz.

Vale lembrar que Aleika apoiou a criação do AMOTRANS, em Pernambuco, e que ao longo dos concursos de beleza que participou teve a consciência de que era preciso falar sobre assuntos sérios. Aliás, uma das razões pelas quais venceu o Miss Trans Universo foi ter arrasado no quesito "perguntas e respostas", salientando que a mais bela pode não estar em concursos de beleza, mas parada em alguma esquina, excluída do mercado formal, passando por situações de vulnerabilidade e violência.


Pelo engajamento e ação militante, ela acabou fazendo escola e motiva futuras candidatas a seguir os seus passos. "Quero trazer a ideia de que a miss trans deve ocupar todos esses espaços, se fazendo presente e sem se prender a apenas ao glamour dos concursos e das festas”, frisa. Algo muito positivo na luta contra os preconceitos, afinal como diz o ditado: "a beleza atrai, mas é o conteúdo que convence". 

Assista ao trailer: 


About Neto Lucon

Jornalista. É formado pela Puc-Campinas e pós-graduado em Jornalismo Literário pela Academia Brasileira de Jornalismo Literário. Escreveu para os sites CARAS Online, Virgula e Estadão (E+), Yahoo!, Mix Brasil, no jornal O Regional e para a revista Junior. É autor do livro-reportagem "Por um lugar ao Sol", sobre pessoas trans no mercado de trabalho. Tem quatro prêmios de jornalismo, sendo dois voltados para as questões trans, Claudia Wonder e Thelma Lipp

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.