Pop e Art

Glória Perez escala atriz cis para interpretar personagem trans; comunidade T se divide



.
Após anunciar abordar o tema da transexualidade em sua próxima novela, Glória Perez decepcionou parte da comunidade trans ao escalar uma atriz cisgênera (que não é trans) para interpretar uma personagem transexual em À Flor da Pele, que estreia em 2017.

+ Saiba quais atrizes trans driblaram o preconceito e fizeram pontas em novelas


A escolhida, segundo a colunista Patrícia Kogut, do jornal O Globo, foi a atriz cis Caroline Duarte (foto), que é conhecida no teatro e que fará a sua primeira novela.

Diversas atrizes travestis, mulheres transexuais e atores homens trans participaram da seleção de elenco. Até agora nenhuma ou nenhum foram selecionados. Mas há possibilidade de pequenas participações.

Há alguns meses, Thammy Miranda – que é homem trans - havia sido cotado para um papel de homem cisgênero. Mas ele abdicou da novela para se dedicar à campanha de vereador do Partido Progressita (PP).

Já Gloria, que na novela Salve Jorge (2012) trouxe as atrizes Maria Clara Spinelli e Patricia Araújo, que são mulheres transexuais, não respondeu aos e-mails do NLUCON comentando a escolha ou sobre a importância do tema. Peninha...

ESCOLHA DIVIDE OPINIÕES

A escolha de uma atriz cis para interpretar trans reascendeu uma bandeira dentro da militância de travestis e mulheres transexuais: que personagens trans sejam feitas por pessoas trans. Uma maneira de mostrar o talento dessas profissionais, que quase nunca conseguem oportunidade de trabalho.

Tanto que recentemente o ator Adam Lambert chegou a recusar um papel de mulher transexual no remake de Rock Horror Picture Show para que ele fosse feito por uma atriz transexual. No caso, Laverne Cox. 


Na grupo Mundo T-Girl, várias travestis e mulheres transexuais comentaram a escolha. Enquanto algumas defenderam a importância do tema, independente da atriz, outras frisaram que não trazerem atrizes trans para personagens trans remete ao tempo em que personagens negros eram interpretados por brancos.

Um sinal histórico de preconceito ou falta de oportunidade.


Confira:









.
E TEMOS OPÇÕES

Vale lembrar que há várias atrizes, que são transexuais e travestis, talentosíssimas no Brasil, vide Renata Carvalho, Leonarda Gluck, Laysa Carolina Machado, Dandara Vital, Maite Schineider, Claudia Celeste, Rogéria e Nany People. Além do ator Léo Moreira Sá.

E, se o assunto é beleza, outras atrizes como Patricia Araújo, Viviany Beleboni, Carol Marra, Thalita Zampirolli e Bruna Bee também poderiam se encaixar perfeitamente no papel. Dentre muitas outras...

Se procurar direitinho e ter consciência da importância da representatividade, acha! 

About Neto Lucon

Jornalista. É formado pela Puc-Campinas e pós-graduado em Jornalismo Literário pela Academia Brasileira de Jornalismo Literário. Escreveu para os sites CARAS Online, Virgula e Estadão (E+), Yahoo!, Mix Brasil, no jornal O Regional e para a revista Junior. É autor do livro-reportagem "Por um lugar ao Sol", sobre pessoas trans no mercado de trabalho. Tem quatro prêmios de jornalismo, sendo dois voltados para as questões trans, Claudia Wonder e Thelma Lipp

1 comentários:

Dio Ferreira disse...

Léo Moreira Sá é um homem trans, não uma mulher.

Tecnologia do Blogger.