Eventos

Saiba o que rolou na 1ª edição do evento “De Transs pra Frente” em Salvador



.
Com a proposta de oferecer oficinas de formação política e profissional, cine-debate e rodas de conversa sobre identidade de gênero, gênero e sexualidade, o De Trans pra Frente ocorreu na última quarta-feira (8) no Teatro Gregório de Mattos, em Salvador. E reuniu cerca de 100 pessoas.

+ Exposição Flores para Tita ganha documentário

O evento – que é organizado por militantes trans e apoiado pelo projeto Cores e Flores para Tita, da fotógrafa Andréa Magnoni - surgiu da necessidade de deslocar a população trans da marginalidade, do lugar patológico e do exótico onde é frequentemente colocada pela sociedade e em outros eventos.

De Transs pra Frente teve início às 14h com a oficina “Dialogar e Resistir contra Violações de Direitos: conceitos, vivências e estratégias”, exclusiva às pessoas travestis, transexuais e outras transgeneridades, ministrada por Viviane Vergueiro e Cacá Rodrigues.

Durante a oficina foram propostos diálogos que visam incentivar o desenvolvimento de estratégias de enfrentamento a violações de direitos atravessadas pelas identidades de gênero e sexualidade, em especial no âmbito jurídico. Ela entende que os processos de criação artística, acadêmica e política são formas de resistência coletiva a essas violações.

..




.
Logo após, às 16h, foi realizado o cine-debate com exibição de três vídeos produzidos por pessoas trans e travestis. O debate foi mediado por Francisco Sena e Tito Carvalhal, que fizeram a curadoria dos vídeos, filmes e documentários, abordando diversas temáticas trazendo-as ao debate, como também a visibilidade da população T em produzir material áudio-visual.

Às 18h, o evento contou com pocket show da pessoa não-binária Yuri Sant’Anna, que tem sua recém-nascida carreira profissional marcada pela irreverência de experimentações sonoras ousadas e desconstrução de padrões estético-musicais, estampando sua (des)identidade nos palcos.

Sem medo de arriscar, transitou entre a época de ouro e as novas expressões da MPB. Talento aliado à formação técnica em canto e atualmente cursa Bacharelado Interdisciplinar em Artes na UFBA.

.



.
E, para finalizar o primeiro dia da primeira edição, o tema da roda de conversa com ativistas trans foi : “O Golpe nos Direitos das pessoas trans e travestis”. Quem participou foi a mulher trans Viviane Vergueiro, a travesti Paulett Furacão, o homem trans Theo Gonçalves e a pessoa não-binária estadunidense Carlina Quin.

“Esperamos que nas próximas edições, possamos receber um número ainda maior de pessoas trans e travestis, pois tudo isso é para e por a nossa causa! (...). Acreditamos na importância de fortalecer as comunidades e alianças para resistir às violências do cistema”, informa a fanpage do evento no Facebook.

O evento ocupará mensalmente os espaços do teatro Gregório de Mattos, sempre às 14h. A próxima edição será no dia 6/07.


EM TEMPO!

Nesse sábado (11) rolou o curso formativo de Reiki I e II, ministrado pela mestra em Reiki André Magnoni, no ateliê de artes da Residência Universitária do Corredor da Vitória. Foram 13 alunos e alunas iniciados, sendo 9 pessoas transgêneras.

Quem quiser acompanhar a programação, basta acessar a fanpage do coletivo clicando aqui.  
.


.
Parabéns a todas as pessoas envolvidas! 

About Neto Lucon

Jornalista. É formado pela Puc-Campinas e pós-graduado em Jornalismo Literário pela Academia Brasileira de Jornalismo Literário. Escreveu para os sites CARAS Online, Virgula e Estadão (E+), Yahoo!, Mix Brasil, no jornal O Regional e para a revista Junior. É autor do livro-reportagem "Por um lugar ao Sol", sobre pessoas trans no mercado de trabalho. Tem quatro prêmios de jornalismo, sendo dois voltados para as questões trans, Claudia Wonder e Thelma Lipp

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.