Pride

“Violência contra mulheres trans na cadeia é rotina”, diz atriz Laverne Cox




.
A atriz Laverne Cox foi entrevistada pelo site UOL e falou sobre a realidade de mulheres transgêneras em presídios femininos. De acordo com ela, que também é uma mulher transexual, a violência contra essa população cometida pela polícia é rotina.

+ Paulo Gustavo dá close certo ao parar de fazer "blackface"


Vale lembrar que na série Orange is The New Black, do Netflix, Laverne interpreta a cabeleireira transexual Sophia Burset, que cumpre pena em um presídio feminino. E que sofre com a violência e transfobia em vários níveis. 

“Em termos de violência sexual, pessoas trans tem 13% mais chances de ser violentadas na cadeia que mulheres cis. Violência contra transgêneros cometida pela polícia é rotina”, diz ela, mencionando o caso de Ashley Diamond.

“Ela está processando o departamento correcional da Georgia contra o tratamento injusto que ela recebeu por lá. Quando ela estava presa, ela relatou que foi violentada multiplas vezes. Na prisão foi trancada na solitária exatamente como a minha personagem em Orange is The New Black. Então a violência ainda é muito comum na vida de pessoas trans, particularmente daquelas que estão presas”, afirmou.




.
A TRANSFOBIA DE TODO DIA


Em 2015, Laverne Cox foi capa da revista Time, mas tamanha visibilidade não foi o suficiente para diminuir a transfobia no mundo. De acordo com a atriz, ao mesmo tempo em que o último ano trouxe muita visibilidade para a causa, também foi o ano que teve o recorde de mortes de pessoas trans no mundo.

“Então a violência contra trans não mudou, mas tem sido melhor reportada. Eu espero que esta visibilidade que a comunidade trans está tendo atualmente se traduza em corações, mentes, políticas e as vidas dessas pessoas se modificando”, afirma.

Profissionalmente, Laverne afirma que está escalada para a próxima temporada de Orange Is The New Black e também tem um trabalho como protagonista de Rocky Horror Picture Show. Mas alega que desde abril não está escalada para novos trabalhos. “O show business é aquela coisa que você nunca sabe”, finaliza. 

About Neto Lucon

Jornalista. É formado pela Puc-Campinas e pós-graduado em Jornalismo Literário pela Academia Brasileira de Jornalismo Literário. Escreveu para os sites CARAS Online, Virgula e Estadão (E+), Yahoo!, Mix Brasil, no jornal O Regional e para a revista Junior. É autor do livro-reportagem "Por um lugar ao Sol", sobre pessoas trans no mercado de trabalho. Tem quatro prêmios de jornalismo, sendo dois voltados para as questões trans, Claudia Wonder e Thelma Lipp

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.