Realidade

Travesti Taciane Pires morre aos 25 anos após complicações do silicone industrial



.
A travesti Taciane Pires, de 25 anos, morreu nessa terça-feira (9) em decorrência de complicações do silicone industrial nos braços e nas pernas, em Teresina, Piauí. Poucos dias após a aplicação, ela teve uma infecção generalizada.

A jovem estava internada desde o dia 25 de julho no Hospital de Urgência de Teresina (HUT) e recebendo cuidados médicos, mas não resistiu.

“Ela já havia feito o mesmo processo anteriormente. O problema foi que ela aplicou um silicone que é impróprio para o corpo humano”, declarou Gilberto Albuquerque, diretor da unidade de saúde. 

Albuquerque informa que a prática da aplicação de silicone industrial no corpo, apesar de comum entre a população trans, é proibida. Tanto pelo processo doloroso de aplicação, pelo material impróprio e pelas complicações graves que podem surgir.

Taciane foi velada no Conjunto Murilo Resende, Ilhotas, no centro da capital. O enterro ocorreu na quarta-feira (10), no Cemitério Santa Cruz, bairro Promorar, Zona Sul da Capital.

About Neto Lucon

Jornalista. É formado pela Puc-Campinas e pós-graduado em Jornalismo Literário pela Academia Brasileira de Jornalismo Literário. Escreveu para os sites CARAS Online, Virgula e Estadão (E+), Yahoo!, Mix Brasil, no jornal O Regional e para a revista Junior. É autor do livro-reportagem "Por um lugar ao Sol", sobre pessoas trans no mercado de trabalho. Tem quatro prêmios de jornalismo, sendo dois voltados para as questões trans, Claudia Wonder e Thelma Lipp

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.