Header Ads

Atriz cis que estará em novela de Glória Perez interpretará homem trans



.
A atriz cisgênero Caroline Duarte, que foi escalada para o papel trans na novela “à Flor da Pele”, da TV Globo, não irá interpretar uma travesti ou uma mulher transexual. Ela vai dar vida a um homem trans – pessoa que foi designada mulher ao nascer, mas que se identifica com o gênero masculino e é um homem.

Quem fez a declaração foi a autora Gloria Perez, durante a visita na terça-feira (20) ao Projeto Damas, da Coordenadoria Especial da Diversidade Sexual (CEDS) do Rio de Janeiro.

O personagem será filho de uma mãe perua, vivida por Lília Cabral, e que sonha que ele seja uma princesa. Os conflitos começam quando a família – e o pai será o ator Fábio Assunção - percebe que aquela pessoa, que eles julgam ser uma menina, na verdade é um homem trans.

“Se eu coloco uma trans logo de cara, encontraria preconceito. Mas se começo com uma menina que não sabe o que está acontecendo, não se identifica com o próprio corpo e se olha no espelho e não se reconhece, o público vai comprando esse drama”, afirmou ela, de acordo com o jornal Extra.

Mas por qual motivo não escalar um ator que seja homem trans? “Eu poderia escalar uma trans se fosse transformação de homem para mulher. Mas o contrário é mais difícil porque essa atriz (sic) já teria barba, características masculinas. Como você vai começar a contar essa história?”.

Apesar disso, Gloria afirma que está procurando atrizes trans para entrar no decorrer da novela. Dentre elas, Maria Clara Spinelli – que esteve em Salve Jorge no papel de uma traficada transexual. “Preciso de atrizes verdadeiras para os papéis, por isso estamos realizando tantos testes”.

Na pesquisa, ela conversou pessoalmente com João Nery, que é considerado o primeiro homem trans operado no Brasil, e Tereza Brant, que apesar das mudanças do corpo não se considera homem trans. Sobre a vida de travestis e mulheres transexuais, ela afirma que descobriu que muitas sofrem violência doméstica e que, pela falta de oportunidade de trabalho, acabam indo para a prostituição.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.