Realidade

Ex tenta vender sex tape após morte de Alexis Arquette e site pornô dá show de humanidade



.
Vinte e quatro horas após a morte da atriz trans Alexis Arquette, um ex-namorado dela apareceu querendo lucrar. Ele oferecia um vídeo em que os dois fazem sexo no valor de 25 mil dólares, algo em torno de 100 mil reais. E conseguiu vender a uma produtora.

O que ninguém poderia imaginar é que a produtora XHamster.com, que comprou o sex tape, simplesmente destruiu o vídeo, certificando-se de que nenhuma cópia vazaria. E a intenção foi preservar a história da atriz, que jamais permitiu tal divulgação em vida.

“Adquirimos a fita e destruímos todas as cópias. Queremos que as pessoas se lembrem da senhorita Arquette como a ativista que ela era. Não queremos ver ninguém manchar a memória como a pessoa que vendeu a fita tentava fazer”, afirmou Alex Hawkins ao Daily Mail.

Ele afirma que Alexis aparecia em momentos íntimos e que, por não ter autorizado o vídeo, deixar que ele vazasse seria mais agressão que ela sofreria neste mundo tão transfóbico. 
Saiba mais sobre a história dela clicando aqui

Alexis morreu neste mês aos 47 anos vítima de um ataque cardíaco, pouco depois de sofrer uma infecção bacteriana. Ela se tornou conhecida pelos filmes Pulp Fiction, Um Casamento Quase Perfeito e por se tornar uma ativista pelos direitos LGBT, sobretudo da população transgênero.

About Neto Lucon

Jornalista. É formado pela Puc-Campinas e pós-graduado em Jornalismo Literário pela Academia Brasileira de Jornalismo Literário. Escreveu para os sites CARAS Online, Virgula e Estadão (E+), Yahoo!, Mix Brasil, no jornal O Regional e para a revista Junior. É autor do livro-reportagem "Por um lugar ao Sol", sobre pessoas trans no mercado de trabalho. Tem quatro prêmios de jornalismo, sendo dois voltados para as questões trans, Claudia Wonder e Thelma Lipp

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.