Pride

Estúdio em BH oferece tatuagem gratuita a homens trans que querem cobrir cicatrizes



.
O estúdio Espinelly Tattoo, em Belo Horizonte, tem uma iniciativa bacana para os homens trans que, após passarem pela mamoplastia masculinizadora ou mastectomia, gostariam de cobrir as cicatrizes com tatuagens.

Desde outubro de 2015, a tatuadora Renata Espinelly começou a tatuar todo mês um (01) homem trans – gratuitamente! “Todas as marcas que temos no corpo significam que fomos capazes de encarar algum tipo de luta e que saímos vitoriosos dela”, escreveu.

Sensibilizada com as histórias, Renata passou a receber muitos pedidos e a fazer grandes amizades. Tanto de homens trans que ainda querer passar pela cirurgia que masculiniza o peitoral quanto aqueles que acabaram de passar. Muitos estão agendados.

Renata faz uma tatuagem para homem trans e
outra para mulheres cis vítima do câncer
A artista lembra que não é possível fazer uma tattoo logo após a cirurgia, pois é necessário esperar que o tecido esteja completamente cicatrizado. Ou seja, pode levar de 6 meses a um ano. Ainda assim, a área pode ficar sensível, pois se trata de uma camada de pele mais fina.

Além dos homens trans, ela também faz uma (01) tatuagem gratuita por mês em mulheres cisgêneros que enfrentaram o câncer e passaram pela mastectomia (a remoção do seio).

Os interessados devem mandar um e-mail para: Espinellytattooart@gmail.com.  Parabéns, Renata!

About Neto Lucon

Jornalista. É formado pela Puc-Campinas e pós-graduado em Jornalismo Literário pela Academia Brasileira de Jornalismo Literário. Escreveu para os sites CARAS Online, Virgula e Estadão (E+), Yahoo!, Mix Brasil, no jornal O Regional e para a revista Junior. É autor do livro-reportagem "Por um lugar ao Sol", sobre pessoas trans no mercado de trabalho. Tem quatro prêmios de jornalismo, sendo dois voltados para as questões trans, Claudia Wonder e Thelma Lipp

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.