Pop e Art

Icônica! Filme sobre trajetória da artista e militante travesti Claudia Wonder ganha DVD


Por Neto Lucon

O premiado documentário “Meu Amigo Claudia”, que conta a história de vida e obra da icônica travesti brasileira
Claudia Wonder (1955-2010), acaba de virar DVD. E o lançamento da obra ocorre nesta sexta-feira (11), às 19h30, na Blooks Livraria, localizada no Shopping Frei Caneca, em São Paulo. 

O diretor Dácio Pinheiro estará presente e fará uma sessão de autógrafos. Ele também participa de um debate com o diretor Lufe Steffen mediado por André Sobreiro, do site Sala de Cinema, para falar sobre a inclusão das LGBT na sétima arte.


Título foi inspirado no texto de Caio
Fernando Abreu, amigo de Claudia
Para quem não sabe, Claudia fez história no Brasil ao tornar-se artista underground, multimídia e consciente da luta pela liberdade e contra o moralismo e o preconceito desde os anos 80. Foi cantora, atriz, escritora, militante, teve bandas de rock e um papel importante e ousado na história pelos direitos da população LGBT brasileira.

Em uma de suas performances mais memoráveis, a "Vômito do Mito", ela se joga nua em uma banheira de groselha, que simbolizava o “sangue”, no subsolo do Madame Satã em pleno boom da aids e numa época em que as pessoas tinham medo de sangue. "Como diz Zé Celso, Claudia era uma militante que fazia tudo com arte", diz Dácio. Também foi a primeira travesti a estrelar uma pornochanchada, a posar nua, a estar nos palcos e no cinema.

Em 1985, participou de uma das primeiras manifestações só com travestis brasileiras. Ainda nos anos 80, chegou a ser presa por desafiar policiais que prendiam LGBTs. Ao ser liberada por amigos, o delegado perguntou se ela havia sido agredida. Claudia soltou feito uma diva: “Depende, fisicamente ou moralmente?”.


O filme "Meu Amigo Claudia" - cujo nome foi inspirado no texto de Caio Fernando Abreu (1948-1996) para Claudia - não fala apenas sobre a trajetória da artista, que por si só já seria incrível. Mas também de toda a população LGBT e história do Brasil. Arte, política, aids, violência, preconceito e outros assuntos percorrem os discursos de Zé Celso MatinezSergio MambertiKid Vinil, Leão LoboLeilah RiosAlfredo SternheimGrace GanoukasGlauco MattosoElzio Zoyde.
O FILME

AO NLUCON, Dácio revela que o lançamento do filme em DVD, sete anos após a sua estreia, surgiu do incentivo de Lufe, que lançou o filme
 São Paulo em Hi-Fi em DVD e o colocou em contato com Paulo Costa, da Livraria Blooks. "A produção e o lançamento estão sendo feitos de forma completamente independente e com muito amor à nossa saudade Claudia, uma homenagem merecida, seis anos após sua morte".



Para quem assistiu ao documentário em festivais, no cinema ou pelo Canal Brasil, há novidades: o DVD está cheio de extras. Dentre eles, duas apresentações em São Francisco no Tingle Tangle e no Trans March, a artista contando a história da música de Ursinho Misterioso em 2003, uma apresentação da banda Truque Sujo Teatro Mambembe em 1988 e uma imagem antiga dela em um canal dos anos 80.

Segundo o diretor, Claudia foi uma pessoa muito especial, importante na luta pelos direitos das minorias e precisa ser conhecida pelas novas gerações. '"Ontem, na USP, revi o filme inteiro depois de um bom tempo. Foi bacana revê-lo com uma turma de pesquisadores do Departamento de História da USP e debater a importância da Claudia nos dias de hoje".

O evento de lançamento do DVD é uma parceria da Blooks Livraria, Cine&Cia. e Piloto, com apoio especial do site Salada de Cinema. Você pode confirmar a sua presença e saber de outras informações sobre o debate com Dácio Pinheiro e Luffe Stefan clicando aqui

Assista ao trailer:

About Neto Lucon

Jornalista. É formado pela Puc-Campinas e pós-graduado em Jornalismo Literário pela Academia Brasileira de Jornalismo Literário. Escreveu para os sites CARAS Online, Virgula e Estadão (E+), Yahoo!, Mix Brasil, no jornal O Regional e para a revista Junior. É autor do livro-reportagem "Por um lugar ao Sol", sobre pessoas trans no mercado de trabalho. Tem quatro prêmios de jornalismo, sendo dois voltados para as questões trans, Claudia Wonder e Thelma Lipp

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.