Pop e Art

Miss Transex Niterói Kezya Alexandre faz campanha de prevenção ao hiv/aids


A Miss Transex Niterói 2016, Kezya Alexandre está mostrando que não é só um corpo e um rostinho bonitos. Na Semana da Visibilidade Trans, ela estrelou uma campanha em que fala sobre um assunto importante: a prevenção às ISTs (infecções sexualmente transmissíveis), como o hiv/aids.

Aos 24 anos, ela afirmou que estava pensando em utilizar o título a favor da causa trans e que queria promover a consciência da necessidade da prevenção e do teste. “Para que, independente do resultado, possamos viver melhor”, declarou.

A bela posou para Wanda Azevedo com um vestido produzido pela fotógrafa com o símbolo do combate ao hiv/aids. E a frase: “Não tem cara, não tem religião, não tem cor, não tem idade, não tem sexualidade, não tem identidade de gênero. A vida é mais forte que a aids. Pessoas que se amam se cuidam. Prevenção é o melhor remédio, faça o teste”.

A realização é de Bruna Benevides, presidenta do Conselho Municipal LGBT de Niteroi. Ela se atentou aos dados de infecções em travestis e mulheres transexuais. “De acordo com o Ministério da Saúde, temos 14% de prevalência do HIV nas travestis e mulheres transexuais, mas o governo não faz nada. Até porque seria assumir sua omissão e reconhecer que tem falhado em relação ao hiv”, declara. 

A campanha visa alertar e promover a discussão. 

Veja: 

About Neto Lucon

Jornalista. É formado pela Puc-Campinas e pós-graduado em Jornalismo Literário pela Academia Brasileira de Jornalismo Literário. Escreveu para os sites CARAS Online, Virgula e Estadão (E+), Yahoo!, Mix Brasil, no jornal O Regional e para a revista Junior. É autor do livro-reportagem "Por um lugar ao Sol", sobre pessoas trans no mercado de trabalho. Tem quatro prêmios de jornalismo, sendo dois voltados para as questões trans, Claudia Wonder e Thelma Lipp

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.