Pride

Jantar beneficente arrecada fundos para não fechar ADEH, que defende travestis e transexuais


.
Um jantar beneficente no dia 2 de fevereiro, próximo da Semana da Visibilidade Trans, na Sociedade Novo Horizonte, em Florianópolis, buscou arrecadar fundos para a ADEH, Associação em Defesa dos Direitos Humanos com Enfoque na Sexualidade ong que luta pelos direitos LGBT, sobretudo das travestis e transexuais em vulnerabilidade social.
Segundo Lirous, ADEH pode fechar

De acordo com a presidenta Lirous K’yo Fonseca, o jantar foi realizado porque perderão a sede da ADEH e que estão esperando apenas a intervenção da polícia. Foi arrecadado R$2.717,50.

“O Estado de Santa Catarina nos expulsou por não reconhecer a relevância do nosso trabalho. Aliás, expulsou todas as instituições que atuavam nesse prédio com a desculpa que vão vender o prédio para pagar dívidas”, declarou ela.

Lirous lamenta que, caso não haja sede, várias pessoas que estavam no projeto “economia solidária”, que dava capacitação para pessoas em vulnerabilidade social produzirem materiais para a sua própria renda, ficarão sem trabalho. Lirous conta que mandou uma carta para o papa Francisco, por meio de um amigo padre.





O JANTAR

Com a presença de Piettra Beautty, Amanda Nudys, Alejandra Vanny e Victória Becker, várias artistas drag queens, artistas trans, como Verôna Moon fizeram shows. A apresentação foi da sempre musa Selma Light

Estiveram presentes também Milena Moraes e Renato Turnes, conhecidos pela peça de teatro Kassandra, que conta a história de uma mulher trans. Eles montaram kits de maquiagens e distribuíram para as pessoas trans que estavam no evento. Essa foi uma ideia para facilitar e aumentar a autoestima do grupo, que nem sempre pode investir com tratamentos estéticos.
Selma e Milena Moraes

Elisa Bayestorff Magnus
e Dariana Farias fizeram marcações de livros com poemas durante o jantar e doaram todo o dinheiro para a instituição. 


O som ficou por conta das DJS Rose Nogueira, Mariah, Alejandra Vanny. Além do show de uma das fundadoras da instituição Jessica Gasparelli.

O jantar teve a parceria do Treze, casa noturna a favor da diversidade, Heineken, Sociedade Novo Horizonte, instituto Make Up Luciana Medeiros, do Restaurante Ataliba, que cedeu o jantar. Quem foi, conseguiu contribuir com a instituição, assistir shows artísticos e ainda comer um delicioso arroz carreteiro.

Sobre a situação da ADEH, Lirous diz: “É horrível passarmos por isso, mas vamos resistir”.




About Neto Lucon

Jornalista. É formado pela Puc-Campinas e pós-graduado em Jornalismo Literário pela Academia Brasileira de Jornalismo Literário. Escreveu para os sites CARAS Online, Virgula e Estadão (E+), Yahoo!, Mix Brasil, no jornal O Regional e para a revista Junior. É autor do livro-reportagem "Por um lugar ao Sol", sobre pessoas trans no mercado de trabalho. Tem quatro prêmios de jornalismo, sendo dois voltados para as questões trans, Claudia Wonder e Thelma Lipp

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.