Pride

Morre aos 34 anos a recepcionista e apresentadora trans Andréa Zanelato


A apresentadora e recepcionista Andréa Luize Zanelato Lima morreu aos 34 anos na manhã de sexta-feira (10), em sua casa em Rancharia, interior de São Paulo, vítima de câncer.

A SP Escola de Teatro, local onde ela trabalhava desde 2012, desde que iniciou o tratamento há dois anos, fez uma homenagem à profissional em sua página oficial na internet:

"Me considero uma artista"
“Sempre sorridente, Andréa trabalhava na recepção da Escola desde 2012 e era bastante querida entre os demais colaboradores. Declarou que recepcionar as pessoas era um dos seus maiores dons e que se sentia honrada em fazer parte desse projeto”, diz o texto da SP Escola de Teatro.

Vale ressaltar que a instituição emprega 10% de travestis, mulheres transexuais e homens trans, na maioria na recepção.

Andréa revelava sonhar estudar Rádio e TV e se tornar apresentadora. Sua inspiração: Hebe Camargo. Ela chegou a ter um programa na web e, entrevista ao jornalista Miguel Arcanjo, disse: “Os dons que temos ninguém tira. Somente você tem sua luz, seu brilho, sua energia. Me considero uma artista assim, como todos que lutam para conquistar seu espaço e atingir seus sonhos”.

Em 2014, comemorou a retificação dos seus documentos: “Sou oficialmente Andréa do sexo feminino. Mais uma conquista em minha vida”, disse em sua página pessoal. 




À Miguel, declarou que um dos momentos mais marcantes de sua vida, além da retificação da documentação sem a necessidade de cirurgia genital, foi quando pegou num microfone para fazer sua primeira entrevista. “Isso me leva ao pleno, é uma alegria que não sei explicar. Sempre digo que quando estamos felizes aquele momento é inesquecível (relembre a entrevista clicando aqui).

Sua última postagem no blog pessoal foi em setembro de 2016, quando mostrou estar mudando o visual com Lindsay Lohan. "Arrasou no meu corte de cabelinho". No Facebook, diversos amigos prestaram homenagens a Andréa e a amizade que tiveram durante anos. 


Nós do NLUCON nos solidarizamos e deixamos os nossos sinceros sentimentos à mãe Maria Tereza Zanelato, amigos e companheiros.

About Neto Lucon

Jornalista. É formado pela Puc-Campinas e pós-graduado em Jornalismo Literário pela Academia Brasileira de Jornalismo Literário. Escreveu para os sites CARAS Online, Virgula e Estadão (E+), Yahoo!, Mix Brasil, no jornal O Regional e para a revista Junior. É autor do livro-reportagem "Por um lugar ao Sol", sobre pessoas trans no mercado de trabalho. Tem quatro prêmios de jornalismo, sendo dois voltados para as questões trans, Claudia Wonder e Thelma Lipp

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.