Header Ads

Transserviços

Divina aos 70, cantora Valéria posa nua contra transfobia na exposição “A Flor da Pele”


Por Neto Lucon

A cantora e atriz Divina Valéria, 72 anos, é um dos destaques da exposição fotográfica A Flor da Pele, do fotógrafo e artista plástico Marcelo Mendonça, inaugurada na última sexta-feira (17), na Galeria Antônio Bandeiras, no Centro Cultural do Banco do Nordestes, Fortaleza, Ceará.

Divina Valéria, que é uma das primeiras artistas trans do Brasil e protagonista do premiado filme Divinas Divas, posa peito aberto contra a intolerância ao grupo. Em suas mãos e corpo, um belo e lindo pavão pintado pelo artista.

“Adorei. É todo um orgulho e reconhecimento. As pessoas estão encantadas e eu mais ainda”, disse Valéria ao NLUCON, diretamente de Montevideo, Uruguai.

O projeto fala sobre a inquietude de Mendonça em relação à intolerância social econômica, à xenofobia, à homofobia, à transfobia, à misoginia, ao racismo e ao descaso com o meio ambiente. Além de Valéria, há 
Siwar Ala, refugiado Curdo da Síria, que vive na Espanha. E o DJ Sankofa, de Gana na África, entre outros.





A exposição fica até junho em Fortaleza e deve correr outros estados. 

Em tempo: Divina Valéria se apresenta neste sábado (25) e no dia 1º de abril, às 21h30, um show no hotel Crillón, com muito glamour, canção e histórias. No espetáculo Mesón de Mara, a artista será acompanhada do pianista Alejandro Sarkissian e a percussão de Tony Pinheiro.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.