Header Ads

Transserviços

Por uma arte + travesti, Rosa Luz lança financiamento coletivo para 1º EP, Clandestina


A artista travesti Rosa Luz, de 21 anos, lançou no kickante um crowdfunding (financiamento coletivo) para gravar o seu primeiro EP, Clandestina. A obra envolve empoderamento, periferia, cultura hip-hop, transexualidade, travestilidade e a luta contra o machismo. Clique aqui para participar. 

Clandestina visa revidar o comportamento hostil que a sociedade tem com as pessoas trans e travestis. E traz histórias reais desta população, procurando fortalecer outras pessoas negras, trans e periféricas. “Além de expressar minha individualidade e mostrar que mulher travesti também faz hip hop”, declara.

O combate pela desconstrução de estereótipos, bem como a ideia de que toda travesti é profissional do sexo, também está presente no EP. “Não que a profissão seja um problema, porém, será que consigo ser algo a mais para além do estereótipo que essa sociedade sempre destinou ao meu corpo trans?”.

A meta do financiamento coletivo é de R$ 5.000 (até o momento conseguiu 10%) e tem vários brindes para os apoiadores. Dentre eles, o próprio EP autografado, agradecimento digital, download das músicas (R$30), os anteriores mais um zine com poemas autorais (R$70) e até um pocket show (para mil reais). Há várias opções, clique aqui.

Assista a uma obra da artista: 




BARRACO DA ROSA

Estudante do curso de Teoria, Crítica e História da Arte pela Universidade de Brasília, Rosa Luz trabalha com fotografia, vídeo, performance, pintura e rap, tendo exposto em 16 estados brasileiros e mais de 5 países diferentes. Ela também é produtora e idealizadora do canal Barraco da Rosa.
Rosa Luz é criadora do canal
O Barraco da Rosa

O NLUCON falou da artista quando ela fez a performance corajosa na escadaria da rodoviária de Brasília, ficando com os seios à mostra (lembre aqui). E também do seu canal no Youtube, o Barraco da Rosa (assista aos vídeos aqui).

Nos últimos meses fez cobertura pro V Fórum Nacional das Mulheres do Hip-Hop, foi uma das 16 palestrantes do evento TEDxBrasília, atuou no curta Estamos Todos em Paz, financiado pela Secretaria de Educação de São Paulo, bem como participou dos documentários #Euvocêtodasnós (Canal Futura/Coopas) e Chega de Fiu Fiu (Think Olga).

Assista ao vídeo explicando o projeto:

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.