Realidade

Travesti Bruna Tavares, de 17 anos, é assassinada e tem pedaço do corpo comido por onça


A travesti Bruna Tavares, de 17 anos, teve um fim trágico em Ourinhos, interior de São Paulo. Ela foi encontrada morta na manhã desta quinta-feira (16), por um sitiante que passou pela Rodovia BR 153 no KM 329. Ele acionou a Policia Militar de Salto Grande e Ribeirão do Sul.

O delegado João Ildes Beffa, da DIG de Ourinhos, declarou que a vítima levou uma facada no pescoço e foi deixada no meio do matagal. Ela também teria sido atacada por uma onça, pois faltavam partes de seu corpo e havia rastros do animal no solo.

Segundo testemunha, a vítima teria sido vista discutindo com uma pessoa do gênero feminino dentro de um veículo por causa de ponto de prostituição. Dois homens cis teriam ajudado a dar duas facadas nas costas de Bruna e a levado ainda com vida ao matagal, onde ela recebeu uma facada no pescoço. A testemunha alega que Bruna chegou a pedir socorro e que ela ligou para a polícia. 

O corpo de Bruna foi conduzido ao Instituto Médico Legal. A polícia civil já identificou os acusados. “O crime está praticamente esclarecido, não vamos divulgar nomes para não atrapalhar o trabalho de investigação”, disse o delegado.

De acordo com matéria do G1, os suspeitos foram presos em Jaú após investigação da Delegacia de Investigações Gerais (DIG). Eles vão passar por exame de corpo de delito em Ourinhos e depois serão encaminhados para uma cadeia da região.

About Neto Lucon

Jornalista. É formado pela Puc-Campinas e pós-graduado em Jornalismo Literário pela Academia Brasileira de Jornalismo Literário. Escreveu para os sites CARAS Online, Virgula e Estadão (E+), Yahoo!, Mix Brasil, no jornal O Regional e para a revista Junior. É autor do livro-reportagem "Por um lugar ao Sol", sobre pessoas trans no mercado de trabalho. Tem quatro prêmios de jornalismo, sendo dois voltados para as questões trans, Claudia Wonder e Thelma Lipp

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.